segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Preocupante... Muito preocupante...

Questões mais polémicas fora do contrato que passa competências da Educação para autarquias 

Comentário: Estaremos perante mais uma "versão de teste" da municipalização da educação, onde algumas questões mais preocupantes foram alvo de eliminação, nomeadamente no que concerne à gestão de pessoal docente. Deste modo, "(...) os municípios não terão competências para contratar ou gerir o pessoal docente, mantendo-se esta responsabilidade na tutela da Educação. Contudo, quando houver docentes com horário zero ou incompleto, caberá aos agrupamentos de escolas, em conversa com o município, articular a sua deslocação para outras escolas do mesmo agrupamento ou até dos vários agrupamentos do concelho"

Para além disso, "(...) além de se excluir o anexo quantitativo onde se definia o número de professores necessários em cada escola, restringe-se esta mais-valia financeira apenas aos concelhos que melhorem os seus resultados escolares. Estes resultados serão aferidos através de vários indicadores que constatem a redução do risco de abandono escolar e o aumento do sucesso escolar".

Bem... Tudo muito bonito, mas no fundo teremos o aprofundar daquilo que começou com os Conselhos Gerais e os novos Diretores (nomeadamente no que concerne à sua "eleição"), onde o poder político é (quase) absoluto e as disputas inquinam grande parte da harmonia (que ainda é) possível. Delegar mais poder nas autarquias parece-me preocupante, acima de tudo porque a nossa classe política é uma vergonha e a educação passará a ser mais uma "ferramenta" de manutenção ou de inversão de cor política.

2 comentários:

  1. Não acredito que vou viver isto. ��
    ID

    ResponderEliminar
  2. E o tão propalado novo concurso interno para 2015? Será que se estão a fazer de desentendidos?

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...