quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Alguns dos problemas deste concurso de professores

Alguns minutos após a publicitação das listas de colocação começaram a "chover" telefonemas e mensagens de correio eletrónico relativamente à não renovação da colocação dos colegas contratados em determinadas escolas e agrupamentos de escolas.

Deste modo, registaram-se novas colocações de professores contratados em escolas e agrupamentos de escolas cujas direções haviam manifestado intenção de renovação contratual. Os docentes que entretanto não viram a sua colocação renovada, foram na melhor das hipóteses colocados em outras escolas.

Existem ainda outras situações, em que o horário ficou sem ninguém... Ou seja, nem com colegas contratados nem com colegas do quadro.

Outros dos problemas mais referidos consiste na ida a concurso por mobilidade interna por parte dos colegas dos quadros que não possuíam componente letiva, mas que acabaram por ser retirados do concurso pela própria DGAE, uma vez que de acordo com as escolas e agrupamentos de escolas essa retirada de concurso não foi por eles concretizada. Problema é que se em alguma situações é possível arranjar componente letiva, em outra situações (e por aquilo que me disseram) não será mesmo possível atribuir horas letivas.

Definitivamente este concurso tem problemas... Problemas que devem ter uma intervenção rápida por parte dos sindicatos e dos colegas que de alguma forma foram prejudicados.

Se quiserem enumerar outros, sintam-se à vontade de comentar.

23 comentários:

  1. Uma questão. ?.. entrei agora no cee e fui colocao (longe) numa escola com c. Auonomia. Porém, vi que algumas escola (TEIP e c. Aut.) perto da minha residência pediram prof. P/ meu grupo, mas ninguém lá ficou. Não deveria ter entrado numa dessas escolas que estavam mais à frente na manifestação de pref? Onde andam esses horários? Ainda posso fazer alguma coisa? Obg

    ResponderEliminar
  2. Sou professora do QZP 3 do grupo 110. Concorri à mobilidade interna por não haver horário na altura do concurso, mas após uma colega ter assinado a rescisão, foi-me dito que me iriam retirar. Na passada 6ª feira o meu agrupamento enviou mail para todos sítios possíveis capazes de responder ao pedido (Delegada Regional, Diretor Geral, DGESTE, ...), retirar das listas, não obtendo qualquer resposta.
    Ontem após a publicação das listas, vejo-me colocada num Agrupamento a 100 Km de casa... Sei de colegas que foram retirados e outros que não das listas...Sinto-me injustiçada, pois tenho colocação no meu agrupamento...

    Sei que, pelas notícias publicadas, há a possibilidade de, mesmo depois desta colocação, voltar ao agrupamento de provimento. Pedia orientação sobre o que poderei fazer.

    ResponderEliminar
  3. Oh Celeste

    Eu sou do grupo 530 e 560. Já lecionei os nos dois grupos e perto de casa há sempre mudanças.
    Mas o caso que aqui lhe conto foi o que o MEC fez o ano passado. Durante 25 anos lecionei na mesma escola e no 560. O ano passado, 2013/2014 o MEC abriu 2 vagas para a escola onde era efetiva e para o grupo 560. Não havia vagas. O MEC sabia-o mas fez orelhas moucas. Colocou lá 2 professores por que o concurso aberto assim o permitiu. Os colegas, colocados dista de mais de 250 Km da escola. O que aconteceu depois? O grupo ficou a ter 2 + 2 professores e apenas havia lugar na escola para 2 horários. Então eu fui atirada para a mobilidade e mais tarde colocada a 60 Km da minha residência ou seja 120 Km/dia de viagem. É assim a gestão de recursos do MEC.

    ResponderEliminar
  4. Sou professora do quadro e concorri na 1ª prioridade porque fui informada que n˜ao tinha componente letiva, quer na escola de provimento, quer na de colocaç˜ao e agora apaeço com atribuiç˜ao de hor´ario quando ele n˜ao existe, mas sabem porquˆe?? Porque as escolas esqueceram-se de me indicar com ausˆencia de componente letiva e agora est˜ao no jogo do empurra em responsabilidades, mas quem se lixa sou eu, que posso ir para mobilidade e vir a ser despedida. Quem se lixa sou eu.

    ResponderEliminar
  5. Algu´em sabe se para ter apoio jur´idico do sindicato preciso de estar sindicalizada? Quase de certeza que sim, mas n˜ao custa perguntar.

    ResponderEliminar
  6. Gostava de saber o que se passou com o Grupo 530... Há dois anos no desemprego, depois do Crato praticamente extinguir a disciplina de Educação Tecnológica no 3º Ciclo, eis senão quando este ano fiquei colocada em determinado agrupamento juntamente com mais 11 colegas do mesmo grupo... A Escola só pediu 3... Aconteceu o mesmo em outras escolas, muitas escolas (Braga, Santo Tirso...)

    O que se passou? Estou tranquila pois considero que tem que haver uma solução para os professores que não os prejudique...

    Quem pode dar algum testemunho neste sentido?

    ResponderEliminar
  7. É só confusões! Uns são colocados em duplicado, outros não foram colocados... Ao que me parece, foram pedidos professores para vários horários que ainda não foram ocupados.
    Não se entende, ou melhor, deve haver razões que só um MEC economicista entende.
    Isto é um jogo de roleta russa em que muitos perdem. Agora ainda serão colocados professores em vagas anteriormente anunciadas e que ocuparão lugares que outros mais graduados pretendiam.
    É um salve-se quem puder. Não há qualquer respeito por SERES HUMANOS, ao serviço dos outros, é-lhes retirada toda a dignidade.

    ResponderEliminar
  8. Boas tardes. Também eu concorri à MI e fui retirado por ter supostamente componente letiva. Qual o meu espanto, quando ao chegar ao Agrupamento, eram muitos os colegas na mesma situação. O diretor afirma que não procederam a essa retirada e imputa responsabilidades aos MEC.
    No entanto, duas dúvidas subsistem: primeiro, a minha candidatura nunca figurou como validada, como era habitual noutros concursos, emitindo até um verbete definitivo; segunda, não terá o agrupamento esquecido de indicar na plataforma os docentes com ausência de componente letiva? Subsistem estas dúvidas, que a meu ver causaram esta situação, sendo que os principais lesados somos nós que entramos desta forma na via verde para a requalificação.

    ResponderEliminar
  9. Como não me canso de dizer, já está provado que foi cometido uma série de erros que se traduzem ou por incompetência ou por não sei o quê. Eu tenho mais de 17 anos de estudo na área da docência, inscrevi-em na PACC não realizei devido aos motins, tenho prova disso. Não fui convocada para realizar de nova a prova no dia 22 de julho e pedi esclarecimentos junto ao júri e nenhuma resposta obtive. Agora vejo-me excluída assim do nada! Como é possível num país democrático onde o governo apregoa a justiça social, cometer tal injustiça comigo e para todos os que estão na minha situação? É um desrespeito total pelas pessoas!Agora quem não é sindicalizado, quem não tem meios financeiros para ir a tribunal o que faz? Ou tem muita sorte e consegue encontrar emprego ou vai para a fila pedir RSI! Tudo isto devido a um erro que facilmente poderiam emendar e colocar de novo estes professores condicionalmente até fazer nova prova (caso esta ainda se mantenha a ver vamos)!

    ResponderEliminar
  10. Pelos testemunhos vejo que sao muitos os erros cometidos neste concursos e maiores os atropelos aos nossos direitos. Estou verdadeiramente incredula com a minha e as vossas situaçoes, nunca pensei ver isto acontecer. Existe uma anarquia instituida e tutelada pelo ministerio, que parece nao ter fim.
    Esperemos por melhores dias ...

    ResponderEliminar
  11. sou do 530 fui colocado em MI 1ª prioridade numa escola onde existem 3 horários 0 no meu grupo, e agora ?

    ResponderEliminar
  12. O que está-se a passar é inacreditável!! "Motins" nada com sentido pejorativo apenas quis dizer perturbações que impediram de que todos pudessem realizar a prova e ver assim uma possibilidade de empregabilidade e não são por isso indignos ou bajuladores como alguns querem fazer crer (esses é que são talvez uns "frustadóites" sem valor que nada fazem e só prejudicam). Não obstante, a forma de luta contra a prova foi errada, muito errada e prejudicou muitas pessoas. Mas, relembro que se estamos nesta situação foi porque a FNE abriu a "caixa de Pandora" acedeu ao MEC em instituir esta prova só para alguns. Por enquanto só para alguns mas talvez para o próximo ano esta prova acabe "enterrada" pois de nada serve a não ser seu efeito eliminador mas que prejudicou a vida a imensas pessoas e famílias.

    ResponderEliminar
  13. A ideia do MEC é provocar a confusão para afirmar que os concursos não devem ser nacionais...

    ResponderEliminar
  14. Sou professora contratada e solicitei renovação da colocação para o ano letivo 2014/2015 na Candidatura eletrónica à contratação inicial/Reserva de recrutamento.

    Por outro lado, a Direção do Agrupamento de Escolas onde me encontrei colocada no ano letivo transato solicitou-me, inclusivamente, o preenchimento de uma Declaração de renovação de contrato e procedeu ao pedido de renovação da minha colocação para o ano letivo 2014/2015, tal como confirmei junto da Direção da Escola. Porém, a referida renovação não se verificou, de acordo com as listas publicadas no dia 09/09/2014. Desta forma, não estou colocada e os 4 horários disponíveis na escola para o meu grupo de recrutamento continuam por preencher, uma vez que nenhum docente da mobilidade interna (quadro) e contratação inicial os preencheu.

    Estavam reunidas todas as condições para a manutenção da minha colocação, mas possíveis erros informáticos impediram a renovação da colocação que era do meu interesse e da escola. O mesmo aconteceu com mais colegas do meu Agrupamento de Escolas.

    ResponderEliminar
  15. Cara anónima, comigo aconteceu exactamente o mesmo e a mais 3 colegas que eu conheço pessoalmente. Este ano está instalado o CAOS!!!

    ResponderEliminar
  16. Na DGAE disseram-me para proceder na plataforma ao recurso hierárquico mas pelos vistos nem sequer esta aplicação está ainda disponível!

    ResponderEliminar
  17. Caras colegas contratadas, têm a certeza que reúnem condições paraca renovação ? No ano letivo foram colocadas quando ?

    ResponderEliminar
  18. E em relação à desistência parcial da BCE , outra palhaçada ... Afinal nao permite a desistência de algumas das preferências.... Isto depois da nota informativa de 3 de set dizer exactamente o contrário.... Alguém nos ajude...

    ResponderEliminar
  19. Seria interessante despistar se existem colegas cuja candidatura tenha sido validada e mesmo assim tenham sido retirados da mobilidade por terem componente letiva. Continuo convencido, até prova em contrário, de que as escolas tiveram uma responsabilidade neste processo, tanto mais que na minha escola todos os candidatos foram retirados. Como é possível? Alguém que contrarie esta minha suspeita.

    ResponderEliminar
  20. Sou do grupo 910 e era suposto ter renovação de contrato. A escola propôs a minha renovação de contrato,eu aceitei, mas não se concretizou. Estou na lista dos não colocados e o horário por preencher.
    Fui à escola hoje e a diretora disse- me que não sabia o que se estava a passar. Na tentativa de me ajudarem, pediram esclarecimentos à DGRHE via email.
    Vou fazer o mesmo e gostaria que os que estão na mesma situação fizessem o mesmo: escrever um documento a solicitar à DGRHE que emita mais uma lista de renovações que não foram concretizadas.O meu mail é eelisabeteoliveira@sapo.pt

    ResponderEliminar
  21. No meu caso foi solicitada a renovação. Não renovei e entrou não um colega da MI mas um contratado no meu lugar! A minha escola enviou um mail para a Dgae a solicitar esclarecimentos e eu vou meter recurso...

    ResponderEliminar
  22. Por aí algum QA que concorrendo na segunda prioridade tenha sido ultrapassado por QZP's recém entrados com graduação inferior e que concorreram na terceira prioridade? No meu caso foram 3 os sortudos menos graduados que arranjaram vaga nas escolas a que eu tinha concorrido, em horário incompleto... Vou interpor recurso hierárquico, até porque o sr. Sec. Estado tinha garantido que não ia haver ultrapassagens.

    ResponderEliminar
  23. para Luis: Eu e centenas de professores, pelo que tenho lido, estamos nessa situação. A minha escola de colocação e a de provimento afirmam que não me retiraram. Eu concorri tb em 2ª prioridade e tenho que ficar a 300km de casa quando um prof da 3ª, e com menor graduação que eu, ficou ao lado da minha casa. É muito injusto tb vou interpor recurso! E os sindicatos ainda estão de férias???

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...