quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Expectável...

Listas de colocação tardias, excluem ilegalmente milhares de docentes e confirmam que MEC continua a destruir milhares de postos de trabalho 

Comentário: A FENPROF tece algumas considerações relativamente a dados estatísticos das colocações, mas refere a situação dos colegas que foram excluídos por não terem concretizado a Prova de Avaliação de Conhecimentos e Capacidades (PACC).

E ficam alguns exemplos: "foram excluídos 2.227 docentes do 1.º ciclo, dos quais 2.189 devido à PACC; na Educação Pré-Escolar foram 739 em 752 os excluídos por causa da PACC; em Matemática / Ciências do 2.º Ciclo foram 314 em 324; em Português do Secundário 508 em 515; até em Educação Moral e Religiosa Católica os 14 excluídos foram-no por não satisfazerem aquele “requisito”.

Escusado será dizer que foi (é e será) relevante combater a implementação da PACC conforme se encontra atualmente definida, mas ninguém poderá afirmar que não conhecia as consequência de não a concretizar... Incluindo os sindicatos. Veremos agora o que acontece em termos de recursos, mas não creio que a teimosia de Nuno Crato permita resolver esta situação sem recurso a tribunais. E mesmo assim...

9 comentários:

  1. Eu fui uma das que não realizou a PACC.
    Ao fim de 4 anos a tentar uma colocação surge algo para dar alguma emoção, é que em vez de ficar na lista dos não colocados fiquei nas lista dos excluídos.
    Também já chateava todos os anos a mesma lengalenga, não colocada, não colocada... e a avaliar pelos que ficaram colocados nesta primeira fase bem que posso esperar sentada, o Sr. Nuno (C)rato que continue a não contar comigo para ganhar uns dinheirinhos com esta prova.
    Parabéns a todos os que conseguiram colocação, boa sorte para os que ainda têm esperança de ficar colocados e PARABÉNS também aos que não fizeram a PACC.

    ResponderEliminar
  2. Eu não realizei a PACC devido a motivos alheios à minha vontade, ou seja aos motins, ninguém naquela escola fez em dezembro! Depois disso não fui convocada para realizar em 22 de julho! Tinha logo de enviar o comprovativo? Para onde? Não sei não tive nenhuma informação sobre isso! Nada foi publicado a esse respeito! Na secretaria disseram-me para guardar só isso. Pedi justificação ao IAVE e não obtive resposta! Tenho mestrado em ensino e agora vejo-me excluída assim do nada. Por todos os efeitos a imagem que fica em termos profissionais e não só, é que eu tive receio de fazer ou então reprovei e isso não é verdade!!Isto é surreal e estas "incompetências ou brincadeiras" prejudicam gravemente a vida das pessoas!!! Onde está a justiça social? onde? Será que não têm a decência de corrigir este erro e colocar-me assim como outros professores na mesma situação, de novo na lista condicionalmente até fazer de novo a PACC? Por amor à santinha! Tenham respeito!

    ResponderEliminar
  3. Em relação ao comentário que se encontra antes deste: qualquer professor digno fica contente por aqueles que, como a egoísta e mau-caracter Ana, que chama de “motins” à luta pelos direitos dos contratados (e habilitados para a docência). Essa Ana até mete nojo. Não tem o mínimo de decência, não tem nem valor nem valores para transmitir às novas gerações. Até é bom que nunca possa vir a ensinar os nossos filhos. O que lhes ensinaria? A serem egoístas e desprezíveis como ela? A bajular os superiores e a atraiçoar os colegas? Como diria o povo, essa Ana é alguém que, como ser humano, “não vale a ponta de um corno”.

    ResponderEliminar
  4. Em relação ao comentário que se encontra antes deste: qualquer professor digno fica contente por aqueles que, como a egoísta e mau-caracter Ana, que chama de “motins” à luta pelos direitos dos contratados (e habilitados para a docência) não poderem lecionar. Essa Ana até mete nojo. Não tem o mínimo de decência, não tem nem valor nem valores para transmitir às novas gerações. Até é bom que nunca possa vir a ensinar os nossos filhos. O que lhes ensinaria? A serem egoístas e desprezíveis como ela? A bajular os superiores e a atraiçoar os colegas? Como diria o povo, essa Ana é alguém que, como ser humano, “não vale a ponta de um corno”.

    ResponderEliminar
  5. Anónimo é assim que se apresenta? Não faça juízos de valor sem conhecer a minha realidade! É ofensivo sem sequer se dignar saber os motivos para os quais eu quis fazer a prova. Tenha decência e respeito pela opinião dos outras pessoas. Quando falei em motins apenas por se tratar de perturbações que impediram a nós todos de realizar a PACC e por isso agora fiquei prejudicada é um direito meu decidir se faço ou não!Nem tive opção!! Mais ainda se é prof. e se um aluno seu discorda da sua linha de pensamento, e vc diz-lhe " até metes nojo", você é que não tem capacidade para ser professor e talvez agora esteja colocado. Tenha mas é vergonha e antes de opinar sobre alguém ou sobre uma "cois"procure saber! Mau carácter!Desgraçado!!!! Oxalá que fiques na mesma situação que eu um dia!!! A vida dá muitas voltas!

    ResponderEliminar
  6. Mantenho tudo o que disse: a tal Ana não vale nada enquanto ser humano. Apesar de, como intriguista em início de carreira, tentar distorcer o que eu disse, dando a entender que eu dizia que qualquer aluno (?) que discordasse de mim (em relação a qualquer assunto?) seria alvo de um implacável “metes nojo”, eu reitero o que disse: quem, na conjuntura actual atraiçoa os colegas e está disposto a pisar a cabeça de qualquer um para se safar individualmente, quem, pretendendo ser professor está disposto a fazer o subserviente e traidor papel de verme, quem é tão egoísta como esta egoísta é, “mete nojo”. E mais não digo, ela sabe bem o que os demais pensam dela, de certeza que não deve ter sido a primeira vez que a chamaram de desprezível egoísta na vida.

    ResponderEliminar
  7. E em relação à Ana ficar sem trabalhar, há que dizer que é uma pena que docentes habilitados a dar aulas sejam impedidos de o fazer devido a um absurdo e PACCóvi artifício cRatino; mas há que dizer também que é um consolo ver alguém da direita provar do próprio veneno e ser prejudicada pelas políticas que tão subservientemente esteve, está e estará disposta a apoiar com todas as suas nojentas forças.

    ResponderEliminar
  8. Anónimo de coragem, quero apenas responder desta forma: os seus comentários e insinuações são tão ridículos que nem merecem mais a minha atenção, procure algo para sentir-se mais feliz porque deve ser alguém com profunda amargura deambulando por aí ...,enfim é sem dúvida um triste alienado.
    PS: ouça música que isso passa-lhe.

    ResponderEliminar
  9. Olá Eana. Também não fiz a fabulosa prova por orgulho, que ainda é a pouca coisa que me resta.Depois de 6 anos a "gramar" horários incompletos e turmas que os da casa dispensaram tenho pouco mais de 1000 dias de serviço e 1 pontapé no rabo com um curso de ensino que me limita outras saídas nos tempos que correm.Com a crise as explicaçoes são poucas por isso limpar casas é o quer resta para pagar renda e dar de comer a 2 filhos.Nao oiço os sindicatos defenderem assim tanto os contratados, não aqueles que já sabem que mais cedo ou mais tarde são colocados a quem chamo falsos contratados, mas os miseráveis com pouco tempo de serviço mas que servem para experiências politicas com futuro incerto...

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...