quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Uma questão de justiça...

Bruxelas exige que professores com contrato a termo sejam equiparados aos efectivos 

Comentário: A Comissão Europeia dá a Portugal um prazo de 2 meses, para anunciar quais as medidas que tenciona tomar para acabar com discriminações, nomeadamente ao nível dos salários. Obviamente que o alcance desta exigência europeia terá implicações bem mais abrangentes, nomeadamente ao nível de integração nos quadros (e consequente alteração do regime contratual).

No entanto, será de esperar a já conhecida teimosia governamental... E com isso, o anúncio de iniciativas com "contrapartidas" desfavoráveis para a nossa classe profissional. Não deixa por isso de ser uma notícia bastante positiva e resultado do incessante trabalho da Associação Nacional de Professores Contratados.

1 comentário:

  1. No meu ponto de vista o MEC limitar-se-á a prometer concursos nacionais com apuramento das reais vagas para assim vincularem os contratados nessas situações.

    ... quanto muito!

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...