quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Da inquestionável falta de qualidade

Contratados querem saber quantos professores do quadro vão dar aulas em disciplinas que nunca leccionaram  

Comentário: Partilho da preocupação... Mas não quero acreditar que os diretores das nossas escolas e agrupamentos se atrevam a "pisar" muitas vezes ou de forma sistemática o risco da qualidade profissional. Quero acreditar que os pais e encarregados de educação andam minimamente atentos e não se satisfazem com o mero depositar de crianças num local de entretenimento ou de educação "suficiente".

11 comentários:

  1. A sério? Como estão os pais a reagir à idiotice de ter turmas com 26 alunos ao lado de turmas de 8? Ou turmas várias turmas com 2 alunos com NEE's, e depois turmas de 8 ou 6 sem nenhum? Os pais e nós, estamos a reagir a isto, ou ainda não reparamos?

    ResponderEliminar
  2. eu posso não ter lecionado uma disciplina nos ultimos anos e ter habilitações para a leccionar, o problema está em lecionar disciplinas para as quais não possuo habilitações mas o meu diretor achar que eu posso dar, este critério é que está mal.
    eu sou do grupo 600 artes visuais e sempre lecionei no secundário nos 4 ultimos anos leccionei EV 3ºciclo e este ano também vou leccionar uma tuama de EV do 2ºciclo pois não iam pedir um professor dos ex EVT para uma turma.

    ResponderEliminar
  3. Infelizmente, eu acredito que alguns diretores de escolas o possam... a escola onde lecionei "mandou-me" embora sem se preocupar com a falta de informações sobre os alunos. O colega que pegar na turma (2º ano) apenas terá acesso às sínteses de avaliação de cada período, entregues aos encarregados de educação. Não tive oportunidade de registar as informações mais pertinentes nas "grelhas" da escola, contrariamente ao que aconteceu com as outras turmas da escola. Os alunos e encarregados de educação foram prejudicados, lesados... vão começar este ano do zero. A direção preocupou-se? Não! Alertei, mas... são ordens do ministério. Estas situações também contribuem para a falta de qualidade profissional...
    É lamentável. Os diretores são marionetas ou trabalham a bem da escola? Depende!!
    M. Gomes

    ResponderEliminar
  4. Achas mesmo Ricardo?
    http://www.publico.pt/sociedade/noticia/pais-nao-estao-preocupados-com-habilitacoes-dos-professores-1604963

    ResponderEliminar
  5. Todos sabemos que há professores que lecionam disciplinas para as quais podem não ter a habilitação profissional própria...mas terem a suficiente. Um prof do 520 tem habilitação profissional para lecionar 3.º ciclo e secundário:Biologia, ciencias, Geologia....e tem habilitação suficiente para lecionar CN ao 2,º ciclo.Isto não está errado, afinal ele é qualificado para a mesma disciplina,sendo que com mais exigencia para cima mas pode mto lecionar abaixo.
    Igual para o Professor Matemática,Português...e por ai.
    Grave é e isso sim existe é se um professor de ED Fisica está a dar Informática...ou se um de Música está a dar EVT...Mas então Filosofia so pode dar filosofia? E quem dá Sociologia? Os economistas podem lecionar matemática! Os engenheiros podem dar fisica quimica...tem habilitações suficiente para isto. E se uma escola tiver horarios e professores nesta situação é o que está a fazer.Quem pode dar HSST?Qual é o curso que o Habilita para esta disciplina? E Cidadania e Mundo Actual?Geografia, História, psicologia, Filosofia, Português....Enfim,teria que ser revisto todas as licenciaturas e habilitações de cada disciplina!!!Por isso se pode concorrer a duas grupos de recrutamento: um prof de Geog pode concorrer com a sua habilitação propria no 3.ºCiclo e Secundária e pode lecionar como suficiente ( N ENTENDO PORQUE) HGO no 2 ciclo...Mas o professor de GEOG do 3.º n pode lecionar Historia no 3 ciclo..Cada caso e um caso...Sim devem ser denunciadas situações em que são lecionadas disciplnas por professores que n tem habilitações própria ou profissional!E se alguém tirar Mestrado em Informática na Ed Fisica? Que pode lecionar? Inf? Ed Fisica?Ficam algumas pergutnas...

    ResponderEliminar
  6. Mas ainda se pode concorrer com habilitação própria? Pensei que só se podia concorrer com habilitação profissional! Estas medidas de os docentes lecionarem disciplinas para a qual não têm habilitação profissional é só para pouparem umas massas. Acho correto que um professor possa lecionar uma disciplina mas desde que tenha habilitação profissional (não própria) para tal. Hoje em dia há já muitos docentes que têm habilitação profissional para mais do que um grupo de recrutamento. Se vamos pela habilitação própria estamos a regredir no tempo. Se consultarem a legislação (que eu pensava que já não estava em vigor) acerca dos cursos que conferem hab. própria para os respectivos grupos perceberão o que quero dizer. Mas a atual legislação vai mais longe!, pois refere possuindo "preferencialmente" hab. própria(ou algo do género)quando se refere à habilitação necessária para leccionar, deixando, assim, grande margem de manobra para os diretores colocarem quem acharem melhor a leccionar determinada disciplina. O ideal era ficarmo-nos pela habilitação profissional...

    ResponderEliminar
  7. Ricardo, tendo em conta o que vi no último ano, não partilho do teu "otimismo".

    Relativamente ao meu grupo, 230, devido à sua "abrangência", foi o grupo, a seguir ao 240 (por razões óbvias), a ser mais afetado.

    Na escola na minha mulher, onde havia 7 contratados com horário completo no 230, passou a haver 5 horários completos, todos entregues a professores de economia, físico-química, e ainda, professores a leccionar há muitos anos biologia e Matemática apenas no secundário.

    E este é apenas um exemplo entre muitos outros que eu, e todos os colegas conhecem por esse país fora.

    Cumprimentos

    ResponderEliminar

  8. Olá. Bom dia, colegas. Leiam e divulguem:
    http://olhequenao.wordpress.com/2013/09/07/nuno-crapula-e-a-seleccao-por-cunhas/

    ResponderEliminar
  9. E a quantidade de professores de 3º ciclo que vão dar Inglês no 1º ciclo? Tenho muitos colegas em pânico... infelizmente, nem diretores querem saber da qualidade nem os pais estão dispostos a lutar pela qualidade... o que interessa é que os filhos possam ficar na escola até às 17.30....

    ResponderEliminar
  10. Até que enfim acordam para esta realidade!
    Desde há muitos anos que o grupo de informática tem sofrido desta injustiça, e desde sempre denunciada! Aliás ainda hoje nas ofertas de escola os horários de informática aparecem em todas as habilitações associadas.... situação à qual não faltou quem se aproveitasse, com ou sem o aval de quem manda nas escolas.
    Com a agravante ou vantagem que a maior parte dos profissionalizados em Informática até têm habilitação própria para Matemática, Economia, Contabilidade, Gestão, Electrotécnia...e afins, conforme o curso de proveniência. No entanto, que eu conheça, não vi nenhum usar tal competência, mesmo podendo, já o contrário...bem se vê.
    Portanto serve o presente desabafo para dizer que é bom que se equacione a medida agora toamda, é bom que se identifiquem casos...mas é pena que existindo esse problema de qualidade já há muito, e portanto injustiça (repito, conforme comprova as ofertas de escola) só agora se debata a questão, agora que ficou mais generalizada.

    ResponderEliminar
  11. Chamo-me Graça Santos, fiquei colocada, pelo 3.º ano consecutivo,em situação de mobilidade por doença, na Secundária Luís de Freitas Branco em Paço de Arcos, no grupo 300 (o único para o qual SEMPRE concorri); este ano foi-me atribuído um horário inteiramente do 200, o director chamou-me e, helás!, não tem a ver com a minha competência,nem graduação, porque elas são indiscutíveis,mas sim com as directivas do ministério que mandam colocar os doentes no final de todos os colegas - assim justificou o facto; como em 30 anos de serviço NUNCA leccionei 2.º ciclo,partilho aqui a situação mais INJUSTA de falta cabal de reconhecimento do mérito pela qual estou a passar. "Querem", efectivamente, empurrar os professores mais velhos e doentes para fora do sistema, por mim não tenho dúvidas. É tempo de números, não de humanidade. Com o coração despedaçado e com uma quase vida de dedicação ao Ensino Público atirada para o lixo, vou pedir a reforma por invalidez.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...