quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Divulgação

5 comentários:

  1. Ao minuto 39:

    "os professores são espetaculares"

    E os meus olhos encheram se de lágrimas...

    ResponderEliminar
  2. Porque só focalizam o problema nos professores contratados?! Então, os profs de QZP não são obrigados a submeterem-se a áreas geográficas completamente desproporcionadas... não é desumano para estes profs? Ou só os professores contratados é que têm família? Isto é demais... dá a sensação que apenas os professores contratados é que dinamizam as escolas, só eles é que são a mais valia de uma escola???

    ResponderEliminar
  3. Anónimo,
    O Cesar falou dos professores contratados e muito bem. Não estava em causa o pro lema dos QZP que também é difícil, mas estes tem garantido o ganha pão, os professores contratados tem garantido o desemprego. Não acha que há alguma diferença????

    ResponderEliminar
  4. E o prazo de permutas a decorrer e parece que anda toda a gente a dormir...
    TEMOS QUE SER NÓS A ENCONTRAR COM QUEM PERMUTAR E SÓ DEPOIS PODEMOS IR À APLICAÇÃO DAR ANDAMENTO AO PROCESSO!!
    Mais uma vez:
    Filosofia - 410
    Deseja permutar de S. João da Madeira para 18 (Viseu) ou 09 (Guarda) ou 20 (Lamego) ou 04 (Coimbra).
    Entrem em contacto para ricardo.11ai90@gmail.com

    ResponderEliminar
  5. Para anónimo:
    Sou contratada e também concordo que não faz sentido que os professores QZP tenham de concorrer a 1 QZP gigantesco que foi criado depois de se terem tornado QZP de uma área menor. Mais uma vez, mudaram as regras a meio do jogo.
    Agora repare na barbaridade de obrigar professores sem vínculo a concorrer a 2 QZP gigantescos. Se um professor contratado não ficar colocado, não tem vencimento. As consequências das suas escolhas só a ele dizem respeito, o MEC lava daí as mãos porque nem tem de lhe pagar.
    Por isso a sua comparação não faz qualquer sentido e foi muito infeliz.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...