segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Caos em agosto...

Caos instalado nas escolas ainda sem fim à vista  

Comentário: Um caos gerado pela equipa de Nuno Crato e que resulta da tentativa de gerir de forma centralizada algo que tradicionalmente é feito de forma local. É o que dá governar a olhar para uma folha de cálculo... Mais cedo ou mais tarde, verão que tal não é possível. Bem... Possível será, mas os custos a jusante serão tremendos. 

O objetivo deste caos é absolutamente claro: cortar ao máximo no número de colegas contratados e preparar o terreno da mobilidade especial para muitos professores dos quadros. Pelo meio, sacrifica-se sem qualquer remorso a qualidade da educação.

16 comentários:

  1. Bem verdade! Isto tem um fim bem preciso: desanimar e "dizimar" os docentes, ao serem criadas tantas dificuldades!!

    ResponderEliminar
  2. Tentem compreender que o País está falido e o ensino(púbico) não poderá continuar existir nos moldes atuais.

    As reduções da componente letiva(artº79) já deveriam ter terminado este ano, quem beneficia delas é duplamente beneficiado, já que recebe mais €€€, fruto da progressão na carreira e usufrui de redução horária, ex: índice 340(3091,82€) para 14 horas letivas.

    ResponderEliminar
  3. mas se verificar quem está a sair penalizado não são as pessoas no indice 340...mas sim os que estão em inicio de carreira.

    ResponderEliminar
  4. Será importante que o anónimo que diz que um professor no indice 340
    leciona 14 horas e recebe um vencimento de 3091.82 seja mais rigoroso e se informe devidamente.O seu comentário revela uma ignorância total da realidade!.A conclusão que tiro é que não é concerteza professor!Eu leciono á 39 anos,estou no indice 340, e recebo liquidos 1890 Euros.Aliás, não sabe mas eu esclareço, que mesmo recebendo os duodécimos do (subsidio de Natal!!)acbo por receber menos do que recebia antes de isso acontecer.Mas voltemos ao que interessa.Tenho efetivamente 14 horas de componente letiva.Só que o resto do horário é peenchido com cargos que só podem ser atribuidos a quem tem redução .Como desconhce mas eu continuo a esclarecer.Só com a Direção de Turma, eu e todos os que exercem este cargo,perdemos a conta ás horas que aí gastamos.Se fosse encarregado de educação concerteza teria essa noção.Mas como já vi que nem isso deve ser.Termino sugerindo-lhe, que, sempre que pretenda fazer um comentário,se informe primeiro e depois sim terá todo o direito de manifestar a sua opinião.Doutra forma cai no ridiculo.

    ResponderEliminar
  5. Há que haver cuidado na forma como se escreve porque o senhor que se diz professor e que contraria o anónimo e que tem apenas 14 horas letivas, podia aproveitar a redução para ler e escrver a ver se dignificava a profissão de professor!!! Eu como professora de português estou aterrada!!!!!

    Ainda bem que este colega não fará a prova para entrar na carreira!! (É Pena!!)

    ResponderEliminar
  6. Caro colega do 340, é de facto uma pena que não tenha de fazer a prova de ingresso. Uma vez que está no ensino HÁ 39 anos já deveria saber conjugar o verbo haver! E eu vou ter de fazer o raio da prova, ganho 960 euros e trabalho 35 horas das 22 letivas. Não HÁ condições para se continuar nesta profissão...

    ResponderEliminar
  7. O vencimento líquido de 1890€ que aufere, ainda é elevado face à realidade financeira do País, vai ter que trabalhar mais e receber menos, quer queira, quer não, é isso que vai acontecer.

    Índice 340 => vencimento base(antes de impostos e redução remuneratória,certo?) => 3091,82€

    Só após 2007 é que as horas de redução são cumpridas na escola com outras tarefas, até 2007 as reduções eram horas livres...

    A minha sugestão é que dê lugar aos mais novos(mais produtivos) e aposente-se já, antes que as condições piorem mais, acredite que também vão mudar para pior ;)

    Agora vou-me informar melhor quanto à carreira docente... :)

    ResponderEliminar
  8. Cuidado Sr. Anónimo, elas vão de carruagem e vêm de avião...

    ResponderEliminar

  9. Teresa, cuidado com o uso das vírgulas, separa o sujeito do predicado... muito grave!!!

    ResponderEliminar
  10. Lembram-se do que passava até 2007, antes da Tia Lurdes ter acabado com o regabofe.

    Os quadros que tinham reduções, usufruíam de cargas horárias diárias pesadíssimas, o que faziam?

    Ganhavam pouco, coitados, após/antes cumprirem o seu pesado horário, ficavam na sala dos professores à espera das substituições, pagas à parte (cada hora extra de 340/299 =>€€€€), era vê-los a correr para apanhar o livro de ponto primeiro que o colega do lado...

    Alguns até iam à escola no dia de componente não letiva(aka dia livre) fazer umas substituições €€€

    Nostalgia... :)

    ResponderEliminar

  11. Ganhamos pouco, somos uns tristes.

    e trabalhar? isso sim trabalhamos muito! 12 horas letivas.

    e vencimento? isso sim ganhamos muito, mais de 3000 euros mensais.

    Pobre país com tanto malandro

    ResponderEliminar
  12. Realmente fica mal a alguém que se diz professor (ainda por cima no topo da carreira) não saber conjugar o verbo haver (HÁ) e escrever "concerteza" e não "com certeza"! Pena não ter que fazer a prova de ingresso!

    ResponderEliminar
  13. E é por isso que não vamos a lado nenhum, como classe, estamos divididos...

    Os de topo de carreira ganham mais de 3000€ e os contratados menos de 1000..

    Só porque existem tais discrepâncias que hoje temos de pensar em despedir tanto professor para equilibrar a balança..

    Para a mim a diferença não poderia ser mais que 500€...

    O trabalho de um professor deveria ser recompensado conforme os cargos e não com a idade, se o professor fosse DT, se fosse Director de Curso, membro do Conselho Pedagógico, Coordenador de Departamento entre outros, ganhava mais um pouco...

    Como sabem, há cargos que só são acessíveis a professores de determinado escalão, portanto acabava por haver alguma diferença, mas ao menos era porque trabalhavam para isso...

    Há tantos que se acomodam à poltrona, que fazem de tudo para não fazer nada, ao menos era ver a malta a esfalfar pelo cargo...

    PS: blá blá, erros e tretas...

    ResponderEliminar
  14. Um professor de Português ou até com outra formação em ciências sociais deve escrever bem....vive disso! Ora um professor de Desenho, geometria ou até matemática não tem na mesma formação, nem exigência. Não imagino um professor de português a resolver equações ou funções...enfim!

    ResponderEliminar
  15. Não entendo esta guerra entre professores! Os mais velhos já foram novos e já passaram por muito. Quando eram jovens e faziam vida de cigano com a casa às costas e o dinheiro não chegava! Lembram-se?
    Quando forem mais velhos (a rondar os 60) e não puderem dar uma volta ao ginásio da escola para exemplificar e enfrascam-se de medicamentos para disfarçar junto dos outros, mas não podem ir de atestado para casa.....aí é que custa explicar para onde vai o dinheiro. Quem quer ser rico nunca vai para professor!

    ResponderEliminar
  16. A questão é que quando tiver "velho de 60" vou continuar a ganhar o mesmo que ganho hoje, porque com medo que mais cheguem aos 3000 vão congelando as carreiras para evitar o rombo das contas públicas.

    Eu sinceramente não me escandalizava nada diminuírem-me um pouco o ordenado para que se mantivesse o número de professores e a qualidade no ensino, o pior é que a grande maioria não pensa assim...

    Isso da casa às costas é algo que nem sequer deveria ser mencionado pelos mais antigos, porque isso vai ser um facto consumado para qualquer um que seja contratado ou de inicio de carreira... para sempre...

    E ao contrário de um Contratado que ficará (se quiser trabalhar e tiver sorte de o fazer) a deambular pelo país o resto da carreira e a receber o mesmo (abaixo de 1000)... o efectivo de topo teve 2 a 3 anos a passear pelo país (se tanto) e agora não se importa de ver colegas a irem para debaixo do autocarro, desde que não lhes toquem no bolso...

    Eu sou efectivo e mesmo assim, ando a deambular pelo país fora, que querem que vos diga, infelizmente pouco mais sou que um contratado que se arrisca a ir para a Mobilidade Especial...

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...