sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Maldito teatro...

Não sou defensor das renovações de contrato... Considero-as um mecanismo absolutamente pernicioso de ultrapassagem artificial de graduação. 

Este ano, o número de vozes que se levantaram contra as renovações sofreu um acréscimo, o qual tem relação direta com o número de colegas que este ano não conseguiu renovar (o aumento de professores de quadro que foi obrigado a concorrer a mobilidade interna assim o determinou). E mesmo discordando do procedimento, quem consegue renovar tem de admitir o alívio e o conforto que daí resultam.

Os mais radicais no ataque à renovação são aqueles que por norma não conseguem renovar, e que em consequência, se vêem ultrapassados em termos de graduação profissional. É perfeitamente compreensível.

Não obstante, e reafirmando a minha discordância com as renovações, porquê não tentar adaptar este mecanismo para as contratações de escola? 

Se repararmos, diversos diretores acabam por contratar a nível local aqueles professores "conhecidos" ou que já lá estiveram colocados em anos anteriores... Os motivos vão da "cunha" ao reconhecimento do bom trabalho, mas no final, todos sabemos que (muitas vezes) o lugar/horário já está destinado à partida. Para tal, utilizam-se os tais subcritérios "manhosos", que fazem perder tempo (para os alunos e para quem concorre - excetuando-se aquele ou aqueles que sabem que lá vão ficar) e que acabam por revoltar muitos colegas contratados, que mais cedo ou mais tarde se apercebem que são figurantes numa peça de "teatro" (e quem já foi às famosas entrevistas sabe do que falo).

Acabe-se com o teatro... Se não existe a intenção de anular este "teatro", se é para colocarem quem querem... Simplifiquem... Assumam aquilo que querem sem desgastar quem luta pela sua sobrevivência... O MEC sabe disto! Os diretores sabem disto! Os professores sabem disto! Para quê continuar o engano?! Mas afinal quem é que querem iludir? As contratações de escola, da forma como estão organizadas, apenas enganam quem é realmente muito parvo. São uma falácia. São um mecanismo de "cunha" legal. E as reclamações e recursos, derivados dos subcritérios manhosos não dão em nada... Sabem porquê? Porque, embora sejam realmente manhosos e desenhados para alguém, não é por isso que passam a ser ilegais.

Para terminar, fica a proposta que considero mais adequada e menos dada a teatros: retirar da alçada das escolas esta responsabilidade de contratação (não estou a considerar aqui os técnicos para os quais terá de existir um mecanismo diferente), passando-a para o concurso nacional, através de um procedimento similar às reservas de recrutamento

"Então mas assim não se corta na autonomia?", questionarão alguns. 

Corta... Mas quem não sabe lidar de forma justa e democrática com essa autonomia, não a merece.

66 comentários:

  1. Eu hoje sinto-me uma marioneta desse teatro que são as ofertas de escola. Pela primeira vez estou a concorrer a ofertas de escola do grupo 910 e deparei-me com esses critérios manhosos para um horário para o qual fui notificada e depois informada de que já estava ocupado pela colega 83 da lista de ordenação, ou seja, muito abaixo de mim e de todos os outros 80 e tal com muito mais graduação que ela.
    Ainda me foi dito pela representante da escola " pois, nós não podemos renovar contratos, logo é uma forma de nos defendermos e darmos continuidade..."
    Uma VERGONHA!

    ResponderEliminar
  2. Apoiado Ricardo!

    Ass: Ana P.

    ResponderEliminar
  3. Tem toda a razão no que escreve, Ricardo!As ofertas de escola deveriam ir para o concurso nacional e acabava-se de vez com esta "palhaçada".Quem vai a entrevistas e ouve perguntas como "O que é para si o ensino?" ( entre outras) sabe bem do que falo!Chega de nos tratarem como lixo!
    Duarte

    ResponderEliminar
  4. Sei perfeitamente o que sente a Ana P. Também concorri a esse horário e nem sequer há lista de pontuação para saber como é que a n.º 83 foi lá parar!

    ResponderEliminar
  5. Acho que ninguém tem dúvidas que os subcritérios utilizados por algumas escolas/agrupamentos visam dar continuidade ao trabalho entretanto concretizado por colegas contratados.

    Acaba por ser um mecanismo de renovação "camuflado"... e a coberto de legislação.

    Os sindicatos sabiam disto quando aceitaram o atual diploma concursal.

    ResponderEliminar
  6. Exímio Ricardo - o teu texto está perfeito!
    Pena que nem toda a gente concorde e que às custas disso tenhamos andado 4 anos neste vai e vem de renovações. Repare-se que há mais renovações que colocações.
    Há custa desta "brincadeira" muitos colegas acumularam 4 aninhos de serviço, COMPLETOS. Enquanto que os menos afortunados tiveram de se contentar (na boa das hipóteses) com colocações setembro a julho... e não raras vezes a largos km da residência...

    Enfim. Não creio que as coisas mudem (para melhor)..mas continuo sem perceber porque não vão as TEIP a concurso normalíssimo como todas as escolas. Continuo sem perceber porquê que em concurso não podemos concorrer a TEIP (quem tem menos de 5 anos de serviço) mas em ofertas já não há qualquer problema...

    Devo ser muito burra para não compreender com determinadas coisas...

    ResponderEliminar
  7. Ricardo Montes, esquecendo as "renovações"... afinal por que surgiu as contratações de escola nas TEIP e Autonomia? Qual a razão legítima na origem de tal? Poderia-me esclarecer a este respeito, por favor?

    ResponderEliminar
  8. "Repare-se que há mais renovações que colocações.
    Há custa desta "brincadeira" muitos colegas acumularam 4 aninhos de serviço, COMPLETOS. Enquanto que os menos afortunados tiveram de se contentar (na boa das hipóteses) com colocações setembro a julho... e não raras vezes a largos km da residência..."

    Isto é verdade! Mas por favor deixem de ser INVEJOSOS e de ver a coisa pelo prisma dos "sortudos" que ficaram "4 aninhos de serviço COMPLETOS" (até me custou copiar isto tal a energia de inveja que senti!)

    O problema está precisamente em que "há mais renovações que COLOCAÇÕES" ou dito de outra maneira HÁ MENOS COLOCAÇÕES QUE RENOVAÇÕES" O problema está na falta de colocações porque aumentam o nº de alunos por turma, porque diminui a carga horária das disciplinas e aumenta a de cada docente, porque acabam os pares pedagógicos, porque querem encher os cofres do estado à custa dos não COLOCADOS. E comprometer a qualidade do ensino. Tem sim é de haver um número de colocações SUPERIOR ao de renovações e bem superior. É por isso que temos de lutar e não contra o desgraçado que ficou 4 aninhos completos na mesma escola! Ainda bem para ele, porra!

    ResponderEliminar
  9. NINGUÉM DIRIA MELHOR! ASSIM A PROPOSTA SEJA LIDA, TIDA EM CONTA E EXECUTADA!
    BRILHANTE!

    ResponderEliminar
  10. Qual carga de inveja?
    Sorte a dele! Conforme disse e muito bem! Aliás, se tivesse lido com a mesma atenção o resto do comentário teria constatado isso mesmo!
    Leitura seletiva dá muito jeito, efetivamente!
    Oh colega, menos! Muito menos...Venha me cá com falsos moralismos. Qualquer um fica triste por ver colegas renovados com menos graduação.

    ResponderEliminar
  11. Eu sou contra o concurso nacional e contra esta forma de contratação das escolas TEIP. Eu não critico os colegas que se encontram a trabalhar nessas escolas e têm o seu lugar seguro. Afinal de contas, eles querem sobreviver neste país como qualquer um de nós.

    Sabem o que está realmente mal? O que este governo está a fazer. Acredito que se continuarmos neste sistema de 30 alunos por turma, redução da carga lectiva a determinadas disciplinas ditas "menos importantes" e horários zero de professores efectivos, estaremos a caminhar para uma estagnação geral da sociedade.

    Analisem, por exemplo, como decorre a contratação de professores na Inglaterra e vejam as diferenças.

    Solange Campos

    ResponderEliminar
  12. Colega Feliz, não tome o meu comentário como ofensa pessoal e eu reconheço a dureza das minhas palavras.

    Agora uma coisa é certa: o pessoal anda-se aqui todo a "esgatanhar" com as contratações de escolas,porque não há colocações suficientes e as reservas de recrutamento são a conta-gotas. Porquê? Por todos as medidas tomadas pelo governo vão no sentido dos cortes e que comprometem a qualidade do ensino. Até porque as contratações de escola são para dois grupos muito específicos de escolas que já não vem nas listas por algum motivo. Será que havendo colocações sufiicientes em todas as outras escolas,que era o que realmente deveria acontecer em prol da qualidade do ensino, os colegas preocupavam-se assim tanto com as contratações de escolas em bairros como o Cerco no Porto ou a Apelação em Lisboa? Huuummm...

    Um abraço

    ResponderEliminar
  13. Por amor de Deus, parem de utilizar a palavra "Teatro" para falar sobre estas coisas.

    O Teatro é um arte nobre! Mais respeito, se faz favor!

    ResponderEliminar
  14. Escandaloso escandaloso - Quando as escolas TEIP contratam professores sem terem profissionalização (licenciatura) a dar aulas... como foi o caso de uma das escolas mencionadas (Apelação) no grupo 250 - Educação Musical.

    ResponderEliminar
  15. Ricardo,

    a ideia de renovar em contratação de escola já está prevista no novo regulamento dos concursos...parace-me que se desleixou da legislação recente!!

    ResponderEliminar
  16. Muito bem, Ricardo! Concordo em absoluto!

    ResponderEliminar
  17. O concurso dos Técnicos Especializados é outra anedota. A minha filha, que é fisioterapeuta, tem entrevistas marcadas de Norte a sul de Portugal, algumas para o mesmo dia. E lá vai com o Portefólio atrás, participar nesta farsa, sabendo que os lugares já estão destinados a determinadas pessoas. Em alguns agrupamentos chamam para a entrevista para um lugar 200 pessoas….. Isto é ridículo …

    ResponderEliminar
  18. "Para terminar, fica a proposta que considero mais adequada e menos dada a teatros: retirar da alçada das escolas esta responsabilidade de contratação (não estou a considerar aqui os técnicos para os quais terá de existir um mecanismo diferente), passando-a para o concurso nacional, através de um procedimento similar às reservas de recrutamento."

    Não é solução, Ricardo! Desculpe mas não é solução! Já que fala em teatro e farsas, pergunto eu: por que havemos de estar a mascarar o problema da escassez das colocações nas contratações iniciais e nos quadros de escola com a contratação de escola de teip e autonomia? Essas escolas têm um cariz próprio têm necessariamente de ter um mecanismo diferente no que toca à seleção de docentes, que passa precisamente por aí, pela oportunidade de poder selecionar os seus docentes. Estes, por sua vez,têm de saber muito bem ao que vão quando concorrem para determinadas escolas, como as já aqui citadas.

    ResponderEliminar
  19. Viva Ricardo.

    Subscrevo mesmo.

    Aquele abraço.

    Paulo Prudêncio

    ResponderEliminar
  20. "Nós não podemos renovar contratos, logo é uma forma de nos defendermos e darmos continuidade..."

    O QUÊ??????????????????????????????


    OLHA, A LEI NÃO DEIXA POR ISSO SOU CORRUPTA, MEU DEUS ISTO ESTÁ PERDIDO.Então essa docente (até tenho vergonha de ser colega de uma porcaria dessas) não sabe que está a cometer uma grande injustiça? Ela sabe porventura o que está a fazer?

    JÁ NEM HÁ VERGONHA, POR FAVOR, media , jornais, telejornais e todos os meios de ecomunicação social deviam informar todos a sociedadee portuguesa do que se está a passar. A educação bateu no fundo, a pouca vergonha que isto chegou. E pior.


    Estas decalrações vindas de uma diretora de uma escola, devia dar azo a uma expulsão imediata da função pública.

    Está na hora de limpar o paìs de corruptos e da escumalha ! Desta gentalha, SEM VALOR ALGUM.

    Deixem trabalhar os competentes e não os chicos-espertos corruptos.

    Os corruptos vão ver obrigados a emigrar todos.Era um favor que faziam ao país.



    ResponderEliminar
  21. Agora já repararam no teatro, falta ver o resto.

    OS IMPOSTOS QUE VOÇES PAGAM, andam a ser desviados.

    ResponderEliminar
  22. E por falar em renovações , certamente haverá sempre docentes melhores,ninguem é insubstituível e todos sabemos que a maior parte das renovações é dada ao fator lambe-botas, partido e aos "simpáticos" o que não ou nada tem a ver com profissionalismo.

    Qulaquer dia isto vira politica, renovações só para os amigos do partido, já faltou mais.


    Isto já era de se esperar, ou os concursos sao profissionais e isentos ou mais uma balda nesta trampa toda.

    O pais está bom, por isso renova-se a trampa.

    ResponderEliminar
  23. http://www.youtube.com/watch?v=_tU0nEC9Kiw&feature=fvwrel

    ResponderEliminar
  24. Não podia estar mais de acordo! Fim às reconduções e fim às contratações de escola... TUDO COLOCADO PELA BOLSA E RECRUTAMENTO, assim respeitam-se graduações, preferências...

    ResponderEliminar
  25. O Ricardo é o máximo. Obrigada por tanta ajuda e tanta compreensão.
    MUITO OBRIGADA

    ResponderEliminar
  26. David: Eu tenho sido renovado, mas continuo a concordar com a injustiça desta medida... Mas os critérios das ofertas de escola descambam completamente.

    ResponderEliminar
  27. QUEREM PROFESSORES OU NÃO QUEREM?

    Os professores têm que começar a serem tratados como funcionários públicos de carreira, senão isto não vai lá. Caminhamos todos para o abismo.

    Afinal querem professores ou não querem? É melhor decidirem-se que eu tenho mais que fazer na vida.


    E quanto aos aumentos salariais no professores das universidades é mais uma pouca vergonha e mostra bem a dualidade de politicas/critérios e a corrupção que há em Portugal.


    Isso foi feito com um interesse, afinal queremos tantos licenciados para que? Para o desemprego?
    Porque é que não se corta nas universidades de acordo com o estado real do país e as necessidades reais?

    È por causa dos tachos née.Dos amigos que para lá vão, das colocações por convite...como já aqui foi falado.

    O Crato está em fuga e vai entregando o orçamento aos amigos enquanto pode.
    Entrou em desepero, mas vai contribuindo apra a corrupção em Portugal até não poder mais e depois vem outro "amigo" que faz o mesmo enquanto estiver em "estado de graça", até vir outro...

    O que é que este calhordas havia de se lembrar, então não aumenta os docentes há muitos anos e a outros trabalhadores do setor público e vai aumentar aos docentes universitários, só falta também aumentar o ordenado ao presidente da tap e a outros pobrezitos.

    Não acha que é uma vergonha para o país tanta disparidade de salários, para trabalhos parecidos?

    Eu já fui professor universitário e acho tudo isto uma tremenda INJUSTIÇA.

    ResponderEliminar
  28. INJUSTIÇAS.
    Eu não acho, tenho a certeza, que o aumento do número de vozes tem a ver com os que não obtiveram colocação e com as injustiças que cada vez mais se assiste neste pais triste.

    É um acumular de situações. E é perigoso brincar com os docentes, não nos esquecemos que numa escola é o único local em Portugal onde existem mais licenciados por metro quadrado e nunca tiveram o hábito de adquirir licenciaturas por equivalência às suas aventuras politicas.
    Cuidado.

    Os professores não estão contra os cortes, estão contra as injustiças e a corrupção, cortem em todos e nos que ganham mais. Os que ganham mais não correm perigo de sobrevivência, se são amigos paciência, todos temos que contribuir para o pais, ou não??

    Está-me cá a parecer que o circo já abriu as portas.

    ResponderEliminar
  29. Os professores não estão contra os cortes?! Fale por si!!! Que é por causa dos mesmos que a malta no desemprego.

    Será que acabar com as ofertas de escola acaba com o problema das não colocações? É essa a raíz do problema?

    ResponderEliminar
  30. Ofertas de horários para professores com 20 anos de serviço.

    Horários de seis horas, ou seja um professor não pode trabalhar como deve ser, no minimo escandaloso, quem é que trabalha seis horas por semana???

    Porque é que saem horários destes, andam a gozar?Além de não trabalhar também nada se ganha, basta de brincar com a vida das pessoas.

    E como se a coisa não bastasse, não se sabe quando é que vai durar o contrato, sabemos que até ao fim do ano não chega.
    E descabido e é uma falta de respeito para quem quer trabalhar, isto nem é trabalho nem é nada.

    Tarda nada, ARRANJO MAS É UM TACHO E CAGO-ME NESTA MER TODA.

    ResponderEliminar
  31. A great job.
    Stop hanging on idiots and son of bitches.

    Here it goes:

    Assistant Professor of Economics
    Gettysburg College
    Gettysburg - United States
    The Department of Economics announces a search for a tenure-track position at the Assistant Professor rank, effective August, 2013. Applicants must have a primary or secondary field in the History of Economic Thought.

    The successful applicant will be able to teach regularly a broad, rich undergraduate course on the History of Economic Thought. A record or promise of excellent teaching and advising of undergraduates, an active and productive research agenda, and a willingness to participate in faculty governance are all important criteria for the appointment. Ph.D. preferred; ABD considered at Instructor rank. To support faculty in their research endeavors, Gettysburg College offers a five-course teaching load per year, a pre-tenure sabbatical program, generous travel allowances, and financial support through competitive grants.

    Gettysburg College is a highly selective liberal arts college located within 90 minutes of the Baltimore/Washington metropolitan area. Established in 1832, the College has a rich history and is situated on a 220-acre campus with an enrollment of over 2,600 students. It is consistently ranked in the top 50 liberal arts colleges in the nation.

    Best regards.

    ResponderEliminar
  32. Its a permanet job and paid according to the job requirements, not like in Portugal.

    ResponderEliminar
  33. http://www.youtube.com/watch?v=smyyQfsPhBs

    ResponderEliminar
  34. não digam que nas teips existem ofertas de escola com os ditos criterios porque não podem renovar,
    há teips onde colocaram profs de 2º prioridade que nunca trabalharam em teips...coloca-se por cunhas.
    isto é resultado da autonomia dada a pessoas que não estão preparadas para a possuir...deram-lhe a chave do palheiro,agora...
    houve directores de teips rigorosos e honestos...infelizmente poucos;
    muitas teips têm alunos como os que existem na maioria das escolas publicas.
    essa nomenclatura deve ser reformulada etudo o que é publico em concurso nacional.

    ResponderEliminar
  35. Relativamente ao comentário publicado pelo anónimo que, passo a citar, referiu:
    "Essas escolas têm um cariz próprio têm necessariamente de ter um mecanismo diferente no que toca à seleção de docentes, que passa precisamente por aí, pela oportunidade de poder selecionar os seus docentes."
    Gostava de acrescentar o seguinte: colega, não sei onde fez a sua prática pedagógica, mas de certeza que não foi em colégios privados: aprendeu, desde cedo a lidar com as dificuldades, certo? Ao longo da sua vida certamente já viu de td um pouco nas turmas heterogéneas com as quais trabalhou...tds as turmas têm alunos q perturbam, destabilizam, enfim...
    Os “escolhidos ” para trabalhar em escolas TEIP são maioritariamente colegas acabados de sair das faculdades (alguns com médias de 13), outros que trabalharam anteriormente em AEC até apanharem um lugar em TEIP e aí permanecer até ganhar um vínculo - sim, eles pensavam vincular no próximo concurso - este iria ser o 4º ano seguido nessas escolas e a "escolha do diretor" para esses lugares só podia reverter para eles – os jubilados com Mt Bom e Excelente. Certamente essa seria o próximo sub-critério para justificar o vínculo – n tenham dúvidas…
    Não me venham com essa história mal contada do perfil TEIP - para mim, o bom perfil foi maravilhosamente representado pelos Egípcios e pelo Picasso, tudo o resto são fracas imitações :)
    Qualquer um "safa-se" numa escola TEIP - não façam disto o bicho papão para que sobrem vagas...

    ResponderEliminar
  36. Estas contratações deveriam simplesmente acabar pois constituem um faz de conta de que toda a gente fala pelas piores razões.

    ResponderEliminar
  37. http://www.jornaldenegocios.pt/home.php?template=SHOWNEWS_V2&id=581393

    Estes dispensam contratações e rejeitam austeridade como se fosse tudo deles. São os políticos do 25 de Abril. Assim é que é serem democratas... muito bem!

    ResponderEliminar
  38. Bem que o tio Cratinho podia iluminar-se de vez enquanto em certos blogues… Seguramente não perdia tempo, ganhava sim, algum discernimento.

    Objetivo, sensato, sábio… Como sempre! Parabéns, Ricardo.

    Cielita

    ResponderEliminar

  39. Meus Caros,

    Isto está assim porque vocês “querem”… e “gostam”! Pois deixam o barco andar!… Povo de pouca fibra!

    Assistente Técnico.


    ResponderEliminar
  40. Excelente texto, Ricardo! Subscrevo-o na íntegra! Como diz a colega anterior, se o cRato perdesse algum tempo a ler este blog talvez começasse a revelar mais discernimento.
    Obrigada pelo que faz por todos nós!

    ResponderEliminar
  41. Assistente Técnico:
    Diag-nos: o que havemos de fazer?

    ResponderEliminar
  42. Ricardo,
    já que os sindicatos não têm olhos, ou não os querem ter, para ver o que se está a passar, veja se o movimento dos professores contratados pode exigir junto da tutela a obrigatoriedade de concurso anual para todos os professores contratados, sendo facultativa para os professores do quadro. Só assim será possível restabelecer a justiça e pôr termo às fraudes que se verificam nas contratações de escola e à injustiça de renovação de contrato a professores com menos graduação do que aqueles que não tiveram essa sorte. Não deverá ser mais possível aninhar-se ao sabor da sorte; é preciso intencionalidade sadia e visão de futuro. Deixo o apelo a quem pode fazer algo de positivo para que esta bandalheira termine.

    ResponderEliminar
  43. Um dos problemas da OE é que um candidato fica colocado, isso demora 2 ou 3 semanas, depois descobre um horário mais perto de casa e abandona a 1ª escola, ouseja mais um mês para colocar outro prof. É um vergonha... quem sofre á escola e os alunos. Alguns profs nao têm vergonha na cara, se o horário é longe, nao concorram deixem para outros. Por isso é que, em parte, sou a favor de certos critérios de seleção, podem parecer injustos mas so protejem a escola e os alunos.

    ResponderEliminar
  44. É assim mesmo que se escreve! Ricardo. Mas muitos de nós perderam a dignidade e venderam-se por um prato de lentilhas... talvés a sorte não dure para sempre.

    ResponderEliminar

  45. Ana Guedes ;

    Se conversar com o povo, este desconhece esta realidade da injustiças sobre a colocação de docentes (além de pensarem que vocês ganham uma fortuna!). Vocês (Classe Docente Desempregada) sabem escrever !?! Sabem pressionar ?!? Os Jornalistas querem notícias! Contem o vosso caso! À quantos nesta realidade! Quantas escolas saltaram! Quantas vezes foram ultrapassados indevidamente no concurso!

    Tenho uma tabela que consigo rapidamente dizer quem foram os gajos todos que em Oferta de Escola ficaram com um lugar que podia ser meu, se a escola nao fosse TEIP/Autonomia - Demonstrem que o 6000 entrou quando eu o "500" estou fora! - TRABALHO DE CASA (ao invés de estarem no FACE "alapados"

    AH Existem muitos jornais a nível nacional...

    Juntem-se, demonstrem as consequências de serem colocados a 200 kms de casa... quando dias depois têm colocação a 20km...

    Vocês não lutem e vão ver onde param!


    Existem tanta aldrabice que mete nojo. Mas eu não me posso esticar!

    Ana Guedes, estou "farto" de abrir os olhos a algumas pessoas que até desconhecem como concorrer e as regras...

    Esta treta desta vinculação extra aumentar as injustiças! Sabem muito bem o motivo! Desde o 1º ano de renovações injustas que os vossos colegas ganham graduação e tempo de serviço indevidamente... percebem que isso tem efeito neste concurso, correto ?!?

    Assistente Técnico.

    ResponderEliminar
  46. Tem toda a razão, Assistente!
    Falamos, falamos, mas pouco fazemos! Acho que deveríamos ser mais interventivos. Vou tentando, cada vez mais, sê-lo.
    Obrigada pela sua resposta.

    ResponderEliminar
  47. "Alguns profs nao têm vergonha na cara, se o horário é longe, nao concorram deixem para outros."

    Deve ter algum problema mental, coitado. VAI CHATEAR O JERÓNIMO.

    Devia era ser colocado/a 200 kms de casa todos anos em escolas diferentes até aos teus 50 anos de idade, imbecil.

    Os jornalistas sabem disto, todo o mundo sabe disto, mas como não lhes tocam estão calados, o povo portugues é assim.Quantas vezes é que estas noticias vieram a público???

    Os blogs não precisam de comentários anormais , alguns nem docentes são e outros nunca serão, vão-se tratar.


    ResponderEliminar
  48. É assim o ministerio da educação,
    criam as TEIP para albergar os mais dificieis alunos, filhos se calhar de alguns que por aqui fazem comentários, DEPOIS COLOCAM LÁ PROFESSORES SEM EXPERIÊNCIA.

    Andaram por ai a apregoar que aquilo era escolas só para ter professores profissionais com experiência, para tratar com profissionalismo estes alunos, MAS É TUDO UMA GRANDE FACHADA, UM CIRCO MUITO GRANDE.

    ResponderEliminar
  49. "Se conversar com o povo, este desconhece esta realidade da injustiças"

    A maior parte do povo sabe disso,
    mas como não lhes toca estão-se a borrifar, até isto começar a afetar os filhinhos aí já vai DOER.

    Vão ver no que isto vai dar, ou tem dinheiro e educam os filhos ou serão mais uns palhaços que por ai andam.

    O povo não vai ter aquilo pelo qual não luta.

    ResponderEliminar
  50. AVISO:


    Aceitar trabalhos temporários é prescindir de todos os direitos, portanto nao aceitem nem concorram para isso.

    Se o fizerem, estão a habituar mal os srs. lá de cima, depois queixem-se que um dia querem mais qualquer coisa e não há nada para ninguém.

    Não se dêm ao respeito depois queixem-se.

    ResponderEliminar
  51. AVISO:

    Se o povo está à espera que os docentes mudem as coisas todas, vão esperando.

    Não façam também nada até isto cair tudo em cima de voçês, há-de haver o dia em que querem comprar e não terão, vão querer vender e ninguém vos compra.

    E professores (pelo menos a maioria) sabem muito bem se desenrascar.

    ResponderEliminar
  52. Eu só não entendo como há tantos horarios em oferta escola sem passar pela reserva de recrutamento...

    ResponderEliminar
  53. O ESGOTO DA EDUCAÇÃO EM PORTUGAL.

    Os chicos espertos do ministerio puseram pessoal do quadro em lista de espera ( mobilidade ) e abriram horarios todos temporários para não pagar direitos a ninguem aumentando assim a precariadade.

    Assim desta forma afastam os docentes e quem quiser trabalhar sujeita-se à miséria, na verdade quase que paga para trabalhar.

    Como se isto não bastasse ainda aumentam os salários dos docentes universitários.


    BEM, ISTO ESTÁ BONITO.
    E PARA O ANO VAI SER PIOR.

    A DESTRUIÇÃO DA ESCOLA PÚBLICA É MAIS QUE EVIDENTE.

    Isto já não vai lá só com palavras.

    PARA MIM ACABOU.

    ResponderEliminar
  54. OFERTAS ENCAPUZADAS.

    Ofertas, reservas, anda aí um esquema muito bem encapuzado e parece-me que está a passar ao lado de todos, só recentemente , hoje, é que andei a fazer uma análise e começo a achar a situação curiosa, ou melhor, ATTERRADORA, inacreditável !

    Saberão os diretores das escolas alguma coisa que a gente não sabe?

    Acho que está a passar qualquer coisa ao lado dos professores e do país e não é nada de bom!

    Isto não é um circo, abriram foi uma grande armadilha e está bem escondida debaixo das folhas à espera dos incautos.

    O País está condenado. A confirmar-se, não enrolaram só os professores como montaram foi uma grande armadilha para "matar" metade deles.Até me arrepio.

    E o pior ainda está para vir, disso tenho a certeza absoluta.

    ResponderEliminar
  55. sapinho VerdE
    O grande problema é que há muitos colegas que pensam que a antiguidade é um posto. Os mais graduados por vezes não são os melhores, e existem professores mais novos que desempenham muito melhor as funções do que os mais velhos.
    Questão: Se o prof X está cá a 10 anos e tem feito um bom trabalho porquê arriscar?
    O problema é o fator cunha para os "incompetentes"

    ResponderEliminar
  56. A REALIDADE DE PORTUGAL.

    Contexto sócio-económico.

    OBS: Há escolas que nas suas entrevistas perguntam se conhecem o contexto social e económico das escolas???? Devem querer dizer da envolvente da escola, :)

    Continuando a "paródia nacional".

    Melhor que conhecer essa realidade TEIP é conhecer a nacional, os colegas sempre tamabém poderão ter uam ideia, não façam como no BIg Brother que as senhoras nem sabem o que quer dizer IVA (é a educação deste país). Aproveito e dou aqui uma "aulita".

    Contexto SE disto, desta coisa chamada Portugal.

    Mais de um quarto dos reformados sobrevive com menos de 200€, humano não é?

    Em cada 5 portugueses 1 vive no limiar da pobreza.

    80% da população ativa NÃO TERMINOU O SECUNDÁRIO.

    Taxa de analfabetismo em 7%, já para não não falar de um analfabetismo técnico que está escondido inclusivé em muitos licenciados, não há valores disto.

    10% da população vive sem condiçoes minimas de habitação.

    Explosão do número de sem abrigos, 50% é devido a desemprego,falta de rendimentos, outros problemas finaceiros, dividas, etc.

    E assim anda este pais sem rumo.

    Relativamente a estes numeros, vão aumentar e muito, é facilmente percetível que estamos à beira de uma catástofre.

    FORAM AVISADOS.

    ResponderEliminar
  57. Não é só o Borges, estes tipos do PS também não têm emenda, embora o povo não ande a olhar para eles. Reparem como andam a fazê-las à socapa. Atiram areia para os olhos do Povo e à socapa andam a fazer destas:
    http://expresso.sapo.pt/congresso-de-autarcas-marcado-por-assobios-e-apupos=f756865

    Sempre acharam bem malhar nos professores (malhar na dignidade da profissão e em todos os direitos adquiridos), mas quando se trata de beliscar políticos de meia - tijela que nada fizeram para o bem social e que se limitam a ter tachos, aí estão eles de peito aberto a impedir que o governo consiga introduzir equidade nos sacrifícios. Para estes tipos equidade é pregarem uns na cruz e levarem outros ao colinho. Vão pregar para outro lado!

    ResponderEliminar
  58. Bom dia Ricardo.

    Sou professor contratado e fui colocado nos Açores há duas semanas. Desejo desistir do concurso do continente, mas não encontro uma resposta concreta de como se pode fazer isso....!!! Já ouvi várias versões..... inclusive a de alguns colegas que enviaram a desistência para um determinado email (que foi divulgado aqui num post há algunm tempo) e que apesar disso, continuam nas listas de não colocados.....!!! Por favor, se puder, agradeço uma resposta definitiva sobre este assunto..... (para evitar a tal penalização)

    Muito Obrigado.....

    Manuel

    ResponderEliminar
  59. Record ou recorde?
    Resposta e explicação no http://portuguesemforma.blogspot.ptAbraço.
    AP

    ResponderEliminar


  60. Uma VERGONHA o que fazem aos professores!

    ResponderEliminar
  61. PS ou PSD, não sao eles que governam mas os maçons que estão por detrás e outros interesses.

    aTENÇÃO. Estão-se a preparar para dar um grande desfalque no pais,
    de milhoes.

    Usam privatizações e parcerias para o fazer.Como funciona?

    Vendem o que dá lucro desfalcando o pais e os impostos do povo,
    e o que dá prejuizo dão rendas aos interessados mas é o estado é que vai pagar os prejuízos, os outros ficam a salvo devido ás vissicitudes do contrato celebrado.

    Depois claro, NÃO pagam aos professores, os medicos, aos portugueses todos que trabalham.

    Esse borges, que foi expulso do FMI por extrema competência e só foi para lá por convite dos iluminati, agora vem para portugal roubar o que resta . Passos pos lá o seu amigo já para isso, aliás antes tinha sido com a pouca vergonha do maçon Nobre, pertencia a uma organização para ajudar os necessitados e ele e toda a sua familia tinham ordenados milionarios.

    Os militares também deviam proibir isto, mas como alguns estão a receber do minsiterio da defesa e a receber da republica das bananas, estão comprados.São uns CHulos!

    Não admira que o sá carneiro tivesse sído assassinado.

    Vejam os relatórios de Auditoria da Anderson and Young, 738 milhoes de beneficios sombra para alguns, quem pago é o povo.

    Mas há coisa piores por ai.

    AVISO: ESTÃO -SE APREPARAR PARA DAR UM DESFALQUE TOTAL.


    eSTÁ NA HORA DE PRENDER ALGUEM E O DINHEIRO QUE FOI SACADO AO ESTADO DEVERIA SER DEVOLVIDO, POR FORÇA DAS ARMAS. MAS OS MILITARES ESTÃO COMPRADOS, NESTE MOMENTO RECEBEM ORDENADOS MILIONARIOS PARA ESTAREM NO GABINETE A COÇAR A TOMATADA.

    PAIS SEM FUTURO.


    JA ESTÁ TAMBEM NA HORA DE ACABAR COM AS FORÇAS ARMADAS E REDUZIRMOS AO MINIMO DOS MINIMOS ESSENCIAIS. NAO SERVEM PARA NADA E SE ENTRÁSSEMOS EM GUERRA PERDIAMOS LOGO, VAMOS COMBATER COM O QUE? PEDRAS? É UMA POUCA VERGONHA EXISTEM QUARTEIS ONDE HÁ MAIS OFICIAIS QUE SOLDADOS, CADA UM A GANHAR 3.000 EUROS PARA NAO FAZER NADA.

    ESTE PAIS É UMA POUCA VERGONHA

    PAIS CONDENADO E SEM FUTURO.

    HA-DE CHEGAR AO DIA EM QUE O DIABO CAMINHARÁ PELAS RUAS, QUEM QUISER VENDER NAO CONSEGUE E QUEM QUISER COMPAR NAO CONSEGUE.

    E COMO SE ISTO NÃO BASTASSE DEPOIS DISTO O PIOR AINDA VIRá, O CORRUPTO FINAL VIRÁ ENGANAR TODAS S NAÇOES.

    ResponderEliminar
  62. E enquanto isto andar pelas ruas da amargura, os ditos safam-se porque os milhoes foram roubados, o ouro foi desviado e dará para sobreviver muitos anos.

    O povo faz tudo o que eles pedem, e vão receber as consequências disso.Nem pensar conseguem, mas entende-se não há educação em Portugal, não se ensina a pensar,
    se calhar dá jeito a alguém, quantos mais parvos melhor.

    ResponderEliminar
  63. Bem, em vez de perguntarem aos serviços do Minsiterio vem para aqui, este pais tem la gente com tachos que não serve para nada nem para esclarecer as pessoas, dasssss. ISto passou dos limites.

    É preciso pessoas de fora andarem a ajudar os outros, que pouca VERGONhA; O ESTADO PORTUGUES È SO CHULOS. O ministerio da educação é só tachos para os amigos, ministros , assessores, vices, técnicos e mais um chorrilho de merda toda.

    Eu se fosse a si nao me preocupava com isso, cá não vai ser colocado.

    Uma vez tambem me aconteceu isso e mandeios passear, ja estava a trabalhar e eles tambem não sabiam informar nada. So sabem informar quando é para penalizar.

    Se pensares um pouco sabes a resposta, eu sei que é confuso, ehehehe ..se desistires es penalizado, se nao desistires e te chamarem tambem és penalizado, eheheehhe

    Não te preocupes se te chamarem informa que ja estas colocado.Os meus 5 cêntimos, mas não te garanto que estou 100% certo, aliás nesta merda de país niguem tem certeza de nada, hoje é uma coisa amanhã já é outra, para uns fazem de uma maneira, amanhã estão mal dispostos já é ao contrário.

    Boa sorte.E fica por lá não venhas para esta merd..

    ResponderEliminar
  64. Não li os 65 comentários que surgem antes do meu por isso... Como em tudo haverá quem esteja a favor ou contra. Sou contratado e já passei pelas duas situações. E sinceramente acho que não havendo abertura de vagas e necessitando as pessoas de trabalhar, esta configura uma ou a opção mais sensata para todos. Eu concorri para onde ninguém antes de mim quis concorrer e tive a sorte de poder ir sendo renovado. Acredito que esta situação não será tão sensata para quem é do quadro em "nenhures de baixo" e vê no contratado mais perto ou no seu local de residência. É compreensível. Digam antes que a organização de colocações não está correcta. Perfeita nunca irá ficar e com as renovações, pelo menos, os que vivem um ano a seguir ao outro vão tendo uma firmeza passageira no mesmo. Acho mais ridículo que o ministério permita ainda hoje, e tenho-o visto nos diários da república, que se continue a profissionalizar gente. Isso sim parece-me mal. Vêm do fundo da tabela e zás para o "pódio".

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...