segunda-feira, 28 de maio de 2012

Informações do MEC acerca das novas cargas horárias


Informações sobre carga horária semanal causam confusão nas escolas


Comentário: A informação foi dada pelo gabinete de imprensa do MEC no sábado passado (como vocês sabem, dificilmente atualizo o blogue aos fins de semana), e contém alguns esclarecimentos "engraçados:

Nota: Os negritos são de minha autoria. 

 "Em resposta a pedidos de esclarecimento do PÚBLICO e de outros órgãos de comunicação social, o ME assegurou que “se a escola pretender manter os tempos de 45 minutos, os tempos atribuídos a cada disciplina podem ser exactamente os que foram anunciados na revisão curricular”. “Os tempos indicados por disciplina/área disciplinar são tempos mínimos, menores que os que foram anunciados, mas não são obrigatórios. São para o caso de a escola pretender fazer uma distribuição diferente dos tempos disponíveis, nomeadamente arranjando-os em 50 minutos ou outros”, especificou. 

 Neste contexto, o ME considera “claro” que, “se se somarem os tempos mínimos indicados, não dará os totais que constam das grelhas, que são tempos máximos globais”. “Cada escola pode retirar tempos numa ou noutra disciplina e reforça-los, ou não, noutras. Fica ao seu critério. As escolas que não quiserem assumir uma decisão deste tipo utilizarão os tempos que foram anunciados e que se enquadram máximos globais”, esclareceu".

Para além disso, subsiste a falta do devido enquadramento legal das matrizes... Isto ainda vai dar muita celeuma, principalmente nas escolas que entretanto optem por alterar os "tempos letivos", sem estudarem profundamente as matrizes.

10 comentários:

  1. Espero que nenhuma escola caia na asneira de alterar os tempos letivos...

    ResponderEliminar
  2. Já estão a decorrer as matriculas nas escolas e as áreas como a ÉT. Que podem passar a ser uma opção de escola não estão a ser tidas em conta.

    ResponderEliminar
  3. Posso já informar ( porque há sempre alguém mais papista que o papa) que a minha escola vai reunir CP para a semana já para tomar decisões....

    ResponderEliminar
  4. estou mesmo a ver o filme...
    os diretores com medinho de lesar o erário público...
    e de ficar sem o tachinho, vão pelos mínimos...

    ResponderEliminar
  5. Alguem sabe se os desdobramentos acabam nas ciências do básico?

    ResponderEliminar
  6. LOLOL, mas vocês são mesmos ingénuos quando afirmam "Espero que nenhuma escola caia na asneira de alterar os tempos letivos..."
    Então mas vocês não vêem que estes directores de escolas afectos aos partidos do poder, irão todos seguir o caminho dos 50m e meter milhares de contratados no desemprego! Não percebem que estes são indigitados como directores pelo poder local que está infiltrado nos conselhos gerais... Nos casos em que este poder local está na mesma linha do poder central (PSD/CDS)teremos aulas de 50m. Os directores têm que manter os seus lugares...
    POR FAVOR ACORDEM...

    ResponderEliminar
  7. Que grande bagunça que eles estão a arranjar! E não me venham com a falácia de que "as escolas não querem a autonomia" porque autonomia na escola não é isto!

    ResponderEliminar
  8. Que nervos que isto tudo me mete
    :-/

    ResponderEliminar
  9. O nosso futuro enquanto Professores é saber o que vai ser o nosso País nos próximos 50 anos, pois a matriz do futuro de um País constrói-se na Escola, sabermos da VERDADE HORRÍVEL QUE SERÁ O PORTUGAL DOS NOSSOS FILHOS E NETOS, TENDO A CONSCIÊNCIA ETERNA DE QUE SABÍAMOS DA VERDADE E NADA FIZEMOS...

    ResponderEliminar
  10. Seremos uma classe profissional sem qualquer falta de consciência? Se pensam que estou a ser exagerado ao menos tenham a vergonha de me mandarem à merda... onde está a nossa consciência? Atolada num balde de merda? Pois bem "colegas" a minha NÂO!!!!!!!!

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...