terça-feira, 28 de junho de 2011

Ainda a (cada vez mais longínqua) suspensão do actual modelo de ADD...


Comentário: Aparentemente esta avaliação do desempenho não deverá ser suspensa... Embora existam vários artigos na imprensa escrita acerca desta não suspensão, continuo a ter dúvidas pois ainda não conseguir ler isso de forma suficientemente explícita. No entanto, e como já aqui tinha referido é a decisão que parece mais lógica do ponto de vista governativo, se bem que não defendida por mim (para que não restem dúvidas).

Segundo aquilo que pude ler no programa do Governo XIX, o próximo modelo de Avaliação do Desempenho Docente (ADD) será baseado no modelo de avaliação em vigor no ensino particular e cooperativo (podem ler um resumo do mesmo aqui e acolá).

Depois de um conversa com o meu amigo "Advogado do Diabo", achei relevante voltar ao tema da suspensão do modelo de ADD, e para que não afirmem que defendo que todos sejamos "sacrificados" por causa de um modelo em eventual fim de vida, ficam aqui algumas questões:

1) O PSD e o CDS defenderam no seu programa eleitoral a eliminação das consequências do actual modelo de ADD?

2) O Programa Governativo hoje apresentado para além de referir a reforma do modelo de avaliação do desempenho dos docentes, refere em qualquer momento a eliminação dos actuais efeitos da mesma?

3) Na iniciativa parlamentar aprovada em Assembleia da República relativa à suspensão do actual modelo de ADD é referida a eliminação das consequências do modelo da ADD?

4) Temos garantias que ao suspenderem este modelo de ADD, as suas consequências também serão eliminadas?

5) Para os colegas contratados, entretanto avaliados com Muito Bom e Excelente, quais serão as consequências de uma eventual suspensão do modelo de ADD? Será que estes colegas serão prejudicados ou beneficiados? Será indiferente?

Não digo que seja sempre bom pensar mais alguns passos à frente, mas é conveniente estarmos atentos aos nossos "desejos" e ao modo como os mesmos poderão ser concretizados. Fazer uma reforma no modelo de ADD é importante... Mas tão ou mais importante é acautelar que as "pontas" (por exemplo, a influência ao nível dos concursos) sejam igualmente "reformadas".

18 comentários:

  1. Pegando nos comentários do post lá em baixo e no desejo do Ricardo de aumentar a discussão = saída do casulo dos que por aqui andam no sentido de comentarem, podemos constatar pela ausência de comentários a este post que os contratados são os adesivos por excelência à coisa.
    Não comentam, calam-se caladinhos, "barafustam" com o trabalho que tiveram ( não trabalharam nos outros anos?) e esperam, de forma pouco serena, diga-se de passagem, pelo asterisco.
    A tal corrente que foi sugerida em baixo, teria adesão neste blog se fosse ao contrário: corrente para não suspender nem acabar com os efeitos da ADD. Vai uma aposta?

    Portanto, os contratados, em vez de andaram pelos cantos da Escola a malhar nos outros contratados que tiveram igual proposta de classificação que eles, DEVERIAM ASSUMIR a sua posição de uma vez por todas e estabelecer a tal corrente a favor da ADD e dos efeitos no concurso. Por que não uma petição nesse sentido até?

    jk

    ResponderEliminar
  2. pronto.... lá vem mais um ataque aos contratados! O post do Ricardo saiu ontem à noite, não tem assim tanto tempo e se não há comentários é pq talvez há professores que andem atarefados com trabalho, não há-se ser o caso de todos, como sabemos!!! Gosto mt de consultar este blog, acho que o Ricardo tem feito um excelente trabalho mas começo a ficar farto aos constantes ataques aos contratados... não sei o que raio fazemos assim de tão errado! Somos os que mais sofremos com as constantes medidas,com as contantes alterações, somos os que menos apoio temos, somos os mais mal pagos e depois passamos a levar com estes comentários!!!!

    ResponderEliminar
  3. Professor contratado concordo plenamente! ainda não entendo com é que as pessoas ainda se intitulam por categorias!!! Somos todos professores! Não é por ter mais tempo ou menos de serviço que somos melhores ou piores que os outros! Eu sou professora e encaro todos os meus colegas como tal não os divido com categorias mesquinhas!! é por isso, que nunca mais nos unimos desta forma....

    ResponderEliminar
  4. Para os três comentadores até agora
    Agradeço por terem participado e por terem sido honesto.
    Até agora tem sido muito dificil encontrar quem concorde com as consequências desta ADD. Incluindo a bonificação desta no cálculo.

    ResponderEliminar
  5. o comentário do anónimo mostra claramente que padece de diarreia cerebral!!!
    trate-se quanto antes...

    ResponderEliminar
  6. claramente que este é um modelo burocrático e pode suscitar algumas injustiças. Depois com o actual modelo há tb a tendência para se fazer coisas miraculantes nos dias das aulas assistidas e aqueles que resolvem fazer da aula assistida uma aula como as outras, rica em aprendizagens e o reforço delas mas sem espectaculos hollywoodescos, podem ser prejudicados! Mas a verdade é que nós professores não podemos achar que somos diferentes dos outros e que não deveríamos ser avaliados.Eu concordo que exista uma avaliação do desempenho, mas que ele seja justo e coerente.

    ResponderEliminar
  7. Eu acho que deveria haver uma entidade exterior à escola para avaliar os professores.

    ResponderEliminar
  8. Sou Professora contratada e não gostei de alguns comentários. Concordo que tenha que existir avaliação, qual???sei lá!!e quem sabe??, mas NUNCA para efeitos de graduação, a "mobília" das escolas podem falar...blá...blá...mas somos nós os primeiros a "sofrer as consequências" de tudo...e sinceramente...não venham dizer que são solidários...vou apresentar a minha situação ao novo ME, no ano passado não tive * este ano tive...mas sou CONTRA....Ah!!!quanto ao trabalho, vigiar exames,reuniões e corrigir exames...já estou de férias....

    ResponderEliminar
  9. Troco o meu lugar de contratado a um lugar de quadro....disponível de norte a sul e ilhas....
    RG

    ResponderEliminar
  10. Sou contratada há 12 anos e, para mim, esta avaliação devia terminar já, bem como os nefastos efeitos nos concursos!

    ResponderEliminar
  11. A anónima do 1º comentário é contratada.
    Sou eu
    jk

    ResponderEliminar
  12. E realmente verifica-se a chuva de comentários.. tantos desde ontem... Até dói...
    Bora lá avançar com a petição para a coisa não acabar e tal.
    jk

    ResponderEliminar
  13. Realmmente...

    Ás tantas, se a petição avançasse, o seu nome encabeçaria lista, não, jk?

    Tal como a maioria dos comentadores que aqui postaram, também sou contratada há 12 anos. De bom grado trocva o meu lugar por um de quadro: alguém disponível?

    Quanto à avaliação: totalmente a favor!!! Mas não ESTA avaliação. Que venha uma entidade externa, sem pré-aviso. Isso sim, era de valor. Nada de aulas assistidas marcadas com antecedência. E, para quem não sabe, as avaliações externas da IGE contemplam, nos seus relátórios, a existência ou não de aulas assistidas para monitorizar os docentes, exceto no contexto da ADD. É prática (que deveria ser) corrente.

    Vamos lá fazer a corrente a FAVOR de uma ADD desburocratizada, justa e realizada por uma entidade externa? Contem comigo.

    (Força Ricardo!! Nunca me canso de te ler... Grande PROFESSOR!)

    ML

    ResponderEliminar
  14. ML, concordo plenamente consigo!! Sou tb a favor de uma avaliação aplicada por uma entidade externa à escola, sem pré aviso das aulas assistidas e sem esta carga burocrática! Eu sou tb FAVOR de uma ADD justa e desburocratizada!

    ResponderEliminar
  15. A ideia era mesmo a sã discussão em volta de um tema quente, que merece toda a nossa atenção. Se soubesse que isto iria "descambar" em conflitos que não fazem sentido não teria escrito este post...

    ResponderEliminar
  16. Afinal, não fazem correntes nem petições. Dirigem-se aos sindicatos.
    Os mesmos que os entregaram aos leões há já uns 5 anos atrás e que ainda não pararam de os imolar.
    Mas nessa altura, muitos ainda nem sequer sabiam que havia sindicatos.
    Nessa altura, muitos ainda nem tinham saído das Univs e ESE´s.
    Agora galgam lugares a torto e direito, abespinhando tanta gente que comeu o pão que o diabo amassou para ter mais um ponto, mais um ano de serviço.
    Mas não. Agora o preço de 1 ou 2 anos de serviço são apenas duas aulinhas. São as Novas Oportunidades dos professores: com duas aulas obtêm a equivalência a 1 ou 2 anos de serviço.

    Dá-me vómitos.
    jk
    Ricardo, desculpa que te diga, mas tu és tão conciliador que acabas por ...
    Além disso, se calhar seria tempo de deixar de ser tão condescendente e paternalista com os pobres contratados ( onde eu me incluo). Ou isto é uma questão geracional? É que cada vez estou mais convencida que sim..

    jk

    ResponderEliminar
  17. sinceramente...continuo sem perceber o porquê dos contratados serem seres horríveis, desprezíveis, ignóbeis e por aí fora. Enfim... todas a gente tem direito a uma opinião, mesmo gente desprovida de dois dedinhos de testa.

    ResponderEliminar
  18. Para jk: Eu sei que o facto de eu tentar ser "tão conciliador" chateia e irrita muita gente. Mas como te digo, este blogue é do Ricardo e não de outro qualquer.

    Para personalidades polémicas, irritantes, divagantes, oscilantes e "moribundas" já tenho a televisão e outros blogues. E mesmo com esta maneira de ser mais "ponderada" sei que consigo irritar muito boa gente, como tal... ;)

    Quanto à condescendência... Bem... Nesse ponto tenho que te dar alguma razão. Será certamente uma questão geracional que ainda não consegui resolver.

    Abraço.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...