quinta-feira, 21 de maio de 2015

Sempre a aumentar...

Indisciplina na sala de aula é queixa de 80% dos professores

Comentário: O acréscimo de indisciplina é algo que se regista com cada vem maior preocupação, principalmente (e no que à minha experiência profissional diz respeito) desde 2005, ano em que Maria de Lurdes Reis Rodrigues elegeu a nossa classe profissional como alvo a abater e a denegrir. Depois foi a continuidade da perda de autoridade dos professores e em sentido inverso, a dos alunos e encarregados de educação.

Hoje em dia, e salvo saudáveis exceções, creio ser quase impossível encontrar um professor que não se debata com problemas de indisciplina, maioritariamente resultantes da falta de educação (e da frustração) trazida de casa. Quem "leciona" em cursos vocacionais ou profissionais tem um problema a dobrar, pois acresce à falta de educação, a falta de vontade em "vencer" na escola. E os alvos de tanta frustração? Os professores, obviamente.

Melhorias no futuro quanto à indisciplina? Claro que não... Com turmas tão grandes, com tão grande perda de autoridade e com os alunos (e respetivos progenitores) a julgarem que apenas têm direitos podem dar-nos "toneladas" de formação de qualidade excecional, que nada irá mudar. Aliás, temos os ingredientes certos para ainda piorar.

2 comentários:

  1. 1. A maior parte dos professores que se congratulam de falta de disciplina nas suas salas mentem, sendo por vezes as situações mais graves nas escolas.
    2. A indisciplina não é um problema sem solução - Grandes males grandes remédios.
    3. A indisciplina não é culpa dos alunos, nem dos professores, nem dos pais. A indisciplina é culpa dos nossos governantes.

    ResponderEliminar
  2. O que está a ser preciso é a apregoada revolução cultural!! Está tudo invertido e à descarada! Sociedade pôdre e pantanosa!! infestada de progenitores e não de pais e mães! Que isto tem de tomar outro rumo? Ah! disso não há dúvidas!

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...