terça-feira, 30 de março de 2010

Propostas de reforma curricular.

No Público a 30/03/2010: "O Governo quer dar às escolas a possibilidade de optarem por disciplinas anuais ou semestrais em algumas áreas e criar aulas de recuperação sobre matérias ou para grupos de alunos específicos, anunciou hoje a ministra da Educação.

Isabel Alçada, que está esta tarde a ser ouvida na Comissão de Educação da Assembleia da República, afirmou que, no âmbito de uma reforma curricular que está a ser preparada para o 2.º e 3.º ciclos, a Área de Projecto vai deixar de ser uma Área Não Disciplinar.

Segundo a ministra, será substituída por um conjunto de possibilidades, que caberá à escola decidir, tendo em conta o “reforço da autonomia pedagógica”. Assim, acrescentou, em relação ao estudo acompanhado, a escola poderá optar por realizá-lo “para alguns grupos” de alunos ou para “alunos individualmente”.

“Prevê-se também a existência de aulas de recuperação específicas sobre algumas matérias ou para alguns grupos” de alunos, disse Isabel Alçada, defendendo “apoios suplementares mais flexíveis”.

A ministra admitiu também problemas ao nível do 3.º ciclo, nomeadamente a dificuldade dos alunos na gestão do número de disciplinas. “Vamos propor que as escolas escolham entre oferecer meio ano de uma disciplina, por exemplo História, e outra durante o resto do ano, como Geografia. Ou então manter as disciplinas anuais”, explicou.

Segundo Isabel Alçada, muitas escolas, designadamente as que assinaram contratos de autonomia, experimentaram esta modalidade, “com muito bons resultados”."

Ver Artigo Completo (Público)

------------------------
Comentário: Não vou começar a criticar já estas propostas sem as conhecer um pouco melhor, no entanto, a liberdade dada às escolas para escolher de que forma irão organizar as disciplinas poderá levar a fortes discrepâncias de formação a nível nacional, se não forem ponderados os vários caminhos possíveis, para que no final tenhamos um encontro de currículo a nível nacional.

Fiquei também com dúvidas relativamente ao carácter semestral das "opções" até porque o ano lectivo se desenrola em três períodos e não em dois. Relativamente a Área de Projecto e ao Estudo Acompanhado, veremos o que realmente se vai passar, pois ainda não compreendi na totalidade aquilo que é referido na notícia.
------------------------

1 comentário:

  1. Há tanta "palha" no sistema que só empapa e em que ninguém quer mexer... saberá Deus porquê!
    Deixo dois exemplos de aberrações:
    Pares pedagógicos (todos sabemos que um nunca está onde deve estar);
    Não exclusividade (todos sabemos que quando um professor tem outra actividade raramente está quando deve estar).
    Valha-nos Deus que esta Ministra também não tocará nestes interesses.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...