quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Programas eleitorais.

Estive a fazer uma pequena pesquisa na internet, e consegui descobrir os programas eleitorais de alguns partidos. Deixo-vos de seguida, com um resumo do que encontrei e dos links para os programas (seguido da referência onde podem encontrar os temas que mais nos preocupam). Todos eles merecem atenção, no entanto, e volto a afirmar o que já coloquei num post abaixo, o que se pode ler não é de forma alguma comprometedor...

Era necessária e essencial uma maior pressão por parte dos sindicatos. Era necessário e essencial que os partidos explicassem realmente as propostas... Não basta utilizar a expressão "revisão do ECD"! É necessário explicar aos docentes, o que irá ser revisto e quais as propostas... Não é suficiente utilizar a expressão "substituição do actual modelo de avaliação do desempenho docente", é essencial clarificarem qual será esse novo modelo e em que moldes seria concretizado. Só assim, poderemos ter a «certeza» (se é que isso é possível em Portugal, e com os politicos que temos), que não seremos novamente «cilindrados».

CDU

"Presente na luta pela defesa da dignificação da carreira docente, o PCP defende a revogação do Estatuto da Carreira Docente, tendo como prioridades: a revisão da estrutura da carreira docente eliminando a sua divisão em categorias e revendo as regras de progressão; a eliminação da prova de acesso à profissão docente; a substituição do actual modelo de avaliação de desempenho; a garantia de uma efectiva estabilidade profissional e a defesa do emprego docente, como indispensável para a melhoria das condições de trabalho nas escolas; a eliminação da possibilidade de aplicação do regime de mobilidade especial.
(...)
A eficácia do sistema de avaliação da actividade docente impõe a participação alargada dos docentes, avaliados e avaliadores, em moldes que permitam a análise séria dos problemas existentes e a discussão aprofundada das soluções exigidas. Que não exclua mecanismos de auto-avaliação e co-avaliação nem esteja condicionada por preocupações exclusivas de classificação ou resultado, antes permitindo a análise de métodos, opções e estratégias pedagógicas, identificando e corrigindo erros mas também valorizando boas práticas. Que exclua de forma incontornável a existência de quotas."

Nota: Retirado desta página - 2.ª parte, ponto V (1.4).

BE

"(...) O Bloco de Esquerda compromete-se na defesa:
• da estabilidade profissional e contra a precarização;
• do fim da fractura entre professores de primeira e de segunda, sublinhada como um dos ataques mais lesivos da escola pública e que não foi fundada nem em critérios de qualidade nem em conteúdos funcionais diferenciáveis;
• por uma avaliação credível, que se inicia pelas escolas em contexto, alia vertentes internas e externas, e assuma a responsabilidade colectiva do trabalho docente;
• por um horário de trabalho que reconheça o aumento do tempo de qualidade para todo o trabalho docente vergonhosamente silenciado, e para dar resposta às exigências de mudança na escola pública;
• pela componente colectiva do trabalho docente como uma das vertentes mais positivas da sua actividade e como um dos aspectos que mais conteúdo dão à relação com os alunos/as."


Nota: Procurem a página 43, deste documento pdf.

No que concerne ao CDS-PP, não consegui encontrar no seu programa de governo, nada de suficientemente comprometedor ou revelador.

Relativamente ao PSD, só amanhã (27 de Agosto) ficaremos a conhecer o programa eleitoral.

2 comentários:

  1. Ricardo,
    Sobre o mesmo assunto, ainda há pouco fiz um trabalho semelhante ao teu e as conclusões não diferem das tuas.
    É por isso que não percebo como é que há gente que acha indiferente que os professores votem à esquerda ou à direita, como se fosse tudo igual.
    http://fjsantos.wordpress.com/2009/08/26/os-professores-e-a-batalha-eleitoral/

    ResponderEliminar
  2. Acabei de ler o teu post. Em grande parte concordo com o que escreveste. É essencial essa diferenciação partidária, pois corremos o risco de uma enorme abstenção ou pior, votar às «cegas».

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...