quinta-feira, 18 de junho de 2009

Arrependimento eleitoralista.

No Jornal de Notícias a 18/06/2009: "Durante a tarde, à margem do debate da moção de censura apresentada pelo CDS, o primeiro-ministro assumiu o primeiro erro da governação: a fraca aposta no sector cultural. À noite, em entrevista à SIC, José Sócrates reafirmou esse erro e admitiu outros dois: a ideia de que o Executivo fazia reformas contra algumas classes sociais e o modelo de avaliação dos professores, demasiado exigente.

"Um dos erros que cometemos foi deixarmos instalar a ideia de que, quando fazíamos reformas ao serviço do interesse geral, agíamos contra algumas classes sociais. Claro está que o Governo não age contra classes sociais", declarou José Sócrates, especificando que se referia, por exemplo, aos juízes e aos professores.

Foi precisamente no sector do Ensino que o primeiro-ministro reconheceu outra falha. "Gostaríamos de não termos cometido o erro de apresentar uma avaliação (dos professores) tão exigente, tão complexa, tão burocrática", afirmou, embora vincasse que "os sindicatos também deviam meter as mãos à consciência.

Apesar de assegurar que, no sector da Educação, foram tomadas "as reformas necessárias", José Sócrates já não garantiu se manterá a ministra da Educação, caso ganhe as eleições legislativas. "Quanto ao futuro Governo, não me quero comprometer com nada. Um futuro Governo será um novo Governo, com novas responsabilidades", afirmou apenas.(...)"

Ver Artigo Completo (Jornal de Notícias)

------------------------
Comentário: Será que alguém ficou convencido com as «lágrimas de crocodilo» de Sócrates?! Só ao fim de 4 anos é que Sócrates chega à conclusão que agiu contra determinadas classes?! É que não deixaram instalar ideias, agiram mesmo contra classes. A nossa foi uma das mais atingidas com a «loucura» reformista deste governo. Ai o modelo de avaliação dos professores é demasiado exigente?! Ainda vai a tempo de corrigir esse erro, senhor engenheiro... Basta querer.
------------------------

4 comentários:

  1. Pelos vistos está imbuído pelo espírito Novas Oportunidades, cabe-nos à nós contribuir para a sua formação.

    Dispomos de mais duas oportunidades.

    ResponderEliminar
  2. E bem precisa... Sobretudo depois de já conhecermos o seu percurso «académico».

    ResponderEliminar
  3. Este tipo é um FALSO.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...