quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Ministério volta a mudar data da reunião com os sindicatos.

No Público a 09/12/2008: "Depois de o Ministério da Educação (ME) ter anunciado, por comunicado e no seu site oficial, que tinha convocado uma reunião com os sindicatos dos professores para amanhã, informou cerca de uma hora depois que o encontro, dedicado à avaliação de desempenho dos professores, se realizará afinal na quinta-feira. De acordo com esta nova nota, a remarcação foi feita por “solicitação das associações sindicais”.

O local e os motivos da reunião permanecem os mesmos. A desconvocação das greves regionais, inicialmente previstas para esta semana, permite que a reunião se realize mais cedo – e não no dia 15, como foi anunciado na semana passada - e que os sindicatos apresentem desde já “as suas propostas sobre o processo de avaliação de desempenho em curso”, justificou ao ME
(...)
Depois de meses de conflito e ruptura, ambas as partes acordaram na semana passada voltar a sentar-se à mesa das negociações para falar de “tudo”, inclusivamente do Estatuto da Carreira Docente, o que tem sido uma das reivindicações sindicais.

A equipa ministerial já disse estar disposta a rever, ou até mesmo substituir, o modelo de avaliação por outro, mas apenas em 2009. Para este ano lectivo, diz não prescindir de aplicar as regras em vigor.

Já os sindicatos deixaram cair a exigência da suspensão do processo de avaliação para voltarem a negociar com a tutela. Mas querem que o actual modelo seja substituído por outro, garantindo ter uma alternativa para que a avaliação se faça, sem ser de forma meramente administrativa."

Ver Artigo Completo (Público)

------------------------
Comentário: Muito estranho... Primeiro foi marcada uma reunião para 15 de Dezembro, depois para 10 de Dezembro e agora para 11 deste mês (por proposta dos sindicatos). A razão apontada para esta antecipação (e conforme se pode ler na página do Ministério da Educação - aqui) foi a desconvocação das greves regionais. Não vejo qualquer vantagem (para nós, professores) nesta antecipação e suspeito dela.

As previsões para a reunião são bastante más, e para agravar este cenário, José Sócrates, garantiu esta tarde aos deputados do Partido Socialista que não vai haver qualquer alteração no modelo de avaliação dos professores (aqui). Juntando "1+1", será fácil de concluir que esta reunião não vai dar em nada, e que existe uma agenda "escondida" do Ministério da Educação, que não visará nem por um instante negociar ou discutir propostas concretas.
-------------------------

2 comentários:

  1. Será que ninguem diz a esses senhores que tem que trabalhar e ser avaliados! Querem o quê?? Passar pela escola fazer no maximo 21Horas por semana e ganhar imenso?? Eu trabalho 40 e estudei muito mais que a grande maioria dos professores. E quando chego a casa trabalho muito mais e o patrão nao contabiliza... Haja igualdade neste pais...trabalhem e prestem contas...

    ResponderEliminar
  2. A frustração é lixada, não é?

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...