terça-feira, 24 de outubro de 2017

Para quem insiste em não perceber...

...o que está em "jogo", com o motivo da grave da próxima sexta-feira, deixo-vos uma tabela que me parece inequívoca quanto às consequência de quase 10 anos de "congelamento". Com o tempo de serviço constante na primeira coluna, têm a vossa situação atual na segunda coluna e aquela onde poderíamos estar sem "congelamento".

Deste modo, e se um dia de greve pesa no orçamento familiar, pensem no peso de um eventual descongelamento (mesmo que parcial ou feito em moldes mais "confortáveis" para o Governo).


Fonte: aqui

15 comentários:

  1. Há muita gente desempregada, ou no privado que não é aumentada há anos e que levou talhadas do IRS ou pensionistas que levaram cortes na reforma.
    Não sei porque é que os funcionários do estado tem 35 horas semanais, mais dias de férias, artigos e mais não sei quantas regalias que os privados não tem.
    Mas ir para o público ou privado é uma oportunidade ou opção de cada um. O que irrita é que os funcionários públicos são os que tem mais regalias e são os que protestam mais.
    E fazer greves nesta altura é uma ofensa a muita gente que no mesmo momento perdeu tudo o que tinha num qualquer estúpido incêndio.
    Haja respeito!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem quer respeito dá-se ao respeito, não compare situações de forma desajustada e desinformada o português tem que deixar de falar de cor ou de opinar de acordo com o que é dito pelo jornalismo de direita que é quem mais peso tem neste país. Querem um trabalho de qualidade? acho que o devem exigir mas então paguem pois o Ensino não é um trabalho qualquer é só mesmo para quem quer.

      Eliminar
    2. escalão que era " devido e salário "
      Vocês vão para greves como se fossem os mais injustiçados do país. Mas deveria haver na constituição do país " qualquer greve de reivindicações salariais " teriam de ser analisados todos os sectores profissionais do país , para evitar discrepãncias salariais injustas e desumanas"
      Em 2005 quando fui para a aposentaçaõ com 39 anos de trabalho ( poderia aposentar-me aos 36 anos, mas decidi continuar a trabalhar...) a lei alterou-se e fui penalizado " por ter trabalhado mais tres anos " em 22% do vencimento que era ja de si restrito e os senhores professores até 2010 tiveram imagine-se, mais cinco anos para se aposentarem sem penalizações. Atente-se que os seus ordenados sem licenciaturas era já muito mais do dobro da função pública. Vão mas é trabalhar e sem vícios

      Eliminar
    3. Burro... Fosses para a reforma com 36 anos de trabalho...

      Eliminar
    4. Acrescento: por acaso sabe quantas classes trabalhadoras já fizeram greve este ano? Vá perguntar a um médico quanto é que recebe e dizer-lhe que não pode fazer greve...

      Eliminar
    5. Para quem diz que temos mais dias de férias não sei aonde, pois eu sou funcionária pública e só tenho direito a 22 dias úteis como qualquer trabalhador, do setor público ou privado. Já trabalhei no privado e posso dizer que trabalho mais agora desde que fui para a função pública e ganho bem menos. Por isso antes de falar pelo menos que saiba do que se fala. Informem-se. Isto não é o que se pensa.

      Eliminar
  2. E já agora:
    http://www.spm-ram.org/perguntas-frequentes/

    ResponderEliminar
  3. O ensino não é um trabalho qualquer.... hahaha é um trabalho muito bem pago.... não vais vet que agora é melhor que qualquer outro trabalho.... cambada de professores ignorantes.... muitos não sabem ensinar nada...os alunos ainda ficam mais burros e tem que pagar explicações para perceberem algo... ganham muito e não valem nada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Chamar-lhe burro a si seria uma ofensa ao animal. Já mudava para água, não? Acéfalo.

      Eliminar
    2. Estou a perceber porque temos alguns alunos como temos. A pessoa que insulta os professores não aprendeu NADA na Escola, provavelmente nem nela andou...sem cultura só se podem dizer asneiras e revelar muiiiita ignorância, mais valia estar calado.

      Eliminar
    3. A escola passou-te ao lado, não? Não sabes pontuar um texto?

      Eliminar
  4. São justas as vossas reivindicações mas não entendo porque é que um técnico superior quando a carreira for descongelada vai ter um aumento não superior a 100 euros, nalguns casos 37 e vocês é logo um aumento de 300 euros... não há OE que aguente e é injusto para as restantes carreiras gerais da FP.

    ResponderEliminar
  5. Eu gsnho bem mas desconto bem mais que 5 funcionarios.do privado juntos . O estado engorda gracas aos descontos.gigantes dos.seus FP

    ResponderEliminar
  6. Os bons professores sem dúvida que devem ser bem pagos, mas os maus, sem vocação que há muitos deviam era ser despedidos e irem procurar outro emprego, por isso devia haver uma avaliação séria, mas isso acho que a maioria dos professores não quer, querem é um emprego garantido.

    ResponderEliminar
  7. Partilho igualmente do mesmo sentimento de indignação em relação ás reivindicações dos funcionários públicos , penso que já têm benefícios q.b . Compreendo que algumas funções tenham um grande desgaste psicológico, mas os privados vivem os mesmos problemas e não podem fazer greve senão vão a rua.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...