quarta-feira, 20 de setembro de 2017

A solução encontrada pelo ME para os problemas com a Mobilidade Interna...

...em 2 partes:

a) O aumento do período de permutas para quem foi opositor à Mobilidade Interna 2017/2018 (que já se encontra a decorrer, conforme poderão constatar aqui);

b) Abertura de um concurso interno extraordinário já para o próximo ano letivo.

Fonte: SIPPEB

Nem a primeira nem a segunda solução são viáveis para resolver aquilo que aconteceu na Mobilidade Interna. A primeira porque quem está bem não quererá permutar e a segunda, pelo facto de que quem ficou "bem" colocado, não se irá atrever a ir a concurso, e também por um previsível número reduzido de vagas a concurso, que possam implicar alguma mudança de "cadeiras". Para além disso, a abertura de um novo concurso interno já no próximo ano letivo, implicará uma necessária alteração do atual normativo legal dos concursos, sob pena de remeter (obrigatoriamente) todos os professores dos Quadros de Zona Pedagógica para a Mobilidade Interna.

4 comentários:

  1. Um chorrilho de disparates que visa apenas "atirar o barro à parede" na esperança que os lesados se calem.

    ResponderEliminar
  2. O ME está com vontade de continuar a castigar os mesmos. A trapalhada continua. Era necessário um MINISTRO mas temos um INVESTIGADOR. Era necessário um PM com palavra mas como ele várias vezes diz: "Palavra dada NÃO é palavra honrada".

    ResponderEliminar
  3. Se nesse concurso interno abrissem as vagas reais necessárias poderia haver alguma alteração, mas o que prevejo é um concurso interno desprovido de vagas que na prática não serve para nada! Penso que se o senhor quiser perceber tudo o que está a acontecer no seu ministério irá perceber, só não sei é se ele está interessado em interessar-se pelo problema.

    ResponderEliminar
  4. O senhor ministro da educação, entenda-se.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...