quarta-feira, 21 de junho de 2017

Grave, mesmo muito grave


Comentário: Bem, parece que finalmente alguém menos esperto utilizou as redes sociais para se gabar de informação privilegiada, e a "coisa" correu mal. Senão vejamos aquilo que constava numa mensagem amplamente divulgada nestes últimos dias que antecederam o exame nacional de Português do 12.º ano:

"Ó malta, falei com uma amiga minha cuja explicadora é presidente do sindicato de professores, uma comuna, e diz que ela precisa mesmo, mesmo, mesmo e só de estudar Alberto Caeiro e contos e poesia do século XX. Ela sabe todos os anos o que sai e este ano inclusive. E pediu para ela treinar também uma composição sobre a importância da memória...".

Pois... E quando das 3 recomendações, 3 são concretizadas, será muitíssimo complicado alegar coincidências. Espero sinceramente que esta situação se traduza em consequências criminais para quem "vende" desta forma informação, que deveria ser contida e preservada a "sete chaves".

Isto quase me fez lembrar daquelas instituições que se pagam bem e que "à porta fechada", com ajuda de vigilantes nos portões (por causa dos senhores "fiscais"), ajudam na resolução de alguns exercícios dos exames.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...