quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Os números de Crato

O menor corpo docente dos últimos 12 anos 

Comentário: Em 2012/2013 o número de docentes seria de 128.931, porventura o menor número de professores dos últimos 12 anos. As medidas de contenção orçamental (com implicações "pesadas" para a educação), o cada vez menor número de alunos e o acréscimo de reformas (muitas delas, antecipadas - e bem) são factores que explicam esta redução.

Receio bem que nos próximos anos continuemos a constatar a redução de professores, em número bastante superior àquele que efetivamente seria natural, tendo em conta o país envelhecido em que estamos. Como sempre, sacrifica-se a qualidade da educação em detrimento de uma ilusão de qualificação.

5 comentários:

  1. Se cada vez há menos nascimentos, logo, menos alunos, escolas fecham, parece-me lógico que sejam necessários menos docentes e menos não docentes.

    ResponderEliminar
  2. É preciso saber se os números se referem a professores do quadro (ou incluem contratados), pois os últimos dados conhecidos da DGAE apontavam para 104 mil professores do quadro. Por outro lado, o rácio professor/aluno, a despeito da depressão demográfica (uma vez que os efeitos deste tipo de fenómenos só se fazem sentir a longo prazo), continuam a estar acima da média da UE. O que tem fito diminuir o n.º de professores nas escolas não é, apenas, a redução do n.º de alunos, mas antes as medidas de política educativa adoptadas pelos últimos dois governos.

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  4. a empregabilidade docente não depende só do número de alunos, mas sim do número de alunos por turma bem como da oferta curricular (nº de horas de uma disciplina), precisamos que o próximo Ministro da Educação tenha visão para corrigir o sistema tal como ele está, resta esperar para ver...

    ResponderEliminar
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...