segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Do absurdo concursal

Ministério da Educação garante colocação "atempada" de professores nas escolas 

Comentário: Aquilo que vou transcrever da notícia releva o elevado grau de cinismo de quem se encontra à frente da máquina ministerial:

"Em resposta ao PÚBLICO, o ministério explica em que fase estão os diferentes concursos que se destinam a garantir professores colocados no arranque das aulas, a partir de 11 de Setembro: “O concurso externo extraordinário para o preenchimento de 1954 vagas dos quadros de zona pedagógica e o concurso de contratação inicial para satisfação das necessidades temporárias de pessoal docente das escolas (não supridas por docentes de carreira) estão a decorrer com normalidade, com vista a garantir a colocação atempada dos docentes”."


Pois... Pouco interessa o estado de espírito dos docentes que iniciam o novo ano letivo. Agosto é o mês dos concursos e como tal, pouco interessa se os professores conseguem descansar efetivamente, isto é, sem estarem conectados ao mundo virtual todos os dias à espera que algo de novo aconteça.

4 comentários:

  1. Tudo normal, portanto. Todos os anos a mesma m@rda. Esperemos por Outubro de 2015 e corramos com estas pessoas que nos querem "exterminar".

    ResponderEliminar
  2. Receio bem, que independentemente de quem ocupar o poleiro do poder, tratar mal os docentes portugueses já se tornou uma tradição (ou melhor, obsessão).

    ResponderEliminar
  3. Não me interpretes mal. Não estou a fazer um apelo ao voto no Tó Zé ou no António Costa. E se houver um número massivo de votos em branco?

    ResponderEliminar
  4. votos em branco = os outros decidem por ti

    votos em branco não tem NENHUMA consequência

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...