quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Sem qualquer sombra de dúvida

Fenprof diz que mobilidade vai «afastar professores» em 2014 

Comentário: Não será será surpresa para ninguém a ausência de referência ao limite de 60 Km (amplamente discutidos durante o verão passado) no regime de mobilidade especial hoje publicitado (aqui). 

Mais uma vez, os sindicatos terão de recorrer aos tribunais para tentar retificar a prepotência governamental:

"A mobilidade de docentes contemplada na lei é, diz a Fenprof, «um profundo desrespeito pela ata negocial» assinada entre o Ministério da Educação e as organizações sindicais dos professores e que estabelece que nenhum docente pode ser transferido para uma distância superior a 60 quilómetros da sua residência, sem o seu acordo. A Fenprof vai por isso apresentar uma queixa na Procuradoria-Geral da República contra o Ministério, por desrespeito pela ata negocial, adianta a organização sindical".

Isto não tem fim...

4 comentários:



  1. Afastar? e muito bem, para que são necessários tantos e tão maus professores?

    ResponderEliminar
  2. És uma IMBECIL. Conhece os professore todos? Fala sem saber e por isso é uma ignorante!

    ResponderEliminar

  3. Pela resposta aprovastes a minha opinião

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...