segunda-feira, 2 de setembro de 2013

E se ainda não perceberam...

Concurso de professores: listas revelam «reorganização de recursos»  

Comentário: ...o melhor mesmo é analisarem e refletirem com muita calma e atenção as palavras do secretário de Estado do Ensino e Administração Escolar, João Casanova de Almeida. Transcrevo de seguida algumas das frases que considero mais relevantes (nomeadamente para quem anda muito distraído):

- "(...) o sistema não podia continuar a funcionar com professores de quadro sem turmas atribuídas (os chamados horários zero) e a contratação simultânea de docentes".

- "(...) existirão necessidades de contratação que vão ser suprimidas por professores do quadro: Esse é um objetivo que nós temos e que estamos a conseguir"

- "Apesar de haver 2.185 professores sem horário, temos 6.437 horários que não foram ocupados, o que significa que temos de continuar a trabalhar para que esses docentes possam ocupar horários que não são ocupados por eles".

Feitas as referências que considerei mais relevantes, fica o aviso: agora que estamos na fase de desistências de preferências, pensem muito bem no que vão fazer. O panorama não é favorável para grandes restrições geográficas ou mesmo em termos de tipologias de horários.

22 comentários:

  1. Boa noite, alguém me pode ajudar a perceber uma coisa? Os 6000 lugares que eram dos Professores que aguardavam a aposentação foram ocupados pelos mesmos ou foram libertados segundo o que o MEC anunciou nas negociações com os Sindicatos em julho passado? Estou a estranhar tamanho silêncio em relação a esta questão... ou sou eu que ando desatento.

    ResponderEliminar
  2. O discurso do João Casanova é deveras perverso... "necessidades de contratação suprimidas por prof do quadro"? "continuar a trabalhar para que esses docentes (quadro) possam ocupar horários que não são ocupados por eles"? que vem a ser isto? Vão duplicar professores do quadro para ficarem com esses horários? Está tudo maluco....

    ResponderEliminar
  3. a seguir aparecem as vagas de gaveta e..aí fazem as renovaçoes para aqueles que a cunha ou a sorte ajudou nos ultimos anos a subir a valorizaçao e a passarem á frente de outros mais graduados.
    É este o País em que vivemos.
    aguenta e cara alegre.

    ResponderEliminar
  4. Boa noite
    Fiquei colocada por aproximação à residência numa ES c/3º com mais 2 professoras todas com horário completo. Hoje quando me fui apresentar dizem me que ficou ainda uma outra professora na mobilidade por doença. Como a escola apenas pediu 3 horários a solução será a colega com pior graduação ir lecionar aec.. Então mas se nas listas de colocação aparecemos todas com horário completo no código da escola secundária, uma de nós agora vai para o 1º ciclo? Não deveriam colocar apenas 2 colegas na escola, uma vez que o destacamento por doença foi aceite?
    Agradeço a quem puder esclarecer.
    Obrigado

    ResponderEliminar
  5. Manuncdl D

    Quem ficou em mobilidade por doença é que fica sem horário. Ou seja: Os que ficam colocados por mobilidade por doença não podem prejudicar nenhum dos outros colegas.
    Está no despacho que regulou a mobilidade por doença para o presente ano letivo.
    Espero ter ajudado.

    José

    ResponderEliminar
  6. José.
    Cara colega a professora colocada na mobilidade por doença, foi-lhe atribuída uma escola e não um horário. E mais não necessito dizer.

    ResponderEliminar
  7. Quer dizer que quem está na lista de colocação fica com os horários e a colega em destacamento por doença, mesmo com melhor graduação, ficará sem componente letiva na escola? Vamos ver se a direção concorda:(
    muito obrigado pelo esclarecimento

    ResponderEliminar
  8. Estas frases ficaram-me na cabeça quando ouvi a dita entrevista com o Casanova.

    As vagas que ainda existem vão para docentes do quadro com horário zero.

    Só depois de todos os docentes do quadro estarem colocados é que os contratados "surgem na linha da frente".

    Mas tenho uma dúvida:

    -Imaginemos um docente do quadro do grupo 1000 (não quero referir-me a ninguém em especial ou ferir susceptibilidades).

    - Esse docente concorreu para os concelhos A e B e não obteve colocação.
    É dos tais que tem que ser colocado antes dos contratados.

    -Há possibilidade de ele ir parar a escolas dos conselhos C, D, E? Ou seja "escolas"/"zonas" para as quais não concorreu?

    ResponderEliminar
  9. Pode ser obrigado, sim.

    ResponderEliminar
  10. Como??? Se o candidato não manifestou preferência por os concelhos C, D e E, como é que lá vai parar? Por acaso vai haver nova manifestação de preferências para os docentes do quadro???

    ResponderEliminar
  11. Nada disso, camaradas. O que acontecerá é que professores de Geografia do quadro irão dar português e os de EVT irão lecionar matemática. Só dois exemplos.

    ResponderEliminar
  12. Não acredito nisso. Como pode um prof de EVT dar Matematica? O meu marido é de portugues se fosse colocado a dar matematica coitadinhos...nao sabe operar com numeros negativo qto mais contas de dividir
    e se isso acontecer deverá ser no maximo 2º ciclo

    ResponderEliminar
  13. Pois e ficar colocado na minha 16ª preferência e ligar-me o Director da Escola a que corresponde a minha 3ª preferência a dizer que tem um horário!? O lugar na minha 3ª preferência será ocupado por alguém ainda não colocado com muito menos graduação profissional do que eu. Isto é legal? O que devo fazer?

    ResponderEliminar
  14. Nada poderá fazer, colega das 9:47!!! O diretor dessa escola é que não deve ter feito o que devia, ou seja, lançar atempadamente esse horário que ainda tem disponível para que o colega nele pudesse ficar colocado. Estas coisas não deviam acontecer, é claro, mas infelizmente acontecem... Não vamos é alucinar. Há legislação a regular este concurso, com tudo o que tem de condenável, e uma plataforma através da qual se efetuam os vários procedimentos que lhe dizem respeito. No meio de tudo isto não cabem telefonemas de diretores a tratar de assuntos relativos a colocação de professores. Bem basta o que ainda prevalece nas escolas teip e com autonomia.

    ResponderEliminar
  15. Bom dia!

    Colega das 9:47, é assim mesmo que está a acontecer. No agrupamento em que me encontrava, um colega de EVT ocupou uma vaga no 1º ciclo para dar aulas ao 1º ano!

    ResponderEliminar
  16. Colega Sandra Santos, acontece que os colegas do 2.º ciclo (EVT) têm habilitação profissional para lecionar ao 2.º ciclo!!!

    ResponderEliminar
  17. Passo a corrigir o post anterior... Colega Sandra Santos, acontece que os colegas do 2.º ciclo (EVT) têm habilitação profissional para lecionar ao 1.º ciclo!!!

    ResponderEliminar
  18. Bom dia
    Fiquei colocada na minha 16 preferência, entretanto fiquei a saber que o agrupamento onde lecionei no ano anterior vai lançar duas vagas esta semana, foi a minha 2 preferência. Sendo um agrupamento TEIP não posso ser "requisitada", sou QZP
    Agradeci quem me esclarecesse
    Obrigada

    ResponderEliminar
  19. Consultem...
    http://sicnoticias.sapo.pt/pais/2013/09/03/professores-contratados-em-setembro-vao-receber-como-se-estivessem-a-trabalhar-desde-dia-1

    Isto é legal? Enquadra-se nos procedimentos previstos? Vai ser este o procedimento? Alguém que esclareça, por favor...

    ResponderEliminar
  20. Em resposta a Sandra Santos.... Essa situação só é possivel se o colega de EVT: já estava nesse agrupamento como QA e está em horário 0, ou se é um QZP que está no grupo 110, ou se está a falar das aec.
    Não dê informação com tão poucos dados, provavelmente está a passar meias verdades.

    ResponderEliminar
  21. Terá que abrir no site da dgae uma aplicação para esse efeito, o que, segundo creio, ninguém sabe quando vai acontecer, excetuando, eventualmente, as próprias escolas, que poderão ter sido informadas por alguma via interna. Nessa aplicação, como de costume, deverá constar a indicação da data limite.

    ResponderEliminar
  22. Não me parece que a dita rentabilização de recursos seja efetiva. Isto porque,um QZP que atempadamente fez a sua requalificação, obtendo qualificação para lecionar noutro grupo, estando agora com horário 0 o MEC não lhe permite concorrer, ou simplesmente coloca-lo em vagas existentes ,preferindo contratar outro docente, deixando um quadro com 20 ou mais naos de serviço sem o direito ao trabalho. Parece-me que isto também não deverá ser constitucional, a ver vamos...

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...