quinta-feira, 8 de agosto de 2013

"Docentes destacados forçados a regressar às ilhas"


(Jornal de Notícias, 07-08-2013)

Comentário: Infelizmente este tipo de situações resulta de dois factores que não deveriam ser complicados de resolver, mas que tardam em encontrar solução: a) num mesmo país, existirem 3 grandes regimes concursais diferentes (Portugal Continental, Madeira e Açores); e b) os sindicatos quando "negoceiam" diplomas concursais se "esquecerem" deste tipo de situações.

4 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. No que às RA respeita isso não é verdade. Sou eu a docente por detrás deste artigo, e antes de contactar a Comunicação Social, contactei a SRE da RAM e pedi a uma outra docente, que se encontra na mesma situação, que contactasse a da RAA e foi-nos veiculada a informação de não ter sido emanada qualquer legislação por qualquer uma das secretarias, no sentido da restrição dos QE/ QZP aos concursos de mobilidade do Continente.
    Tudo isto é obra do nosso belíssimo ministério (com minúsculas, propositadamente!).

    Os próprios sindicatos é que nem sempre estão, também eles, bem preparados para responder às questões que lhes são postas, como foi o caso da pessoa que falou em nome da FNE.

    Ana Alves

    ResponderEliminar
  3. Olá colegas
    Já senti na pele este problema, no tempo da Senhora Dona Ferreira Leite e aguentei, que remédio.
    Felicidades é o que desejo à colega e a todos em todas as situações.
    Bom ano
    Colega Esmeralda

    ResponderEliminar
  4. Tb só concorre para as RA quem quer... estavam era habituados aos favorecimentos, por isso mta gente concorreu a contar com o "ovo no c... da galinha"!!!!! Tenho mta gente à minha frente com menos tempo de serviço e médias inferiores à custa destes favorecimentos... No entanto, já tive de estar a mais de 200 Km de casa e não fui beneficiada em nada!!!!

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...