terça-feira, 11 de junho de 2013

Sistema de mobilidade para os docentes (última proposta governamental)

E para aqueles que ainda não conhecem o que o governo tem preparado para os professores, o melhor mesmo é lerem o documento que poderão aceder se clicarem na imagem (e que engloba a proposta de sistema de mobilidade para toda a função pública).



Coloco de seguida, algumas "novidades" que me parecem relevantes (e que poderão encontrar entre as páginas 45 a 47):

a) A mobilidade dos docentes de quadro de agrupamento ou de escola não agrupada ocorre dentro do espaço geográfico correspondente ao quadro de zona pedagógica onde se encontra situado o estabelecimento de ensino ou de educação de provimento.


b) A mobilidade dos docentes de quadro de zona pedagógica, além do seu quadro de colocação, ocorre dentro do segundo quadro de zona pedagógica identificado no n.º 4 do artigo 9.º do presente decreto-lei.

c) Para efeitos do presente procedimento, podem os docentes manifestar preferências de acordo com o disposto no n.º 2 do artigo 8.º quanto aos grupos para os quais possuem habilitação profissional e nos termos do artigo 9.º do presente decreto-lei, sem prejuízo do disposto nos n.ºs 1 e 2 do artigo 49.º-C. 

Nota: Sempre que é referido "presente decreto-lei", o mesmo refere-se ao normativo legal que regulamenta o concurso de professores.

Para acederem a este e outros documentos, cliquem aqui (link "Dinheiro Vivo")


4 comentários:

  1. Na prática todos os profs são QZP!

    ResponderEliminar
  2. A determinação para quem vai a mobilidade especial tem em conta prioritariamente a avaliação de desempenho, mas abrange apenas o resto da função pública. Nós docentes é por graduação profissional, ou percebi mal?

    ResponderEliminar
  3. Em 1º lugar nenhum docente de quadro (QA ou QZP) deveria ir para a mobilidade...ois ela não deveria contemplar os docentes de quadro. A seguir, caso aconteça, claro que os docentes a irem devem ser os menos graduados, mas para isso deveriam concorrer todos os docentes, caso contrario haverá docentes menos graduados a trabalhar e num agrupamento ao lado um docente mais graduado vai para a mobilidade, isto é compreensível? Não é... Por isso devemos todos fazer greve e pedir para que se realizem concursos todos os anos para todos os docentes, só assim será respeitada a graduação profissional

    ResponderEliminar
  4. Bom dia!

    Os sindicatos devem exigir ao governo que a mobilidade não se aplique a quem entrou para a função pública com um determinado contrato-PQND.
    Porque não colocar a questão ao TC?Tenho imensas dúvidas da legalidade dessas medidas.
    Maria Reis

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...