terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Sou um cidadão Europeu?


  Foi enviado pela ANVPC um pedido de esclarecimento à Comissão Europeia sobre a situação dos sucessivos contratos a prazo a que muitos professores estão sujeitos. Depois de estarem ao serviço da escola pública por uma década ou mais, não se pode simplesmente dizer que já não são necessários, sem qualquer indemnização que lhes permita refazer a sua vida profissional (como os demais trabalhadores), ou sem o legítimo acesso aos quadros. 
“Agora desenrasquem-se, ninguém vos obrigou a serem professores”. Será isto que pensam?

 Esta situação é uma clara violação da diretiva europeia e dos direitos mínimos destes professores. E nem a conjuntura económica do País serve de desculpa, pois esta condição arrasta-se há muitos anos e ninguém quer assumir qualquer responsabilidade sobre este assunto. Por isso terão que ser os docentes contratados a exigirem responsabilidades pelo arrastamento da sua precarização profissional promovida por um Estado que se diz Europeu. 

 Este pedido de esclarecimento é a primeira parte de uma grande ação que a ANVPC irá dinamizar para que seja reposta a legalidade desta situação.
Brevemente passaremos às queixas individuais à CE, e aqui será essencial a participação de todos os contratados, para que possamos mostrar a dimensão real do problema e afirmar que aquilo que pensariam ser fácil (despedir os contratados) poderá tornar-se num problema mais complicado do que à partida poderia parecer.
  É caso para perguntar aos professores contratados. 
  São ou não cidadãos Europeus?

5 comentários:

  1. Álvaro
    Muito bem colocado o problema. Se somos cidadãos europeus, então estamos sujeitos às mesmas leis que qualquer outro cidadão europeu, de um outro qualquer país. Se temos de cumprir os mesmos deveres, então temos de ver respeitados os mesmos direitos.
    Como professora contratada exijo que respeitem os meus direitos de cidadania europeia. Se o meu governo não cumprir as leis europeias terá de ser penalizado por isso.
    Os professores contratados vão dar a resposta que se impõe mobilizando-se para a açãoindividualizada junto da CE.
    Vou aguardar e apelo aos colegas contratados para estarem atentos às iniciativas da ANVPC.

    ResponderEliminar
  2. Contem comigo.
    Há 20 anos que MEC me troika as voltas!

    ResponderEliminar
  3. Vamos lá pra frente com isso! E toca a fazerem-se sócios deste sindicato,q pelo menos toma iniciativa de tentar resolver algo tão grave! fenprof, fne e spn nunca mais!

    ResponderEliminar
  4. Ribas
    A ANVPC não é um sindicato é uma sssociação profissional de professores contratados.
    Para mais informação sobre os objetivos da ANVPC consulte o www.anvpc.org.
    Contamos consigo para a luta que é gigantesca, mas que pode dar reseultados positivos se todos estivermos no mesmo barco.

    ResponderEliminar
  5. O que é que os Professores contratados estão (realmente) dispostos a fazer para lutar pela VINCULAÇÃO?
    Nos próximos dias será despoletado um processo que poderá constituir-se como a grande AÇÃO, ou como a grande DECEÇÃO no que respeita aos Professores contratados lutarem pela VINCULAÇÃO!!
    Aguardamos que o momento seja de UNIÃO e de COMUNHÃO em prol do mesmo objetivo: A VINCULAÇÃO.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...