quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Finalmente...

A FNE começa finalmente a concretizar um pouco mais (ou seja, quase nada) acerca das suas intenções e estratégias de negociação, relativas à vinculação extraordinária. Ao contrário da FENPROF que já apresentou a sua proposta, a FNE ainda não o fez e por aquilo que pude ler aqui, poderá ser "complicado" vir a fazê-lo.

Assim, convém lerem com atenção o seguinte parágrafo retirado da página da FNE:

"A FNE procederá oportunamente à análise das soluções de operacionalização que o MEC lhe vier a apresentar, sendo que não poderá deixar de haver respeito pela graduação profissional dos candidatos, nem atropelos sobre aqueles que já pertencem aos quadros".

Ficam 2 questões:

1) A FNE apenas vai analisar as propostas do MEC?

2) A FNE não vai apresentar e divulgar a sua própria proposta?

E por último, um desabafo: Fico feliz que a FNE defenda o respeito pelo critério da graduação profissional e que não permita que ocorram "atropelos sobre aqueles que já pertencem aos quadros". Eram duas dúvidas que já há algum tempo me andavam a atormentar...

14 comentários:

  1. Sinceramente, este tema já se arrasta há tempo demais. Já fui suficientemente gozado.
    Andam com esta conversa, mas não passa disto mesmo.
    Que falta de respeito pelas pessoas que vivem de forma precária!

    ResponderEliminar
  2. Tem toda a razão.
    Por vezes parece que nao querem esta vinculação... ouço constantemente na minha escola que é injusto e que depois alguns contratados (aqueles que vincularem)poderão passar-lhes à frente e ficar em melhores lugares.
    Isto é dividir para reinar. Anda tudo maluco. Uma coisa é certa... uma vinc. extraord. a 3 ou meses de um concurso nacional? esturro...

    joão paulo

    ResponderEliminar
  3. Poupem-me.

    Os senhores sabem porque razão é que eu já estou a levar e vou levar mais ainda com uma carga fiscal insustentável? Por vossa causa, seus funcionários públicos. Se eu fico sem trabalho por vossa causa... Se eu fico sem trabalho por vossa causa...

    ResponderEliminar
  4. A equipa dos ProfsLusos não têm capacidade de encaixe. Se lêem uma crítica, ficam logo magoados.

    Sou eu que vos pago os ordenados, ok!

    Seus funcionários públicos que levaram o país à ruína e, agora, quem paga a dívida são os mesmos de sempre.

    ResponderEliminar
  5. Para os 2 anónimos anteriores:

    É de mim e de milhares de professores que estão a falar? Estão parvos ou quê?
    Sabem o que é trabalhar dias inteiros com 30 pessoas dentro de uma sala? Trinta daqueles que vocês ficam aflitos para aturar um ou dois lá em casa? Sim, 30 com quem trabalhamos, ensinamos conteúdos programáticos e fazemos todos os esforços para fazer deles pessoas com princípios e caráter.
    Sabem o que é trabalhar até à exaustão para pagar unicamente o combustível, as portagens e o desgaste de carro, em troca de algum tempo de serviço e de um sentimento de que ainda vale a pena porque temos alguns dentro da sala de aula que aproveitam este esforço e dedicação?
    É por causa de pessoas como estes anónimos, que disparam em todas as direções, que este país já não tem forças para se erguer.
    Parecem abutres!
    Cresçam ou desapareçam. Pessoas assim não têm capacidade de construir nada.

    ResponderEliminar
  6. Ricardo:

    Será que na hora da verdade defenderão mesmo o respeito pela graduação profissional e impedirão o atropelo dos que já pertencem aos quadros?
    Já nada me surpreende.
    Estaremos cá para ver!

    ResponderEliminar
  7. Sou eu que vos pago os ordenados, ok! :)) ESTÁ DESEMPREGADO? SE CALHAR SÃO ELES QUE O SUSTENTAM.

    Se eu fico sem trabalho por vossa causa... LOL
    ROUBARAM TANTO LÁ NOS MINISTERIOS ATRAVÉS DAS SEITAS, AGORA AINDA TENHO QUE LEVAR COM UMA PARVALHEIRA DE COMENTÁRIOS DESTES.NINGUEM EXPLICA A ESTE PORQUE É QUE VAI FICAR SEM EMPREGO E A VIDA DELE VAI PIORAR?

    MAIS AINDA HÁ-DE SER PIOR.

    O POVO GOSTA.


    AS SEITAS MAÇÓNICAS PENETRARAM EM TUDO O QUE ERA TRIBUNAIS , PODERES E MINISTERIOS, BASTA 3 INDIVIDUOS ESRTATEGICAMENTE COLOCADOS PARA DESVIAR MILHOES.

    Como é possível um pais estar ao assalto e ninguém conseguir fazer nada? Está tudo amordaçado, é incrível como a democracia n
    ão funciona.

    PORTUGAL PAIS CONDENADO E SEM FUTURO.

    ResponderEliminar
  8. A equipa dos ProfsLusos não têm capacidade de encaixe.

    LOL Voçê é que tem um encaixe fora do sitio e daqui a uns minutos já provo isso.

    ResponderEliminar
  9. Os do quadro estão com receio de serem atropelados. Quantos contratados não têm mais tempo de serviço que muitos do quadro? Veja-se, por exemplo, aqueles que efectivaram pouco naturalmente nos arquipélagos e que conseguiram a mobilidade para o continente através do concurso interno. Têm esses direito a vénia por parte dos contratados vinculados extraordinariamente?

    ResponderEliminar
  10. Sou eu que vos pago os ordenados, ok!


    OBRIGADO. :)

    ResponderEliminar
  11. Os senhores sabem porque razão é que eu já estou a levar e vou levar mais ainda com uma carga fiscal insustentável?

    PORQUE? NÃO SABE?, NUNCA TE ENSINARAM NA ESCOLA A PESQUISAR E A ANALISAR?

    AI OS PROFESSORES FALHARAM, MAS TAMBEM O MINISTERIO OBRIGA UM PROF A ENSINAR A 30 NUMA SALA DE AULA BARULHENTA E SEM APOIOS E COM MÁS CONDICÇÕES E NUMA AMBIENTE CRITICO E DESMOTIVANTE, É DIFICIL. OU A CAPACIDADE DE ENCAIXE JÁ ERA BAIXA.

    MAS SE QUISER EU EXPLICO-LHE GRATUITAMENTE.

    ResponderEliminar
  12. Os senhores sabem porque razão é que eu já estou a levar e vou levar mais ainda com uma carga fiscal insustentável?

    PEÇO DESCULPA O SR. ATÉ TEM RAZÃO, ACABARAM COM DISCIPLINAS COMO CONTABILIDADE E ECONOMIA, OS GOVERNOS ACHAM QUE ISSO NÃO INTERESSA.

    AGORA ATÉ FAZ TODO O SENTIDO O POVO ILETRAO E IGNORANTE É O QUE INTERESSA. O SR. REALMENTE NÃO TEM CULPA, SÓ QUANDO LÁ VAI VOTAR.

    ENQUANTO O POVO NÃO ACORDAR DO ESTADO LETÀRGICO EM QUE SE ENCONTRA, PORTUGAL NÃO TEM FUTURO, SERÁ CONHECIDO COMO UMA COLÓNIA POBRE DE UM IMPÉRIO RICO. UMA COLÓNIA ATRASADA ONDE SE FAZEM EXPERIÊNCIAS E ONDE SE JOGA O LIXO.

    ResponderEliminar
  13. "Veja-se, por exemplo, aqueles que efectivaram pouco naturalmente nos arquipélagos...". Ó menino/a aqueles que nos arquipélagos (parte integrante da répública portuguesa) efetivaram, fizeram-no porque tinham pés bem assentes na terra, ao contrário da maioria que naturalmente viveu estes 10 ultimos anos a pensar que isto era só garantias. Felicidades e não te esquecas de escrever ao Pai Natal!!

    ResponderEliminar
  14. Subscrevo plenamente este último comentário.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...