terça-feira, 22 de novembro de 2011

Embora com algum atraso...

... fica aqui uma pequena amostra (obtida há pouco mais de uma semana) da "geração sócrates". Para verem o vídeo alargado, cliquem aqui.

11 comentários:

  1. Esta é a geração Socrates, mas ainda estou para ver como será a geração Passos Coelho!
    Maria

    ResponderEliminar
  2. podemos estar a cair no facilitismo rasca da crítica. é verdade que, aparentemente, estes jovens parecem pouco mais que boçais. no entanto, é bem provável que a amostra seja somente reveladora das respostas mais tristes. parece, aliás, que um deles (o do miguel arcanjo) equaciona remeter a revista sábado para o tribunal. segundo o rapaz, foi a únca pergunta que errou, num total de dez.
    em suma: este tipo de aferição é um bocado rasteira...

    josé ricardo

    ResponderEliminar
  3. Para Maria: Segundo alguns "destros" vai ser espectacular. Muito, muito diferente e para muitíssimo melhor. Eh eh eh

    ResponderEliminar
  4. Para josé ricardo: Tens toda a razão quando afirmas que podemos estar perante a crítica fácil e rasca. Reconheço que também contribui para ela, mas estaria a mentir se "dissesse" que a cada ano que passa a amostra deste tipo de portugueses não aumentava. Basta pensar um pouco nos alunos dos cursos profissionais.

    ResponderEliminar
  5. certa vez, num jogo de cultura geral como estas questões, que agora não recordo o nome -do jogo-, nunca fui capaz de responder John Lennon.
    Por isso sou tudo de mau e mais alguma coisa?
    a "minha" geração de estudantes vale zero?
    talvez.

    ResponderEliminar
  6. Exmº Sr. jornalista do Revista Sábado... Eu sou Professor e confesso que não conheço o SÍMBOLO QUIMICO DA ÁGUA!!!! A FÓRMULA QUÍMICA DE UMA MOLÉCULA DE ÁGUA SIM... mas o SÍMBOLI QUÍMICO NÃO!!!

    ResponderEliminar
  7. Ramiro não comentaria melhor...

    ResponderEliminar
  8. De certeza que os miúdos são artistas convidados! Só pode!!! da novela Morangos com açucar!!!


    Mas, apesar de tudo fica a classe mal vista!!!
    Já agora! será que o Crato sabe quem escreveu a "Portuguesa"???

    ResponderEliminar
  9. http://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=294973387193648&id=100000429668770 o comentário de um dos entrevistados.

    ResponderEliminar
  10. toda a gente sabe que a sede de saber é característica de muito poucos jovens (e adultos...) e isso é mais óbvio numa época em que todos pensam que tendo acesso à internet no telemóvel não é preciso ocupar os neurónios com informação relativa à literatura, ao cinema, à geografia, à política... seja amostra ou não, não está longe da realidade e é, na minha opinião, lamentável.

    ResponderEliminar
  11. Retirei o seguinte desabafo do facebook do perfil de um dos participantes neste vídeo. "João Ladeiras
    Fui eu quem respondeu Miguel Arcanjo à questão "Quem pintou o tecto da Capela Sistina?" Agora que vos consegui cativar a atenção, tenho a dizer que o papel da Sábado foi puramente ignóbil, tendo dado instruções completamente opostas àquilo que se pode constatar tanto no vídeo, como também na revista publicada hoje. A verdade é que me fizeram 10 perguntas e só mostraram a que eu errei que, como podem comprovar os que se encontravam presentes, acabei por corrigir e responder, então, Miguel Ângelo. Em todo o caso, a minha resposta deveu-se ao simples facto de ter frequentado o Externato São Miguel Arcanjo e, ao mesmo tempo, com a pressão da própria entrevista, dei essa mesma gafe - corrigindo-a assim que apercebi -. De acrescentar que quando concluída a entrevista, fiquei à conversa com a jornalista Inês Pereirinha, perguntando-lhe se esta mesma entrevista ia ter semelhanças a uma que o programa 5 para a meia noite já teria feito, tendo obtido uma resposta negativa a este meu comentário. Todavia, para além de ter sido humilhado como nunca tinha sido até à data, ficou em causa o bom nome da instituição que eu frequento - ISPA - IU -, sendo considerada a melhor instituição de ensino na área da Psicologia. Acabei por ser vilipendiado em praça pública, sentindo-me completamente desolado. Acho-me uma pessoa culta que, durante o trajecto Casa-Escola, Escola-Casa, que tem uma duração aproximada de 2h30/3h diárias, lê os jornais gratuitos que consegue adquirir e, ao mesmo tempo, é assinante da revista Visão. Há tanto assunto que poderia ser discutido, como a abolição do desconto de 50% nos passes sociais que, assim, me vão obrigar a pagar cerca de 85€ mensais, ficando-me mais barato dirigir-me à faculdade de carro. Já tentei contactar a jornalista Inês Pereirinha por 2 vezes, acabando por nunca obter qualquer tipo de resposta. Deixo-vos com uma das mensagens que enviei para a jornalista e, aproveito para anunciar, que estou a reunir todos os elementos necessários para processar a jornalista em causa e, igualmente, a revista Sábado.
    ""A ignorância dos nossos universitários", se se sentir bem com o trabalho que realizou, digo-lhe, com tristeza, que você e os restantes colegas são ignóbeis. Vou ainda dirigir-me às autoridades competentes para apresentar uma queixa formal sobre o uso indevido da minha entrevista, sabendo você qual a razão dessa mesma denúncia/queixa. O que mais me impressiona é a generalização que vocês fazem e, mais gravoso, apresentarem ao público uma imagem dos universitários somente com as gafes dos mesmos, não tendo em conta qualquer tipo de pressão momentânea, nem referindo que foi elaborada e apresentada uma panóplia de perguntas a cada universitário."

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...