quarta-feira, 23 de novembro de 2011

E seria de esperar outra coisa?


Comentário: Por motivos óbvios continuo a considerar que estas reuniões entre sindicatos e MEC apenas constituem "teatro", pois ambos os interlocutores sabem ao que vão e aquilo que podem (e querem) fazer. Assim, frases como a que abaixo coloco não deveriam constituir qualquer surpresa:

"Relativamente aos docentes do “índice 245” ultrapassados por colegas com menos tempo de serviço, aos docentes impedidos de progredir por não terem sido estabelecidas vagas, aos docentes do 1º escalão impedidos de vencerem pelo índice 167 e aos docentes contratados profissionalizados que se mantêm no índice 151, a resposta foi comum: são problemas cuja resolução está impedida pelo que dispõe o Orçamento do Estado para 2011, designadamente no seu artigo 24º que impede quaisquer valorizações remuneratórias".

Escrito de outra forma, este tipo de informações são úteis para que os professores saibam efectivamente com o que podem contar... e possam agir em conformidade. O que é isto de agir em conformidade? Depende da vontade, capacidade e consciência de cada um.

A propósito... Parece que a crise só existe no continente. Na Madeira nada mudou.

3 comentários:

  1. Sei ao que se está a tentar referir..., mas sim, na Madeira muita coisa mudou, por exemplo na iluminação que apenas estará ativa a partir do dia 8 de dezembro enquanto antes em outubro ja tava tudo a rolar...Mas sei que em algumas escolas os professores começam a escassear! Madeira é chão que já deu uvas. A nivel da profissão docente a Madeira está ao mesmo nível do Continente, senão pior! Basta ver as listas de contratação que não entrou quase ninguem...

    ResponderEliminar
  2. Eu diria, Ricardo, que consciência é uma cena que não assiste a, para aí, 75%.
    Esperemos pela mexida no artº 79 para ver 35% dos 75% quererem greve.

    Quando estalar muito para o lado dos 75%, se ainda estiver a trabalhar, e quando os sindicatos armarem um arraial por causa disso ( que vai ser um sucesso), aí, nesse momento, espero que os outros 40% mantenham o "temos pena" que amanhã vão folclorica e alegremente exibir na escola.
    Mais, amanhã vai ser um dia de intensa alegria em cada Sala de Professores- vai estar tudo extremamente bem disposto, leve e intensamente envolvido nas questões corriqueiras. Até quando os chamarem para a substituição da praxe, vão com um sorriso de todo o tamanho na cara.
    Vai uma aposta..?

    Jake

    ResponderEliminar
  3. Anónimo das 9:23: Exatamente! Nem mais!!!!

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...