terça-feira, 20 de setembro de 2011

E os problemas agravam-se...

...nos concursos dos professores. Esta situação em particular (horários anuais vs temporários) irá merecer um post logo mais para a noite. É essencial que se diferenciem situações e indignações, algo que me parece não estar a acontecer.

Depois de ouvir a reportagem abaixo, e colocando-me na posição de alguém que não sabe nada do sistema de colocação de professores, sou obrigado a reconhecer que poderia (muito facilmente) tirar conclusões pouco abonatórias para quem concorreu apenas a horários anuais. Esta situação deve ser muito bem explicada à comunicação geral e à opinião pública sob pena de estarmos a dar um argumento ao MEC para modificar a forma como os concursos são feitos (ou seja, converter o concurso nacional em concursos locais).

45 comentários:

  1. vejam:
    http://www.publico.pt/Educação/milhares-de-professores-ficam-sem-lugares-nas-escolas-1512771

    Algarve

    ResponderEliminar
  2. Macaco na República das Bananassetembro 20, 2011 5:21 da tarde

    Olá Ricardo,

    Li, atentamente, a reportagem e não compreendo em que medida se poderão tirar conclusões pouco abonatórias relativamente a quem concorreu apenas a horários anuais. Eu compreendo que neste pais se têm de fazer desenhos para que as pessoas compreendam os factos mas, e que fique bem claro, concorrer a um horário temporário é uma opção minha...o que está aqui em causa é o facto de horários anuais serem convertidos em temporários para não terem de me pagar um subsídio de férias. Se só houvesse de facto horários temporários teria de aceitar as minhas escolhas e respectivas consequências mas essa não é a situação real.

    ResponderEliminar
  3. de facto uma república das BANANAS. concordo com o colega anterior. Obviamente que é da nossa responsabilidade optar por horários anuais apenas. não é isto que está em causa. O problema é a conversão de horários anuais em temporários, o que impossiblitou os colegas mais graduados (que é o meu caso, pois trabalho há 11 anos para o MEC) de ficarem colocados.
    São feitos atropelos constantes a todos nós e à própria lei, tudo em nome de uma política economicista, sem olhar a meios!!!!
    Estou cansada de ser tratada como lixo, como descartável. Para quê uma avaliação tão pesada como a que tivemos? Para quê o esforço e dedicação? De que me serve o Muito Bom que obtive? Para ser descartada sem dó nem piedade!
    Quero ver esse bando de incompetentes a ser avaliados também! Ricas evidências as deles (em todos os domínios)! Se fóssemos nós levávamos com um insuficiente e mais nada...
    Sónia

    ResponderEliminar
  4. Lembro-me bem dos avisos que deixei aqui antes da manifestação de preferências.
    O caminho já apontava para isso.
    http://www.arlindovsky.net/2011/07/post-para-os-concursos-de-dacl-dce-e-cn/

    ResponderEliminar
  5. Colegas, todos nós que estamos neste blogue sabemos o que realmente se está a passar porque conhecemos o processo. Apenas referi que quem estiver de fora disto poderá ver as coisas de outra forma.

    Não estou a atacar ninguém, apenas a dar a minha opinião.

    ResponderEliminar
  6. Exactamente" Eu não concorri a nenhum horário temporario pois nos ultimos anos tenho sempre ficado em horários anuais. Quando comecei à 15 anos atrás claro que concorria a temporários. Era preciso ganhar experiência e tempo de serviço e havia na altura colegas que estavam à minha frente nas listas para quem ficavam então os anuais. É de esperar que horários anuais e com mais turmas sejam entregues a professores com um maior número de graduação que o conseguiram pela nota do curso, pela acumulação de tempo de serviço e de experiência e pela tão apregoada avaliação docente! Não entendo agora essa de nos responsabilizar por esta ilegalidade. Isso sim é virar o bico ao prego! E quem tenta subverter as coisas sabe bem o que está a fazer e tem intenções a médio prazo de retirar qualidade ao ensino publico e de desresponsabilizar o Estado pela Educação.

    ResponderEliminar
  7. O agrupamento de escolas Rodrigues de Freitas não dá qualquer informação sobre os horarios a concurso (se são vaga para o ano todo, se são somente de um mes)
    Passado algum tempo entendi o porquê. é que agora essa Escola é uma Teip e os horario já estão guardedos para alguem. A chamada nem é passada para a secretaria fica só pelo pbx.
    Não entendo como é possivel haver escolas que fazem criterios de: (experiencia no agrupamento 40%); (media do curso, tempo de serviço antes da prof, tempo de serviço apos a prof 60%). Nem a pessoa que estava colocada no numero 1 da lista de graduação consegue ultrapassar quem eles querem.
    VERGONHA

    ResponderEliminar
  8. O agrupamento de escolas Rodrigues de Freitas não dá qualquer informação sobre os horarios a concurso (se são vaga para o ano todo, se são somente de um mes)
    Passado algum tempo entendi o porquê. é que agora essa Escola é uma Teip e os horario já estão guardedos para alguem. A chamada nem é passada para a secretaria fica só pelo pbx.
    Não entendo como é possivel haver escolas que fazem criterios de: (experiencia no agrupamento 40%); (media do curso, tempo de serviço antes da prof, tempo de serviço apos a prof 60%). Nem a pessoa que estava colocada no numero 1 da lista de graduação consegue ultrapassar quem eles querem.
    VERGONHA

    ResponderEliminar
  9. Vamos ver se nos entendemos de uma vez por todas, e vamos explicar isto de uma forma clara! Eu não concorro a horários temporários há dois ou três, por opção minha que assumo todos os anos. Andei muitos anos a concorrer, e a ser colocada, em horários temporários e cheguei muitas vezes a sair beneficiada, uma vez que os colegas que eu substituia não voltavam à escola nesse ano. De há 3 anos a esta ...parte, comecei a cansar-me de andar com a casa às costas sem saber se daí a 1 mês ou 2 teria que voltar a casa. Volto a reforçar que foi uma opção minha e que sempre assumi as possíveis consequências dessa decisão. O que acontece este ano, não é a não existência de horários anuais, facto com o qual eu e muitos como eu teriamos que nos conformar! O que acontece, é um acto de extrema má fá, por parte do MEC de, contra a solicitação das escolas, transformar horários anuais em temporários.

    ResponderEliminar
  10. Colegas sobre tudo o que têm escrito há algo que tenho para partilhar com voc~es:

    1- passei a noite toda a imprimir os decretos lei todos e mais alguns e a marcar os artigos todos, que estou a organizar para ar a minha voz e impugnar se for preciso estas listas;

    2-Liguei para escolas que os contratos se fossem forem a contar os dias nem para um mês é dá contrato de apenas 17 dias, escolhi a escolas a dedo onde tenho colegas lá e sei que esses horários são anuais;

    3- liguei para as escolas da minha área de resid~encia e sei de fonte segura que 9 lugares preenchidos por colegas 3000 lugares atrás de mim na ordenação ficaram colocados nesses horários supostamente temporários, alguns deles por dias, nem sequer mensais são, e sei que são vagas ANUAIS;

    Só digo uma coisa PARADO NÃO FICO, estou me a agarrar as leis e vou até às ultimas instancias se for preciso. Não tenho nada contra os colegas pois sei que eles só ficaram colocados por andar alguém a cometer estas ilegalidades, posso nunca ficar colocado este ano e os seguintes, mas não vou deixar que isto morra no silêncio.
    Se querem um concurso de professores justo, façam o mesmo unam-se e não se ponham a discutir entre colegas como li ontem aqui em alguns post's.
    Obrigado a todos os que como eu não se calam e falam as verdades.

    ResponderEliminar
  11. Também eu sou uma macaca nesta República das Bananas em que vivemos e concordo a 200% com o colega. Infelizmente verificamos que mesmo nestas situações continua a não haver união entre colegas de profissão... Afinal a culpa é daqueles que concorreram só a horários anuais pq já deviam ter previsto que "isto" ía acontecer!!!! Extraordinário!!

    ResponderEliminar
  12. Queria saber se alguem me pode esclarecer o seguinte: Fiquei colocada na 2ª bolsa de recrutamento num horário em que indiquei como a minha 37ª prioridade. Quando dava uma "olhadela" nos colocados constato que um candidato com um número de ordem 300 unidades mais alto que o meu ficou colocado na minha 12ª prioridade!!!!! Isto é possivel??? É normal acontecer???? Se alguém me podesse esclarecer eu agradecia já que levei a manhã a tentar falar com a DGRHE e não fui atendida.
    Desde já obrigada!

    ResponderEliminar
  13. A única alternativa é apresentares recurso, o que só poderás fazer a partir de dia 26. Depois esperas 30 dias pela resposta, ou seja, um mês e meio. Até lá, não tens outro remédio senão apresentares-te e assumires funções. Escusas de ligar porque é isso que te vão dizer.

    ResponderEliminar
  14. Concorro todos os anos a horários anuais por opção, sabendo desde logo que posso correr o risco de não ser colocada... No entanto, tenho que manifestar o meu desagrado pelo facto destas colocações saírem todas como temporárias, quando todos nós lemos um comunicado do ME ou do DGRHE a explicar que não iríão existir contratos de 1mês. Mas para nossa surpresa, saíram todos de 1mês...e também sabemos que muitos muitos desses contratos vão ser transformados em anuais...mas que se renovam mensalmente...
    Pelo menos para 2 ou 3 agrupamentos para onde concorri fui ultrapassada por colegas com menos tempo de serviço e sei que esses lugares apesar de terem saído por 1mês, são lugares anuais... Estive dois anos seguidos no mesmo agrupamento, este ano a minha suposta vaga anual foi transformada em mensal...e para minha surpresa a colega que foi colocada na minha suposta vaga está 1500 lugares abaixo de mim...

    ResponderEliminar
  15. Como é que poderemos apresentar recurso destas colocações, se no concurso nós só escolhemos vagas anuais??? Se saíram como mensais, somos excluídos da colocação... Quais os argumentos a apresentar???

    ResponderEliminar
  16. Sim é possível acontecer... somos colocados "ao minuto" vamos chamar assim... o horário sai e nesse momento fica a pessoa mais graduada da lista que indicou essa preferencia, ainda que tenha sido a 37ª... na bolsa a ordem de preferencia não existe. ou consta ou não consta. se consta das suas preferencias mesmo que tenha sido a última que indicou é válida para uma possível colocação. Apesar das bolsas estarem a sair semanalmente, os horarios são pedidos a qualquer momento e é colocada a pessoa que estiver melhor na lista nesse momento. se tiver o azar de depois de ficar num horario, colocarem outro melhor, já não é para si, é para quem estiver a seguir...

    ResponderEliminar
  17. Não perceberam o q o Ricardo tentou dizer?
    A opinião pública n quer saber quem é q ultrapassou quem ou se os horários são anuais ou temp. A opinião pública QUER SABER PORQUE É QUE OS SRS PROFESSORES NÃO QUEREM TRABALHAR!!!!Se quisessem teriam concorrido a TUDO. PERCEBERAM??????
    Concordo com o Ricardo. É preciso explicar que concorrer a um horário temporário, para além de mais instabilidade e mais precariedade, é "abandonar" voluntariamente a profissão. Perde-se tempo de serviço, requisito principal para progredir na graduação profissional e continuar na profissão. Ou seja, poder ter colocação nos anos seguintes. É POR ISTO Q OS DOCENTES NÃO CONCORREM A TEMPORÁRIOS, MAS APENAS A ANUAIS. Isto tem que ser dado a conhecer não só aos jornalistas como ao zé povinho.

    ResponderEliminar
  18. Ó Arlindo, e por teres avisado isso invalida a trafulhice que fizeram???

    O que se passa é a FALTA DE TRANSPARÊNCIA que existe. Na plataforma ninguém sabe qual q real necessidade da escola. Muito provavelmente existem milhares de horários que são anuais e passaram a ser temporários com a chico-espertice de meterem o horário a acabar daqui a 1 mês e depois então assinam até ao fim do ano (31 de Julho/ ou 31 de Junho). A realidade é que ninguém contava com esta trafulhice e mesmo que contasse é uma falta de respeito para com as pessoas.

    ResponderEliminar
  19. Para o das 6 e 40:um dos horários é verdadeiramente temporário;o outronão!Entendeste?

    ResponderEliminar
  20. COLEGAS:acho que entendi o que o RICARDO quer dizer,temos que ter cuidado no modo de nos expressarmos perante a opinião pública que não está por dentro dos pormenores do concurso;porque já há quem diga que quem só concorreu a anuais não arriscou e nós sabemos que as coisas não são tão lineares.Eu quan do houvi a entrevista também não gostei e quem estava ao meu lado ainda criticou a "miúda".Deveria ser alguém mais velho e com melhor capacidade de comunicação para explicar o assunto na TV.Parece-me que o que é importante não é contar pormenores do concurso mas explicar com poucas palavras que houve trafulhice e falta de respeito o que não pode ficar simplesmente pelo desabafo.Maria João

    ResponderEliminar
  21. COLEGAS:acho que entendi o que o RICARDO quer dizer,temos que ter cuidado no modo de nos expressarmos perante a opinião pública que não está por dentro dos pormenores do concurso;porque já há quem diga que quem só concorreu a anuais não arriscou e nós sabemos que as coisas não são tão lineares.Eu quan do houvi a entrevista também não gostei e quem estava ao meu lado ainda criticou a "miúda".Deveria ser alguém mais velho e com melhor capacidade de comunicação para explicar o assunto na TV.Parece-me que o que é importante não é contar pormenores do concurso mas explicar com poucas palavras que houve trafulhice e falta de respeito o que não pode ficar simplesmente pelo desabafo.Maria João

    ResponderEliminar
  22. É uma VERGONHA NACIONAL o que está a acontecer desde Agosto...

    As Ofertas de Escola, são feitas para quem os Directores querem colocar nas "suas" escolas!! Lembro que se tratam de Escolas PÚBLICAS e que são geridas com dinheiros PÚBLICOS, mesmo assim são colocados a dar lá aulas quem mais convém!!!

    Depois na Bolsa de Recrutamento aqueles que estão em últimos lugares, passam à frente de toda a gente, só porque concorreram a horários TEMPORÁRIOS! Soube-se há pouco tempo que TODOS os horários serão temporários e renovados de mês a mês (mesmo sendo até ao final do ano lectivo)...

    Resumindo, quem concorreu só a horários ANUAIS nunca ficará colocado, porque o ministério mudou as regras A MEIO do jogo!!!

    LAMENTÁVEL...

    ResponderEliminar
  23. Os portugueses, numa só voz, deviam exigir que os contratos dos nossos governantes fossem mensais.No final do mês aqueles que mostrassem má governação: RUA!Quando é que este povo CARNEIRO começa a exigir?... Começo a sentir vergonha de ser portuguesa!

    ResponderEliminar
  24. Os portugueses, numa só voz, deviam exigir que os contratos dos nossos governantes fossem mensais.No final do mês aqueles que mostrassem má governação: RUA!Quando é que este povo CARNEIRO começa a exigir?... Começo a sentir vergonha de ser portuguesa!

    ResponderEliminar
  25. Sou do quadro, concorri a DACL e fui colocada ontem através da Bolsa de Recrutamento. A minha colocação chegou-me via mail. Vi depois no site do Arlindo as colocações DACL, quase todas temporárias, a terminar entre 6 e 14 de outubro. O que disse o director do meu agrupamento é que colocaram as datas que lhes foi possível, porque não podiam colocar que as vagas eram anuais. Conclusão: gente que estava atrás de mim na lista ficou com melhores lugares que eu já sabia que iam ser anuais.
    É o país que temos minha gente.

    ResponderEliminar
  26. Depois de ler atentamente os comentários e exposições, creio ser a hora de intervir, exigindo aos sindicatos que avancem com medidas claras para colocar o ME no banco dos réus, em virtude de, no meio do jogo, ter alterado as regras do concurso, impedindo que os professores, no seu pleno direito, tivessem colocação.
    Haja justiça neste país que vê os seus recursos serem geridos por pessoas fraudulentas.

    ResponderEliminar
  27. Outra coisa, pretendo colocar recurso hierárquico à BR01 mas disseram-me na aplicação desse recurso que como sou do quadro e logo a minha colocação é administrativa que "não consubstancia a interposição de recurso hierárquico" cito. Mas na minha colocação diz bolsa de recrutamento, por isso já tenho mais uns pontos a meu favor para reclamar.

    ResponderEliminar
  28. Boa noite colegas!
    Surgiu-me uma questão importantíssima.Se nós estamos a ser contratdos mensalmente, como fica a nossa situação no final do ano, temos direito ao subsídio de desemprego ou não?
    Pois se não temos 9 meses de contrato seguidos, como fica a nossa situação??

    Agradeço a resposta!

    Obrigada

    ResponderEliminar
  29. Não consigo ver o vídeo. Aparece uma janela preta.
    Alguém pode colocar o link?

    ResponderEliminar
  30. PSD e CDS/PP rejeitaram nesta terça-feira o pedido do Bloco de Esquerda para ouvir o ministro da Educação e Ciência, Nuno Crato, sobre a colocação de professores ao mês.
    http://www.publico.pt/Educa%C3%A7%C3%A3o/psd-e-cds-rejeitam-audicao-de-nuno-crato-1512822

    ResponderEliminar
  31. Não consigo aceder à reportagem :-(

    ResponderEliminar
  32. http://tv2.rtp.pt/noticias/index.php?t=Professores-mais-velhos-ficaram-fora-da-segunda-vaga-de-colocacoes.rtp&headline=20&visual=9&article=480602&tm=8

    «O concurso e a colocação de professores está a decorrer conforme a lei»??? Contratos inferiores a 30 dias de trabalho não respeitam a lei!

    ResponderEliminar
  33. Mas será que ainda não perceberam que os contratos não são ao mês??? NÃO BARALHEM O QUE ESTÁ EM JOGO!!! O que está em jogo é a trafulhice de horários anuais passarem a temporários com a chico-espertice de contratarem as pessoas no mínimo por 1 mês e então depois até à escola precisar, isto é 30 Junho ou 31 de Julho!!!!

    ResponderEliminar
  34. E eu que achava que o Sócrates e as suas "partenaires" eram uns FDP...
    Mea culpa...
    Está-me a parecer que a procissão ainda vai no adro...

    ResponderEliminar
  35. É inacreditável a falta de vergonha deste ministro!!!!

    ResponderEliminar
  36. Tenho uma dúvida que agradecia a quem me puder esclarecer. Porque é que a maior parte dos horários passaram de anuais para temporários (por períodos de um mês)e outros horários desta BR2 permaneceram como anuais? Qual foi o critério? Se os directores das escolas lançaram os hor como anuais (como dizem) pq é que alteraram a duração de uns e não de outros??? Não acham estranho?

    ResponderEliminar
  37. Esta situação deve e tem de ser corrigida! O MEC não nos pode ignorar! Será que neste país, tudo tem de ser resolvido na barra do tribunal??

    Quem não concorreu a horários temporários, não poderá ser, de forma alguma, contratado enquanto a bolsa de recrutamento perdurar!

    Há já 23 anos que trabalho como docente para o Estado e somo, no total, 10 anos de serviço! Sempre me sujeitei a ir para qualquer lado, mesmo com horários temporários, ao ponto de, durante 1 só ano lectivo, passar por 3 escolas distantes entre si, com as consequentes mudanças de casa (faz, desfaz malas, carrega, descarrega..., sem mencionar o stress na busca de casa a preços acessíveis).

    Farta disto, desde há 2 anos que concorro, ainda a nível nacional, a horários anuais.

    E, já não chegando os cortes no pessoal, vem isto...

    Resumindo..., é só vê-los a passar!!

    ResponderEliminar
  38. Se surgiram na aplicação da candidatura duas opções:
    1- horários até 31 de Agosto de 2012 e temporários;
    2- horários até 31 de Agosto de 2012.

    Sendo assim, o que estão a fazer só pode ser ilegal!

    Andamos a brincar às escondidas???

    O PSD E O CDS rejeitam audição de Nuno Crato, por considerarem que não havia nada mais a explicar.

    Ainda falam da ditadura de Salazar...

    ResponderEliminar
  39. Pois eu não apareço nem na lista dos colocados nem na dos não colocados... Depois de ter sido ultrapassado na minha recondução por um DACL com componente lectiva na sua escola de provimento, acontece isto...
    Alguém saber explicar-me porque não apareço em nenhuma lista?

    ResponderEliminar
  40. Sofia, também observei o mesmo. Então porque há anuais na BR2? Serão apenas os recusados da BR1 ou de 31 de agosto?

    Ricardo, concordo com a tua opinião, sobre como devemos passar a nossa imagem para a sociedade. Já há comentários aqui, de individuos não professores, que direta ou indiretamente, fizeram essa chamada de atenção. Fazer alarido, com conteúdo. Não basta chamar a atenção. É necessário usar argumentos válidos.
    Eu própria, como colega, não me senti muito bem com os comentários de alguns colegas mais graduados e não colocados. Se eu senti isso,imaginem quem não está por dentro das coisas...

    ResponderEliminar
  41. Fui colocado numa escola a 31 de agosto, mas entretanto rescindi contrato por ter ficado colocado otólitos oferta de escola que me era mais vantajosa. Aconteceu então que esse horário saiu agora na b r2 como horário temporário. E esta hein.

    ResponderEliminar
  42. Ui!! Só se é temporário porque já não conta desde o dia 1 de setembro!!! Ahahah! Esta foi só para brincar...

    ResponderEliminar
  43. In Sic Notícias

    A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) admitiu hoje impugnar nos tribunais a bolsa de recrutamento de professores caso se verifique que houve ilegalidades nas colocações, mas o Governo garante que não houve qualquer irregularidade. Em declarações aos jornalistas após uma reunião no Ministério da Educação, o secretário-geral da Fenprof, Mário Nogueira, afirmou que a organização pondera "recorrer aos tribunais administrativos com uma providência cautelar se houver razões jurídicas para isso, se se provar que há ilegalidades".

    Os sindicatos contestam as colocações da segunda bolsa de recrutamento de professores para preenchimento de horários nas escolas, afirmando que nas listas há horários anuais que surgem como temporários e que por causa disso muitos professores graduados que se candidataram a lugares anuais são automaticamente preteridos em favor de outros professores menos graduados.

    Por seu turno, o secretário de Estado do Ensino e Administração Escolar, João Casanova de Almeida, garantiu que "não há qualquer ilegalidade nem irregularidade".

    "O Ministério da Educação está tranquilo por que está a cumprir a lei e os critérios que a lei determina. As escolas manifestaram os horários que pretendiam, anuais e temporários, e a Direção- Geral dos Recursos Humanos da Educação colocou-os na plataforma informática", referiu.

    Para o ministério, a haver responsabilidades por erros na classificação dos horários, classificando-os como temporários quando na verdade eram anuais, será das escolas. Mas a Fenprof mantém que muitos professores graduados, que indicaram pretender horários anuais, viram-nos fugir para colegas com menos tempo de serviço. A estes terá calhado um bónus: candidataram-se a horários temporários e acabaram por ficar com anuais.

    Mário Nogueira afirma que, uma vez que "as escolas não se contactaram em rede" para lançar como temporários horários que eram anuais, "com certeza" que a responsabilidade será do ministério, que provocou algum "equívoco" ou que não deixou as escolas declararem tantos horários anuais.

    O sindicalista referiu que uma escola do norte do país quis declarar 14 horários anuais e os 13 validados foram "transformados em temporários". Mário Nogueira criticou a atual equipa do ministério, que "não se conseguiu libertar" da herança da anterior, que também fez "gafes inacreditáceis em matéria de concursos e colocações". Afirmou que não se trata de pôr em causa a "seriedade", mas a "transparência" do processo.

    A prioridade da Fenprof vai ser agora contactar as escolas para tentar averiguar de quem foi o erro. Quanto aos professores ainda por colocar, podem ter esperança de ainda ter emprego, mas para já estão a "perder tempo de serviço".

    ResponderEliminar
  44. Pois, Agora aparecem os Sindicatos cheios de pressa para resolver uma questão que está resolvida , se os contratados já estão a assinar os contratos!!!! Grande cambada de CHUL... que aínda descontam a Quota sabendo que no meu caso estou desempregada (aínda não recebi o subsidio de desemprego). Quem põe o pão na mesa dos meus filhos? Sr. Nogueira Perdeu esta GUERRA!!! Enquanto esteve a resolver a questão da avaliação dos Docentes do Topo (eles não são Docentes Activos qual é o problema de serem Avaliados???) Sr. Nogueira PERDEU !!! o "Sabichão" FALA FALA mas AGE o Sr.NOGUEIRA FALA mas toca a mesma bitola. Quando estiver com o SR.SABICHÃO individuo com grande futuro siga-lhe as pisadas pois pode aprender com ele. Não me identifico porque sei o que é agir e falar NÂO SOU COBARDE protego os meus filhos (que estou prestes a perder a tutela por não ter emprego e não garantir as condições básicas) Já agora Sr. NOGUEIRA sabe o que é dormir com fome? eu tenho e vou dormiscar.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...