segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Projecto de Despacho da ADD revisto (29 de Agosto)

Acabadinho de chegar à minha caixa de correio electrónico... As alterações introduzidas pelo MEC nesta nova versão encontram-se a negrito. Recordo que estamos em plena segunda ronda negocial. Não deverei ter tempo para analisar esta nova proposta até quarta-feira, no entanto, vamos ver o que consigo fazer... 

Para fazerem o download, cliquem na imagem.

Nota: Fica aqui expresso o meu agradecimento à colega que gentilmente me enviou o documento.


33 comentários:

  1. Assim de repente: artº 18, [i]"7- Não há lugar à observação de aulas dos docentes em regime de contrato."[/i]

    Então não vão poder ter excelente?

    ResponderEliminar
  2. Neste projecto no que refere aos contratados penso que apenas é mencionado no artigo 22º, ponto 8, os efeitos no concurso no caso da nota ser Insuficiente.
    No art. 18º diz também que os contratados não irão ser sujeitos a aulas observadas.

    Nesta situação a bonificação no concurso deixa de existir. Será mesmo assim?

    ResponderEliminar
  3. Depois de uma leitura extensiva (feita na diagonal) deparei-me com a mesma questão: uma vez que para os docentes contratados não há lugar à observação de aulas, uma vez que para ter excelente é necessária essa observação, logo os contratados não vão ter excelente, por isso não faz sentido os resultados da avaliação continuarem a ter impacto na graduação. Ou estou a ver mal o filme?

    ResponderEliminar
  4. E conseguiram que TODOS os professores sejam avaliados, incluindo os dos últimos escalões.

    Agora sim, isto vai ser a sério. Os malandros dos velhos vão passar a ser competentes, porque agora já têm uma avaliação de rigor.

    A qualidade do ensino vai mesmo melhorar porque o problema do novo modelo era APENAS o facto dos velhotes serem uns parasitas que não sabiam fazer um RAA. Assim se lia nos blogues.

    Uma velhota!

    ResponderEliminar
  5. Em lado nenhum se lê que a bonificação na graduação continue a existir! Graças a Deus!

    ResponderEliminar
  6. Ana Guedes,

    Exactamente!!!

    http://educaraeducacao.blogspot.com/2011/08/add-grande-novidade.html

    ResponderEliminar
  7. "7- Não há lugar à observação de aulas dos docentes em regime de contrato."

    ResponderEliminar
  8. Era uma vez um *, ele subiu, subiu, subiu ate que perdeu as forças e caiu, caiu, caiu ehehehhe adiosssssssssssssssssssssss`******

    ResponderEliminar
  9. Falta agora saber qual a duração da ADD para os professores contratados. Só é feita referência ao mínimo de 6 meses:
    "5- O ciclo de avaliação dos docentes em regime de contrato tem como limite mínimo 180 dias de
    serviço lectivo efectivamente prestado."

    ResponderEliminar
  10. Boa noite, estou como a Ana Guedes, vão impedir os contratados de ter excelente???? Então também vão mudar as quotas (contratados, Avaliados pelo diretor,etc e tal). Qual é a lógica? Só na escola que leccionei este ano foram 14 contratados que tiveram MB e Ex, e também os houve nos efectivos e nos avaliados pelo diretor (em menor número uma vez que 80% dos docentes da escola são contratados). Não percebo isto, parece que o que se quer é dar hipótese aos mais velhos e continuar a promover a angústia do mês de Agosto aos mais novos.

    ResponderEliminar
  11. Nunca o decreto regulamentar da AD referiu as bonificações. Estas estão legisladas no DL dos concursos.

    ResponderEliminar
  12. São boas notícias para a malta contratada.
    Uma questão?

    Estas serão as últimas listas com *s ou os contratados com excelente e muito bom este ano lectivo ainda beneficiaram deles no concurso 2011-2012??

    ResponderEliminar
  13. Colegas, estão a cair no mesmo erro que na primeira proposta.
    Nenhum dos anteriores DR da ADD tinha referência às bonificações e elas existem, porque elas estão no DL 20/2006 com a redacção dada pelo DL 51/2009.
    Isto é uma proposta para um Decreto-Regulamentar, que nãoi pode alterar um DL. Assim, enquanto não existir um DL, ou uma Lei, a alterar o art. 14º do DL 20/2006 com a redacção dada pelo DL 51/2009, estas continuam em vigor.
    E não se esqueçam que o MB também bonifica, e com esta proposta, não é preciso aulas assistidas para ter esta classificação.

    ResponderEliminar
  14. Drakis:
    Eu não fiquei nada chateada por impedirem os contratados (como diz) de terem excelente! Aliás, manifesto a minha mais profunda concordância com o fim dos asteriscos! Deve ter interpretado mal as minhas palavras.

    Colegas: vejam o que esta bonificação provocou nas pessoas! É triste! Agora vêem o asteriscozito a fugir e "aqui d'el" que já estão possessos. Haja decência. Devemos trabalhar não com o intuito de obter o asterisco mas em benefício dos nossos alunos (pelo menos dos que querem aprender alguma coisa) e do nosso próprio brio profissional. Deus queira que acabem mesmo com essa porcaria (desculpem o termo) da bonificação.

    ResponderEliminar
  15. Fiz uma leitura mais ou menos calma e notei o seguinte:

    - Os contratados n podem pedir aulas assistidas, logo não podem ser M. Bons nem Excelente;

    - Não se fala em objetivos individuais, mas em "projeto Docente",(opcional) baseado no PEA e no PAA; (2 páginas de limite)

    - Só há 3 dimensões, com pesos diferentes: cientifica e pedagógica (60%), relação com a comunidade (20%) e formação (20%)

    - Doc de autoavaliação só pode ter 3 páginas, e não são permitidos anexos...

    - No próximo ano letivo, os contratados fazem uma avaliação simplificada, que é gerida pelo agrupamento;

    - E, se li bem, não há observação de aulas para ninguém no próximo ano, pois precisam criar os documentos e dar formação, criar bolsas de avaliadores externos, etc...

    - Não se fala em bonificações.. mas também não se fala em reposicionar aqueles que usufruiram delas...dizem apenas que não seremos prejudicados.. a ver vamos.


    Vamos ver como termina isto... A mim, como contratada, só me resta ir lendo estas coisas, enquanto o *raio* das listas não saem... :(

    Cris

    ResponderEliminar
  16. Para Prof Cristina Bento
    A observação de aulas é obrigatória para o Excelente, não para o Muito Bom. Ou seja, pode ter Muito Bom sem ter aulas assisitdas.

    ResponderEliminar
  17. Ainda só fiz uma leitura "ao revês" mas pela leitura realizada e pelos comentários acima, será que os Professores contratados não podem atingir o Excelente?. Se assim for é outra discriminação negativa como a dos dois Insuficientes consecutivos que conduzirão ao impedimento dos Professores contratados concorrerem durante 5 anos, enquanto que aos Professores do quadro, dará apenas a um processo de averiguações!!! Esta trapalhada está cada vez mais confusa!!! Se os movimentos sindicais ocupassem uma pequena parte do tempo que têm dispendido com a avaliação na reparação da grave injustiça da precariedade, não teríamos Professores com 10, 15 e mais anos de contratos.

    ResponderEliminar
  18. Anónima velhota
    Afinal os incompetentes vão ser avaliados, vão ter que fazer um relatório de 6 páginas!Viva!Viva! Que dia feliz para a classe docente!
    Outra velhota.

    ResponderEliminar
  19. Daqui a 4 anos ganha o ps e lá recomeça tudo outra vez!

    ResponderEliminar
  20. Não me parece que este MEC retire as aulas observadas e a influência da ADD nos concursos, como tal...

    ResponderEliminar
  21. Para Pragmático
    Sabe quais são as possíveis consequências desse processo de averiguações?
    ESTATUTO DISCIPLINAR DOS TRABALHADORES
    QUE EXERCEM FUNÇÕES PÚBLICAS (Lei n.º 58/2008)
    Artigo 18.º
    Demissão e despedimento por facto imputável ao trabalhador
    h) Sendo nomeados ou, não sendo titulares de cargos
    dirigentes ou equiparados, exerçam as suas funções em
    comissão de serviço, cometam reiterada violação do dever
    de zelo, indiciada em processo de averiguações instaurado
    após a obtenção de duas avaliações de desempenho
    negativas consecutivas apesar da frequência de formação
    adequada aquando da primeira avaliação negativa;

    ResponderEliminar
  22. Porque é que um contratado não pode ser Excelente? Há contratados com 0 dias de tempo de serviço e outros com 16 anos... Mas seja um ou o outro porque não podem ser Excelentes?! Acho esta referência bastante discriminatória e injusta.

    ResponderEliminar
  23. Sou da opinião que os colegas que possuem o asterisco, deveriam ainda neste concurso retomar as suas posições reais nas listas.

    ResponderEliminar
  24. Advogado do Diabo: eu acho que é necessário ter aulas assistidas para se ter tanto o Excelente, como o Muito bom!!!

    ResponderEliminar
  25. Pois é!!Excelentes e Muitos Bons requeriam sempre ter aulas assistidas!!

    ResponderEliminar
  26. Ricardo,

    sendo aprovada esta ADD, significa que os seus efeitos vão ser já aplicados na avaliação deste último biénio?

    Obrigada.

    Margarida

    ResponderEliminar
  27. As aulas assistidas não constituem problema. Também não concordo com a bonificação nos concursos; todavia, acho injusto a limitação do acesso ao Excelente aos contratados. É discriminatório.

    ResponderEliminar
  28. Deus me livre! Esta gente é louca! Agora andam todos aflitos porque o Excelente lhes foge... Não se esqueçam que podem continuar a ser excelentes professores, ou só o tentaram ser nestes últimos anos de avaliação com asterisco?

    Margarida Oliveira

    ResponderEliminar
  29. "A observação de aulas é obrigatória nos seguintes casos:
    a) Docentes em período probatório;
    b) Docentes integrados no 2.o e 4.o escalão da carreira docente;
    c) Para atribuição da menção de Excelente, em qualquer escalão."

    Para aqueles que são excelentes a reclamar, mas para quem ler dá muito trabalho.

    Margarida

    ResponderEliminar
  30. Para Advogado do Diabo.
    Pois é o que está estipulado na legislação. Todavia, questiono se tem conhecimento da aplicação daquela consequência a alguém?
    Como sabemos , uma coisa é o que o legislador prevê, outra é o resultado de um processo de averiguações. Quanto aos contratados a consequência é imediata sem a instauração de qualquer processo de averiguações. Daí, segundo a minha opinião o carácter discriminatório. Parafraseando e adaptando "o insuficiente é uma cena que a mim não me assiste", mas que existem dois pesos e duas medidas para o mesmo facto, isso é incontornável.

    ResponderEliminar
  31. Drakis :)
    Gostaria de ver esses colegas Excelentes.
    Esta palhaçada chegou a um ponto em que as condições para se conseguir o excelente são extremamente claras e nada fáceis. Ainda por cima requerem um trabalho de investigação inovador com os alunos, que devem figurar estar disponíveis numa base de dados, etc, etc.
    A avaliação deve acabar e blá, blá, blá. Antes, o Nuno Crato deveria investigar a seriedade desses excelentes e o quanto contribuíram para a qualidade de ensino.

    ResponderEliminar
  32. Boa Noite... Desculpem a minha sinceridade... Estou cansada de "ouvir falar" em muito Bons e excelentes... Eu não estou minimamente preocupada com isso... Estou sim preocupada em dar aulas em paz...
    Ajudem por favor...

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...