quarta-feira, 13 de abril de 2011

E se?


E se a preocupação e a ambição de uma avaliação de "topo" para efeitos de bonificação concursal for substituída pelo receio de não se realizar, este ano, um concurso "nacional" de docentes?

E se não existir concurso para contratação? E se quem não tiver horário completo apenas puder "concorrer" por oferta de escola?

E se só se realizar o concurso para Destacamento por Ausência da Componente Lectiva (DACL)? Ou eventualmente mais um, que não o de contratação?

Vão pensando nisso... E pensem também que eu não tenho por hábito escrever este tipo de posts apenas porque sim.

28 comentários:

  1. Posso-lhe garantir que brevemente vai ser publicado a abertura do concurso para o ano 2011/2012

    ResponderEliminar
  2. E se? E se assim for já não é mau!
    Quanto ao primeiro "Se" é Excelente! São as voltas da vida, neste caso um Excelente em troca de outro! Eheh!
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  3. Ricardo,
    "Recordando" velhos tempos, ou mudas a imagem, ou vais ser acusado de racismo! Claro que me estou a referir ao fundo da imagem e não à cara! Eheh!
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  4. Para Anónimo das 10:21h: Eu não escrevi "e se não for publicitado um aviso de abertura", pois não? ;)

    ResponderEliminar
  5. Para educar A educação: O primeiro "e se" poderá ser aplicado apenas aos colegas contratados.

    Quanto ao racismo, é melhor que me chamem algo do que nada... É sinal que existo. Eh eh eh

    Abraço.

    ResponderEliminar
  6. Ricardo,
    Eu sei que "O primeiro "e se" poderá ser aplicado apenas aos colegas contratados", pelo que considero um privilégio (sem ironia)!
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  7. Ora bem. A tendência é esta: colocação a nível de escola para todos.

    ResponderEliminar
  8. Eu sou contratada e o teu segundo "e se" não me sai da cabeça há vários dias....

    Se esse "e se" acontecer alinhamos todos nas ofertas de escola...tristes mas caladinhos como de costume...até porque (este ano) "só" afectará os contratados...

    ResponderEliminar
  9. O problema das ofertas de escola reside precisamente nos critérios das mesmas...

    ResponderEliminar
  10. Então Anónimo. A falar verdade? Pode garantir que há concurso nos moldes conhecidos ou escreveu isso por escrever? Há aqui gente ansiosa.

    ResponderEliminar
  11. Vê Ricardo. Estes são os temas que os colegas gostam de abordar.

    ResponderEliminar
  12. Mas este tema... e em especial, este ano... é complicado de abordar.

    ResponderEliminar
  13. AS coisas estão mesmo negras. Este m~es há professores que irão ficar sem o vencimento. Não há dinheiro.

    ResponderEliminar
  14. Ricardo
    Parece que andam passarinhos com outros cantos para os lados do Arlindo.

    ResponderEliminar
  15. Estou como o outro... Espero p'ra ver!!! Mas pelo menos, começaram a circular "informações"!!! Cá estaremos p'ra ver... ;)

    ResponderEliminar
  16. Cá estaremos, até porque o mais triste no meio disto tudo é o facto de “ambas as duas informações” serem válidas e não concorrerem uma com a outra!!!

    Há uns anos também abriu concurso externo para umas míseras vagas de quadro… Se é que me percebem!!!…

    ResponderEliminar
  17. Bom dia, achas que irá haver DAR?
    Obrigada

    ResponderEliminar
  18. A minha "previsão" é que esses "ses" até podem não ser para este ano, mas não escaparão do próximo ano.
    Jk

    ResponderEliminar
  19. A questão nunca esteve na não abertura do concurso... Esse sempre esteve em cima da mesa. A questão estará na tipologia do concurso e no número de vagas disponibilizadas (ou não).

    ResponderEliminar
  20. O que é que sabes que nós não sabemos? Heim...

    ResponderEliminar
  21. Muito sinceramente se esses "ses" fossem tratados de forma igual e clara para todos, muitos problemas da profissão eram aniquilados.
    Venham esses "ses" se forem melhores aos docentes....

    ResponderEliminar
  22. Colega

    Infelizmente todos os cenários estão em aberto e são possíveis. Todos.
    Já não é a Teoria da Conspiração ou o facto de seremos do Contra ou da Oposição.Ou por estarmos nos blogues.

    A realidade que vivemos está a tornar-se pior do que qualquer ficção.É claro que acredito em tudo o que o Ricardo diz. Se assim não fosse, porque viria eu aqui todos os dias?

    Como o amanhã não é seguro ou previsível, carpem diem!

    ResponderEliminar
  23. Ricardo, concordo em absoluto contigo... na nossa profissão são tantos "SE"... Mas um SE nos uníssemos todos e víssemos no que isto ia dar? Esse SE é que eu espero há muito tempo, mas ele nunca aparece :0(

    ResponderEliminar
  24. Para Eu: Esse "se" já apareceu, mas infelizmente devido à deficiente habilidade dos nossos sindicatos, esfumou-se. Dificilmente voltará... E para voltar, terão de ser os sindicatos a fazer novamente esse trabalho de aproximação.

    Bem, para ser sério, essa aproximação teria de ser feita de ambas as partes (professores e sindicatos), mas nesta fase não me parece que os colegas estão prontos para darem o primeiro passo.

    ResponderEliminar
  25. Ricardo: e concurso de Cesracamento por Condições Específicas? Já ouviste alguma coisa?? Já se costumava falar por estas alturas...
    Beijinho e obrigada por continuares cá. Normalmente só estas temáticas é que me levam a comentar, mas venho cá frequentemente...

    ResponderEliminar
  26. Para Sandra: Estamos tão perto, que vale a pena esperar pela publicitação do aviso de abertura.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...