segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Uma primeira "ressaca"...

No sítio da FENPROF a 30/08/2010: "Numa primeira apreciação das listas de colocação de professores, o que a FENPROF pode afirmar é que:

Apesar do esforço do ME, nos últimos meses, não conseguiu baixar os níveis de contratação verificados de há dois anos a esta parte, apenas lhe foi possível evitar que esses níveis tivessem disparado, de acordo com as necessidades que realmente as escolas têm de professores;

•Assim, são cerca de 17.300 os docentes agora colocados, dos quais 10.000 através do mecanismo de renovação de contrato. Ainda assim, neste momento, ficam por colocar mais de 30.000 candidatos;

•O número de professores e educadores colocados neste primeiro momento e, em particular a dimensão das renovações, confirma que as escolas e os agrupamentos de escolas têm os seus quadros sub-ocupados ou sub-dimensionados como, aliás, a FENPROF tem vindo a denunciar. Tal, resulta sobretudo do facto de, nos últimos quatro anos, terem entrado menos de 400 docentes nos quadros, apesar de se terem verificado mais de 16.000 aposentações;

•Confirma-se, mais uma vez, que o ME, para garantir a estabilidade do corpo docentes das escolas não tem alternativa que não seja a realização de um concurso, em 2011, para ingresso nos quadros, como, aliás, já se encontra previsto, na sequência de negociações realizadas com as organizações sindicais;

•Quanto a eventuais erros nas colocações, poderão existir tendo em conta reclamações já expressas, nomeadamente em relação a ultrapassagens. Falta saber, contudo, se elas se devem a erros cometidos ou a graves injustiças que decorrem da consideração, na opinião da FENPROF, ilegal, da avaliação nos concursos. Sobre esta matéria, convém acrescentar que se mantêm diversos processos em tribunal interpostos pela FENPROF;

•Por fim, há professores que têm levantado dúvidas sobre a legalidade de algumas renovações de contrato. A FENPROF indagará junto do ME os critérios que foram adoptados.

Durante o dia de amanhã (esta terça-feira), a FENPROF fará um apuramento mais fino destes resultados, podendo ir tomando posição sobre os mesmos. Todavia, será na Conferência de Imprensa que se realizará quarta-feira, dia 1 de Setembro – em que será apresentado o “Guia de Sobrevivência dos Professores e Educadores contratados” –, que a FENPROF divulgará uma posição final e mais pormenorizada sobre estas colocações."

Ver Artigo Completo (FENPROF)

------------------------
Comentário: Acho que nem era necessário terem sido publicitadas as listas para se ter chegado às conclusões que a FENPROF estabelece acima. Nenhum dos números acima me surpreendeu. Onde tenho sérias dúvidas é na parte do estar previsto um concurso para 2011 para ingresso nos quadros... Não acredito que ocorra, e a ocorrer será em moldes "especiais" que terão como objectivo eliminar na sua quase totalidade com os professores de Quadro de Zona Pedagógica.

Novas entradas em quadro? Só se forem residuais...
------------------------

9 comentários:

  1. Bem sei que falar agora de entradas para o Quadro numa altura em que 30 000 professores ainda não ficaram colocados é pouco oportuno, contudo tendo em conta o post não se entende um caso como o meu. Estou a contrato com horário completo à 4 anos, vou agora para o 5º ano, sempre na mesma escola. AS vagas para os quadros estão nas escolas, mas o Ministério das Finanças é que manda, e não acredito em concurso para quadros para o próximo ano.
    Somos mão de obra barata, não podem entrar para a administração central mais quadros. Mas o verdadeiro "cancro financeiro" deste país que são as autarquias, essas sim, continuam a abrir lugares de quadro para "funcionários operacionais", seja lá o que isto for!

    Boa sorte aos que ainda vão tentar um horário. Compreendo a vossa ansiedade porque durante anos andei à procura do horário de 6, 8 11, 14 horas. Vale sempre a pena o esforço.O tempo de serviço é muito importante.

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  2. No comentário anterior esqueci-me de um pormenor. Tenho 9 anos de contrato e concorri para os quadros sempre a nivel nacional. Nunca fiquei.

    ResponderEliminar
  3. Ricardo ou Advogado, sei que isto agora não vem nada a propósito, mas há 3 agrupamentos que à frente do nome diz "supramunicipal" e eu só reparei nisso agora nas listas e não nos códigos. Sabem o que isto quer dizer? Não faço a mínima ideia, mas desconfio que coisa boa não é de certeza.

    ResponderEliminar
  4. Mais uma desilusão na lista de colocação..........
    Para quando 1ª bolsa de recrutamento??? respostas nenhumas
    Lá estarão milhares de professores no dia 1 de Setembro na fila do centro de emprego...........
    Já agora teremos nós professores não colocados a tal indeminização de caducidade de contrato?
    Bem Haja e vamos ter todos força

    ResponderEliminar
  5. Agora que somos muitos contratados e os "velhotes" se reformam, gosto deste namoro dos sindicatos. Mas, meus caros, lamento mas já sou comprometido comigo!

    http://www.fenprof.pt/?aba=27&cat=284&doc=4975&mid=115

    Um abraço.

    P.S. Se estava à espera da bóia dos sindicatos, já tinha morrido afogado! É que a bóia dos titulares e outras, para mim eram muito largas!

    ResponderEliminar
  6. E a vergonha dos TEIP? Só os da 3-fase puderem fazer reconduções...
    Não faz qualquer sentido. Onde está a estabilidade?

    ResponderEliminar
  7. Eu
    Agrupamento com escolas de vário municipios

    ResponderEliminar
  8. O Guinote e seguidores lêem essa 1ª frase como um elogio ao ME.

    ResponderEliminar
  9. Obrigada Advogado. Mas será que só abrange escolas do 1.º ciclo ou também as do 2.º. 3.º e secundário?

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...