quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Exigências partidárias.

PCP e BE exigem o fim da avaliação já esta semana.

Comentário: Relativamente ao PSD até se compreende (embora não se aceite) o silêncio. O que eu ainda não consegui descortinar no meio deste "tabuleiro de xadrez" é a posição do CDS-PP que parece não querer assumir uma posição clara sobre este tema. Não foram necessários muitos dias para verificarmos de que "massa" são feitos os partidos políticos... Muita promessa esfumada!

1 comentário:

  1. Desde o início deste processo se reconheceu que, grande maioria dos avaliadores, não tinha competência para exercer tal papel.
    Recorde-se que estes, assumiram este papel, por força de um estatuto (o de titular) que resultou de uma mera lotaria.
    As quotas, por sua vez, foram limitativas das menções de mérito para todos os que efectivamente as mereciam.
    O reconhecimento de que o modelo existente não serve é expresso pela própria ministra ao recomendar às escolas a suspensão dos procedimentos relativos ao 2º ciclo avaliativo.

    Como podemos então aceitar que não sejam anulados os efeitos das menções de mérito referentes ao 1º ciclo avaliativo (intenção manifestada pela titular da pasta)?
    Como podemos aceitar que este não seja suspenso?

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...