sexta-feira, 29 de junho de 2018

Eis as ordens para os nossos diretores...

...de acordo com mensagem de correio eletrónico enviado pela DGEstE. É a partir desta ordem que os Diretores terão de decidir de que forma irão cumprir com a decisão do colégio arbitral (aqui).

"Senhores(as) Diretores(as) / Presidentes de CAP 

Em cumprimento do Acórdão do Colégio Arbitral de 26 de junho, que proferiu decisão no processo de Arbitragem dos Serviços Mínimos, n.º 7/2018/DRCT-ASM, informa-se que, sem prejuízo dos demais requisitos, as convocatórias para os conselhos de turma dos 9.º, 11.º e 12.º anos, abrangidos pelos serviços mínimos decretados pelo acórdão acima referido, devem ter presente a necessidade de:

1.1 – Dar indicação de que o Diretor de Turma, ou quem o substitua, deve recolher antecipadamente todos os elementos referentes à avaliação de cada aluno; 

1.2 – Dar indicação dos docentes designados para assegurar os serviços mínimos, caso essa mesma indicação não tenha sido dada pelos Sindicatos que decretaram a greve. 

Para efeitos do disposto no ponto 1.2., e adicionalmente: 
· A maioria absoluta refere-se a docentes que integram um órgão colegial, logo afere-se em números inteiros, que permitam assegurar essa mesma maioria. 
· A lei não fixa critérios de designação de trabalhadores para cumprimento de serviços mínimos pelo que os docentes devem ser designados pelo Diretor do AE/ENA em obediência aos critérios que entenda mais adequados. 

Com os melhores cumprimentos, 
Maria Manuela Pastor Faria 
Diretora-Geral dos Estabelecimentos Escolares"

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...