quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Temos compromisso governamental na Comissão Parlamentar...


Comentário: De acordo com a notícia, a "Secretária de Estado Adjunta e da Educação acaba de garantir na comissão parlamentar que o Governo vai recuar na intenção de não contar quase 10 anos de tempo de serviço para efeitos de progressão na carreira". Aparentemente a solução "ainda terá de ser negociada com os sindicatos", mas poderá resultar num faseamento da consideração do tempo de serviço.

Atenção que este "faseamento" e a força dos sindicatos é consequência da nossa adesão à greve, como tal, se ainda estão em dúvida em aderir à greve, pensem nesta notícia.

6 comentários:

  1. Não acredito na Sec Estado Adjunta.
    Era bom, mas não acredito.

    Vão encontrar medidas que dividam os professores porque divididos é sempre mais fácil de contornar a questão.

    A vida e a experi~encia de vida ao longo de tantos anos de humilhações trouxe-me esta desconfiança que se me colou à pele.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredito que nas negociações tentem introduzir parâmetros diferenciadores, que tenham como objetivo fomentar divisões que quebrem esta ténue união da classe. Os sindicatos terão de saber agir em conformidade.

      Eliminar
  2. CONCORDO TOTALMENTE CONSIGO, INFELIZMENTE.

    ResponderEliminar
  3. Fiz greve; farei greve. Mas não acreditemos no Pai Natal nem no Coelhinho da Páscoa. A carreira vai mudar; para pior. Para já, há dois funis: para 5.º e o 7.º; que podem deixar passar mais ou menos. Serão criados mais funis? Digo eu, que estou há mais de de 14 anos no 8.º.

    ResponderEliminar
  4. O concurso que atirou com monte de professores a km de casa e agora a contagem de tempo de serviço. Esta senhora já começa a cansar

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...