sexta-feira, 7 de julho de 2017

A verdade do "acréscimo" de mais 30 minutos de intervalo no primeiro ciclo

Quem tenha lido notícias como esta ou aquela, irá julgar que os professores do 1.º ciclo estão de alguma forma a receber algum tratamento especial, quando na realidade se trata da reposição de algo que lhe foi ilegalmente retirado há 4 anos.

Deste modo, aconselho vivamente a leitura deste artigo da FENPROF, do qual retiro um pequeno excerto que julgo suficiente para quem é mais dotado de preguiça para clicar em links:

"O que foi, finalmente, resolvido foi um problema legal que persistia desde 2013, ano em que, numa clara violação do estabelecido no Estatuto da Carreira Docente, o Ministério da Educação, dirigido por Nuno Crato com João Grancho como secretário de estado (responsável por este abuso), alterou, ilegalmente, o horário letivo semanal dos docentes do 1.º Ciclo, aumentando-o de 25 para 27 horas e 30 minutos. Esta medida, contudo, apenas se aplicou a este setor de ensino, continuando, e bem, na Educação Pré-Escolar e nos 2.º e 3.º Ciclos do Ensino Básico e no Ensino Secundário, os intervalos (exceto o de almoço, claro) a integrar a componente letiva dos docentes. 

A ilegalidade então imposta ao 1.º Ciclo do Ensino Básico não tinha qualquer fundamento de ordem pedagógica, bem pelo contrário, pois o nosso país é aquele que obriga os alunos daquele nível etário a permanências mais prolongadas em atividades escolarizadas (atividade letiva e AEC), muitas vezes, dentro do mesmo espaço: a sala de aula. O que terá levado os governantes de então a prolongarem as aulas foi a possibilidade de, assim, prescindirem de duas horas e meia semanais de “AEC”, reduzindo, à custa de uma ilegalidade imposta aos docentes, a despesa com a ocupação das crianças fora da atividade letiva."

No fundamental, não temos aqui outra alteração que não a dos professores deste ciclo de ensino deixarem de vigiar os alunos nos intervalos, passando essa tarefa para quem anteriormente (e bem) detinha.

1 comentário:

  1. E entao a reposição da obrigatoriedade do grupo
    educacao tecnológica nas escolas? Quando será reposto...
    Uma injustiça que se continua a espera.... Prejudicando assim muitos professores com 20 anos de serviço em contrato.
    Esta situaçao e muito pior....

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...