quinta-feira, 20 de abril de 2017

Não liguem às vagas negativas e zero...

Muitos colegas concorrem tendo como referência as vagas negativas, positivas ou zero para efeitos de manifestação de preferências no Concurso Interno. Não o devem fazer, porque existe sempre rotação de cadeiras e aquilo que hoje é zero, pode perfeitamente tornar-se uma vaga positiva.

Não se esqueçam que as vagas negativas, são o número de professores em "excesso" (ou seja, para os quais não existe horário) de um determinado grupo de recrutamento que existem numa escola, e as vagas positivas constituem o número de professores de um dado grupo de recrutamento, que são necessários para que uma escola supra as suas necessidades permanentes em termos de docentes.

Se pensarem que um professor de uma escola A que tem zero vagas (isto é, que não tem "excesso" nem "défice" de docentes para o grupo de recrutamento do docente em causa), decide concorrer para a escola B que tem uma vaga positiva (isto é, para uma escola que tem uma vaga para o grupo de recrutamento do colega), este professor irá libertar a vaga da escola A, tornando-se esta em positiva (lembrem-se que inicialmente era zero), e nela podendo ficar um qualquer colega que para ela tenha concorrido. 

Concluindo, se apenas concorrerem para as escolas com vagas positivas, irão perder hipóteses de colocação.

Nota: Poderia fazer o mesmo raciocínio para as vagas negativas, mas julgo que já terão percebido a questão.

10 comentários:

  1. Boa noite Ricardo, acabando a nossa lista de preferências, corremos o risco de ficar em qualquer escola do QZP, certo?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se estiveres a falar de concurso interno, apenas poderás ficar naquelas que indicaste, uma vez que não há obrigatoriedade de concorreres a todo o QZP.

      Eliminar
  2. Neste concurso, o Concurso Interno, só se pode obter colocação nas escolas para onde manifestou preferência.

    ResponderEliminar
  3. Boa noite. Sou QAE e concorri para QZP. Se entrar em QZP posso manifestar preferências na mobilidade, em 2a prioridade, certo? Agora no concurso interno não me podem colocar logo numa escola qq do QZP, pois não?! Obrigada!

    ResponderEliminar
  4. Boa noite! Sou QA mas quero mudar de AE. Se concorrer a QZP na mobilidade vou poder concorrer na 1ª prioridade? Quais são as probabilidades de conseguir mudar de QA para QZP? Obrigada

    ResponderEliminar
  5. Teresa: "Se entrar em QZP posso manifestar preferências na mobilidade, em 2a prioridade, certo?" » Certo
    "Agora no concurso interno não me podem colocar logo numa escola qq do QZP, pois não?!" » Se se está a referir a uma qualquer escola do QZP para o qual espera obter transferência, a resposta é não. Só mais tarde, aquando da Mobilidade Interna, poderá vir a ser colocada numa escola do QZP para o qual tenha obtido transferência.

    ResponderEliminar
  6. Zezita: Não percebi bem a sua pergunta. Se o que pergunta é que se obtiver transferência para um determinado QZP (isto é: se passar de prof QA para QZP) pode depois na Mobilidade Interna (MI) concorrer na 1ª prioridade a resposta é negativa. Na MI a 1ª prioridade é destinada aos professores QA ou QE que se encontrem sem CL. Se passar a ser prof QZP passa a concorrer na 2ª prioridade. Quantos às probabilidades... é coisa que não se consegue prever, muito menos sem saber o grupo a que pertencem, nem para que QZP pretende entrar. Espero ter ajudado.

    ResponderEliminar
  7. Boa tarde. Entrei em QZP em 2015, o ano passado estive no período probatório (tendo corrido tudo bem), este ano tive "recondução" e tenho estado sempre no mesmo agrupamento. Neste concurso quero tentar entra em QA, o que respondo nas questões 2.2.5 e 2.2.6 ?

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...