terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Dualidades...


Comentário: Não sou contra as proibições (até as considero necessárias, principalmente nos dias de hoje onde quase tudo é permitido / admitido) e também não tenho por hábito fazer juízos de valor, quando para tal me faltam alguns dados que considero como essenciais. Tendo como base estes pressupostos, e numa leitura transversal, eventualmente apressada, até poderia criticar esta proibição de ânimo leve... 

No entanto, falta-me saber se esta proibição é relativa aos espaços interiores (corredores, por exemplo) ou se, para além disso também considera os espaços "abertos" dentro da área do colégio. Uma leitura literal, far-me-ia acreditar que o tal "dentro do colégio" se refere a toda a área (coberta e não coberta) da escola, no entanto, falta-me esse esclarecimento. Se a proibição for relativa a todo a área do colégio, parece-me excessiva. Se pelo contrário, a proibição apenas for relativa aos espaços interiores, não posso dizer que discorde, até porque já me deparei com inúmeras situações de alunos (já com algum porte físico) a correrem dentro dos corredores, empurrando colegas, professores e assistentes operacionais, numa demonstração clara de desrespeito pelo outros. 

Embora admita poder estar errado, penso que esta situação estará mais relacionada com a tendência da "aversão à proibição a tudo e mais alguma coisa que os nossos alunos façam", do que propriamente a esta proibição propriamente dita. 

1 comentário:

  1. Escolas públicas que não permitem festejos de aniversários ou de datas comemorativas públicas... são várias

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...