segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Farto...

...de ver, ouvir e ler a resignação de alguns e as lamurias de outros tantos.

Mas que raios... Será que ainda não se aperceberam que desde que colocaram Maria de Lurdes Reis Rodrigues à frente dos nossos destinos, isto foi sempre a piorar?!

E não, não estamos melhor. Apenas estamos adormecidos. Precisamos de acordar, mas não é com desabafos (como este) ou com apontar os dedos, baixar os braços ou gritar pela contestação passada que se irá corrigir ou melhorar o que quer que seja. 

A solução teria de passar pela tentativa de acolher a diversidade docente sob um chapéu único, mas se nem conseguimos condensar mais de uma dezena de sindicatos em um único (novo ou já existente, mas com nova gestão), como é que alguém pretende que isto melhore? 


3 comentários:

  1. Maria de Lurdes Rodrigues e Sócrates conseguiram o seu objectivo: partir a espinha aos professores. E convenhamos que o analfabetismo político e a falta de massa crítica que impera nas salas de professore(a)s torna inviável qualquer veleidade de que num futuro próximo as coisas tomem outro rumo do que o agravamento das condições de trabalho e da sujeição dos professores ao arbítrio de direcções que se esquecem de onde vieram.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na globalidade, concordo. Mas tem a certeza que, mesmo antes de Milú e Sócrates, os professores tinham «espinha»? É que ao recordar a forma como foram recebidas algumas medidas desse governo, por alguns «colegas», leva-me a duvidar.

      Eliminar
    2. Tem toda a razão! Na minha sala de professores só pontificam "galinhas" cuja única preocupação é se estão bem ou mal vestidas. Não há pachorra para isto. O que me vale é que "só" me faltam cinco anos para a reforma.....

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...