segunda-feira, 23 de maio de 2016

Não vai a bem... vai a mal!


Comentário: Acredito que quem não dependa dos contratos de associação já deva estar "pelos cabelos" com tanto massacre "privado", no entanto, por estarmos perante uma oportunidade de ouro para cortar redundâncias e repor algum do espírito da lei (no caso, a Lei de Bases do Sistema Educativo) que levou ao estabelecimento desses mesmos contratos de associação é que julgo que poderá ser menos saudável ignorar ou optar pelo silêncio.

Desta feita, temos então uma nova fase (que também não me surpreendeu, mas que tal como a estratégia de utilizar alunos para as manifestações não considero digna) em que se ameaça com a interrupção das continuidades de ciclo... O que mais virá a seguir? 

1 comentário:

  1. É esta a qualidade que apregoam! Então a estabilidade das crianças e das famílias não era o mais importante?
    Mas vejamos, se o valor atribuído garante e tem garantido o funcionamento de cada turma. Este ano o que vão receber nas que mantêm o ciclo já não chega para a mesma turma? É isto a gestão privada?

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...