quinta-feira, 12 de maio de 2016

A ver vamos se têm ou não hipóteses


Comentário: Não sei se terão ou não hipóteses nos quadros do Estado, pois nos últimos anos temos assistido a migrações de professores do ensino privado para o ensino público, e com vinculação aos quadros. Tal como já referi por diversas vezes, não veria qualquer problema nestas entradas no quadro, se o mecanismo de contratação de professores fosse o concurso nacional utilizado nas escolas públicas. 

Sendo os critérios de seleção de contratação de professores para as escolas privadas com contrato de associação similares (mas ainda mais "promíscuos") aos da recentemente abolida Bolsa de Contratação de Escola, não seria justo para os restantes professores sujeitarem-se a ultrapassagens nas entradas nos quadros do Estado... 

E se acham que isto é novidade, de facto não é, porque é o que tem vindo a acontecer nos últimos concursos.

6 comentários:

  1. Seria bom ver quantos profs do compadrio das BCE estão no quadro público. Basta ver as listagens dos últimos anos e apurar alguma coisa. E já agora, que mal pergunte, existem portugueses de 1ª e outros de 2ª; E quantos profs do quadro se formaram no ensino privado? E ...e ...e, parece que o Estado é só para alguns, os tais que pensam que são de 1ª!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que é que tem a ver formação, com emprego e vagas na função pública.

      Professor que nunca deu aulas na função pública deverá concorrer com tempo de serviço de zero horas, pois nunca se sujeitou a um sistema que é absolutamente diferente, nunca se sujeitou a testes nem avaliações. No entanto em Portugal, já estamos habituados a golpadas e outras habilidades,

      Desde reformas antecipadas no estsdo, reformas do estado, sem lá ter trabalhado a maior parte do tempo, salta daqui para ali, como é apanágio de muitos chicos espertos e políticos.

      Portugal no seu melhor.

      Espero que isto seja devidamente regulamentado, pois a balbúrdia é imenssa.Mas tmabém nao estou com stress, experimente lá entrar para a escola pública, pode ser que perca logo a vontade..:)

      Eliminar
  2. Mas entrar nos quadros do publico porque conseguiu anos completos numa escola privada na qual entrou sabe-se lá como (sem concurso publico) ultrapassando professores que andam há anos em horários incompletos em escolas publicas não é de forma nenhuma justo. Esse tempo de serviço não lhe devia ser contabilizado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem tem estado no privado não pode ter qualquer tipo de vínculo com o público.
      Já bastou o que se verificou até 2005 em que os professores com habitação própria da escola pública não tinham acesso à profissionalização enquanto os do privado podiam profissionalizar e de seguida ultrapassavam os professores que serviam a escola publica.

      Eliminar
  3. Os impostos dos portugueses tem que ser utilizados com racionalidade. Se há espaço na escola publica, não há necessidade de privado.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...