terça-feira, 14 de abril de 2015

Apostar no vazio

Passos realça o que foi feito na Educação e diz que é preciso continuar essa aposta 

Comentário: O atual Primeiro-Ministro elogia as "maravilhas reformistas" promovidas pelo seu Governo e que em pouco ou nada diferiram dos antecessores. No essencial, foram ampliados (a um nível próximo da insustentabilidade) os cortes orçamentais, fomentou-se um ainda maior decréscimo da qualidade possível (com a "novidade" vocacional), a tendência de perda da autoridade docente não foi invertida e, mais uma vez, implementaram um reforma (com especial ênfase, para as metas curriculares) que cessará com a eleição de um governo de cor política diferente.

Infelizmente, a educação é uma área que sofre profundas mudanças a cada mudança governamental, não se mantendo aquilo que aparenta funcionar (sim... porque seria necessário mais tempo para avaliar a eficácia de uma mudança) e introduzindo-se novidades vindas de uma realidade diferente (e onde, muitas vezes, nem sequer se fazem adaptações). E o pior... Estas "experiências" aparecem desfasadas no tempo, e por norma, já foram abandonadas na origem.

Enfim... Faltam alternativas, e acima de tudo, esperança em melhorias efetivas (não confundir com melhorias "cosméticas" ou  "manipuladas").

1 comentário:

  1. Boa Noite!
    Há muito tempo que não vinha aqui... mas... ao falar das mudanças deles, vejo as minhas.

    Andei no Ensino ("corri o país"), mas, na verdade não valeu a pena, porque num ano estive colocada (todo o ano) e no a seguir nunca mais.

    Lamento muito que não importem os anos de serviço que tenho, a dedicação, as substituições a milhares de quilómetros de distância.

    Deixo um comentário apenas, porque sei que existem outros como eu.

    Fui professora.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...