segunda-feira, 24 de junho de 2013

Limite máximo: 60 quilómetros

Professores não podem ser colocados a mais de 60 quilómetros da sua escola  

Comentário: É uma melhoria relativamente à proposta anterior que referia a deslocação para uma qualquer escola ou agrupamento que estivesse no quadro de zona (dos novos... não dos antigos) da escola de vinculação. Mas não me parece que o maior problema (pelo menos na contestação) se deva a este problema de quilometragem, mas sim à questão da mobilidade especial.

Julgo que nas próximas horas deveremos ter mais informações... E espero sinceramente que os sindicatos não voltem a repetir erros do passado, caso contrário, estes dias de greve às avaliações foram essencialmente uma perda de tempo.

7 comentários:

  1. JOSÉ
    Que interessa 60 ou mais ou menos...
    o que interessa é o que leva à mobilidade e depois despedimento. Muito mal estes sindicatos.

    ResponderEliminar
  2. Boa noite,
    Caros colegas, é claro que a questão dos kmn é importante!!!! Bem... não é a questão principal, mas é também sem dúvida uma parte fundamental. Os QZP possuem zonas enormes, portanto já é algo positivo, mas sim concordo que seja ainda insuficiente...
    Ninia

    ResponderEliminar
  3. E a direção de turma fora da componente letiva?! Os sindicatos não falam disso?!

    ResponderEliminar
  4. E como ficam os contratados?
    Mobilidade mais do que forçada! Pois somos obrigados a concorrer a no mínimo a duas zonas. Ou será, que somos a moeda de troca....

    ResponderEliminar
  5. Os 60 km são só para os professores do quadro de escola / agrupamento! Os do QZP não estão abrangidos! Podem ir para qualquer escola do quadro de zona a que pertencem ou para a ...mobilidade! Correcto?

    ResponderEliminar
  6. Colega anónimo das 9.43. Nós moeda de troca? Mas temos alguma importância? Nós somos o mexilhão que impulsiona greves para o pessoal do quadro continuar perto de casa. Ninguém fala dos trinta e tal alunos por sala. Ninguem reivindicou ou fez greve quando exterminaram os contratados de EVT ou a junção dos megas. Já disse e repito: Se for necessário acabar com os contratados para garantir a não mobilidade dos QZP/QND, nós vamos...

    ResponderEliminar
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...