terça-feira, 16 de abril de 2013

Mais informações relativas ao concurso que se avizinha

E lá vão gotejando mais algumas informações provenientes das reuniões entre os sindicatos e o MEC. As que se seguem constam no sítio virtual do SINDEP:

Nota: negritos e sublinhados de minha autoria.

"- O concurso decorrerá, em princípio, a partir do próximo dia 22 de abril (2ª feira) e desenvolver-se-á em duas slots (a primeira para os candidatos de A a K e a segunda de L a Z). 

- A DGAE compromete-se a especificar de forma clara e completa, quer no aviso de abertura quer nos respetivos manuais, todas as regras e procedimentos que os candidatos deverão respeitar. 

- Os dados carregados já no e-bio aparecerão já na aplicação electrónica podendo, no entanto, ser actualizados e/ou rectificados pelos candidatos. 

- Os candidatos deverão ter em atenção, para além do mais, o novo mapa dos novos QZP’s (a publicar em breve) bem como os prazos e procedimentos para a submissão da candidatura aceitação das colocações obtidas".

19 comentários:

  1. A manifestação de preferências é já agora ou é como habitualmente mais lá para a frente (julho agosto)?

    ResponderEliminar
  2. Para anita: depende do concurso que se estiver a referir. Para o concurso interno será "já agora".

    ResponderEliminar
  3. Eu terminei há pouco tempo o meu mestrado. É agora que concorro? Sou novo nisto.

    ResponderEliminar
  4. Ricardo: excelente trabalho, sempre oportuno! Como sempre!
    Obrigada.

    ResponderEliminar
  5. E continuamos sem saber se os contratados continuam a ter de concorrer a dois QZP (o que neste momento significaria a concorrer a muitos mais que apenas dois originais).

    Já agora, ainda gostaria que alguém me explicasse qual a razão para um contratado (ou seja, sem qualquer vínculo ao estado), ser obrigado a concorrer a 2 QZP, ainda mais que os próprios QZP, já ligados ao estado...

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  6. Ainda tenho 2 dúvidas:
    * a redução do artigo 79 desaparece já este ano letivo?
    * E o horário passará para 24h letivas?
    Obrigada

    ResponderEliminar
  7. Tem razão Luís SMF! É vergonhoso que não se fale nisto! Que os sindicatos fiquem calados perante esta desigualdade de tratamento! Os QZP e os QA quem têm o seu emprego ou pelo menos vencimento garantido têm menos obrigações/ imposições do que quem não tem vínculo nenhum e ainda por cima se arrisca a colocações mensais. Pois... os contratados não têm filhos, nem família, nem direito a estabilidade emocional... E depois claro que os sindicato se têm de preocupar primeiro com os seus próprios interesses e dos colegas que representam há mais tempo, ou seja, o fim das reduções de horário e na pior hipótese o facto de garantirem as 6 horas minímas de carga horária. Como sempre, (infelizmente, é o que tenho verificado nestes últimos 17 anos de contratada) só se mechem quando as regras aplicadas aos contratados lhes passam a ser também aplicadas! retrospetivamente, veja-se p.ex. a avaliação de desempenho... Temos de continuar a espalhar esta preocupação em tudo quanto é blog, página do face and so on... O pior é que a maior parte das pessoas desconhecem esta dualidade de critérios. Haja bom senso!

    ResponderEliminar
  8. Sou de QZP mas também não entendo essa obrigatoriedade, mas parece-me que é para depois o ministério poder dizer que se existem contratados é porque não concorrem; no entanto queria corrigir a informação: no ano passado foi pedido aos contratados que concorressem a mais que um QZP , mas ao QZP também, tiveram que concorrer ao seu QZP e a mais uma escola de outro; também quero deixar claro que a maior parte dos QZP já o fazem porque estão mal colocados, eu sempre concorri, por opção claro, a tres QZPs porque ao contrário do que pensam, a mior parte está muito longe de casa, eu faço 230 km por dia e se estou em QZp é porque lá atrás não me escondi e tb aceitei trabalhar no Atentejo profundo, em terrinhas de Santarém, Em terrinhas de Leiria e sou da Mealhada e tb tenho dois filhos pequenos e neste momento estou a sair de casa para fazer 115 km e deixo-os entregues a eles mesmo e eles têm 8 e 12 anos, como podem ver , a vida não é fácil para ninguém!

    ResponderEliminar
  9. Vivam!
    Sinto-me no meio de uma complexa charada, sou licenciado e encontro-me a finalizar o mestrado com estágio, enfim, pedagógico.
    Há algum local onde possa recorrer a informação concreta e dirigida a pessoas que concorrem pela primeira vez?
    Estou, em suma, na mesma situação que o colega Santos que já aqui deixou o seu comentário..
    Agradecia uma resposta, por breve que fosse.
    Lamento o incómodo.

    Cumprimentos.

    ResponderEliminar
  10. Luis e Cristina
    Continua sem saber?
    Qual é a dúvida sobre o assunto?

    ResponderEliminar

  11. Os colegas com mestrado podem concorrer para a recolha do lixo das Camaras Municipais de todo o país.

    ResponderEliminar
  12. Cristina
    Tem a certeza que o artigo 79ª diz apenas respeito ao dos quadros?
    Em primerio lugar, os contratados também têm direito a essa redução. Algo, que, com base no qur diz não sabia.
    Em segundo lugar, a perda dessas horas de redução implica a perda de milhares de horários. Seria o fim dos contratados.
    Quantos às 6 horas mínimas para não se ir para a mobilidade, foi uma medida que foi tomada com um único objectivo. Diminuir contratados.
    Pois um professor do quadro com menos de 6 horas ao ter de sair, para ocupar um horário com mais horas que direta ou indiretamente, poderia ser de um contratado.
    Concluindo, antes de fazerem certas criticas, pensem nos efeitos que essas medidas têm para vocês. Não dêem tiros nos pés, como acabou de fazer.

    ResponderEliminar
  13. Para os colegas com mestrado em Ensino ao abrigo do DL 43/2007: só podem concorrer se o mestrado já estiver concluído, caso contrário continuam com a habilitação própria, o que os exclui do concurso.
    A data de obtenção da qualificação é a do certificado de habilitações, ao contrário das profissionalizações em serviço, que conta a partir do setembro seguinte.
    Quem ainda não terminou não pode concorrer.
    Boa sorte!

    MSilva

    ResponderEliminar
  14. http://www.dinheirovivo.pt/Economia/Artigo/CIECO141403.html?page=2

    ResponderEliminar
  15. Boa tarde, alguém me sabe dizer se neste concurso 2013/2014 existirá a possibilidade de destacamento por aproximação à residência?

    ResponderEliminar
  16. Caso a redução dada pelo 79º termine, qualquer QE que fique agora na sua escola com um horário de 6 horas, poderá perdê-las e ficar sujeito à mobilidade.

    E dizem que os QE com 6h não precisam concorrer??????

    Se tiverem que ir a mobilidade mais tarde, e as vagas ficarem agora ocupadas por QZPs, como é?

    ResponderEliminar
  17. Santos e Pedro,

    Não são os únicos nessa situação. Eu também terminei há pouco tempo o meu mestrado profissionalizante (penso que seja a este tipo de mestrado que se estão a referir), e vou concorrer pela primeira vez a este concurso, e por isso, ainda estou um bocado confuso, porque simplesmente, como o colega Pedro disse, não existe informação clara e explícita em lado nenhum para quem vai concorrer pela primeira vez. Mas de qualquer das formas quem tem habilitação profissional pode concorrer agora, senso que resta esperar pelo aviso de abertura do concurso, que já contém informações relativas aos procedimentos a realizar.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...