quinta-feira, 21 de março de 2013

Para que conste...

... e para que ninguém diga que andámos a imaginar coisas.

7 comentários:

  1. epá... estou muito mais descansada com as palavras do ministro.
    Afinal não corremos nenhum risco!!! Está-se bem!!!

    ResponderEliminar
  2. A partir de ontem temos a garantia de Nuno Crato que podemos contestar e protestar. É o próprio Crato que nos diz que, agora sim, podemos protestar porque o que antes não chegava a ser uma hipótese, ontem passou a sê-lo e depois das negociações com os sindicatos pode-se transformar em realidade...

    ResponderEliminar
  3. Não há palavras para isto... é inqualificável.

    ResponderEliminar
  4. Vamos ter de colocar também os políticos em mobilidade especial e alargar-lhe os quadros lá para a china (quanto mais longe melhor porque eles ainda têm ajudas de custo).

    ResponderEliminar
  5. Parece-me que este governo concluiu que já nada mais tem a fazer e estão a tentar arranjar argumentos para serem corridos...estão a acender fogueiras em todas as frentes.
    Por mim, faço-lhes a vontade: é porem-se a andar.
    Não sou professor mas não percebo como é que uma classe de milhares não se consegue unir em torno de uma causa comum. Vieram para a rua no tempo de Mª Lurdes, que afinal estava bem longe deste diabólico Crato. Mexam-se, pela vossa dignidade!

    ResponderEliminar
  6. Afinal não querem trabalhar? vergonhoso esta dita classe de malandros e calasseiros

    ResponderEliminar
  7. São os políticos que nós temos....

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...