quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Mais confusão...

Quem está habituado a concorrer nas mais diversas tipologias concursais de professores, sabe que muitas das informações prestadas são dúbias... Não sei se por jeito se por distração, a questão resume-se quase sempre a alguma confusão. Alguma dessa confusão tem origem na ausência de leitura dos diversos normativos legais e notas informativas, no entanto, começa a crescer o fenómeno dos esclarecimentos inacreditáveis ou, se quiserem, confusos.

Desta vez, temos uma nota informativa (datada de 30 de janeiro de 2013) onde se refere que "(...)a contagem do tempo de serviço nos concursos abertos pelos Agrupamentos de Escolas e Escolas não agrupadas relativos ao ano letivo de 2012-2013, a partir de 1 de janeiro de 2013, deverá contemplar o tempo de serviço até 31 de agosto de 2012". No entanto, se lerem este outra nota informativa (disponível no sítio da DGAE até à hora em que publico este post e datada de 24 de setembro de 2012), irão constatar que a redação deste parágrafo é diferente, reportando o tempo de serviço para 31 de agosto de 2011.

Esta novidade, que parece retirada de um qualquer manual de piadas de mau gosto, vai dar muita confusão... O pior disto tudo, é que já não é a primeira vez que nos deparamos com incongruência e esclarecimentos "estranhos" por parte de quem "manda" na DGAE.

13 comentários:

  1. Isto é o expoente máximo da incompetência!Uma vergonha!

    ResponderEliminar
  2. Por falar em acontecimentos estranhos, alguém me poderá informar se os professores que estão nas escolas ao abrigo do Teip foram contratados porque tinham preparação e aptidão para lidar com turmas difíceis? E já agora, por que motivo os mesmos professores passaram a ter no ano seguinte as melhores turmas e menos problemáticas, enquanto os CEF foram entregues aos professores mais velhos, alguns doentes mesmo ??Isto é legal?

    ResponderEliminar

  3. Boa noite colegas
    Atenção, não se deixem enganar, ontem numa entrevista na sic noticias, António J Seguro disse que quando for governo acaba com a ADSE que isso faz falta do novo programa do partido socialista, por tenham cuidado não votem nestes individuos,eles odeiam este subsistema que no fundo até dá lucro ao pais.

    ResponderEliminar

  4. Afinal não é o governo que quer acabar com ADSE mas sim estes novos politicos de algibeira do partido SCIALISTA, como esse famoso Alvaro Beleza do PS que está com o processo de reformulação da saúde, cuidado colegas.

    ResponderEliminar

  5. Os k lá estão são maus mas a alternativa parece-me bem pior, com a única vantagem pra nós de que já se vão revelando, por isso só os põe lá kem andar com os olhinhos fechados. eles não têm nada de "Seguro"!!!

    ResponderEliminar
  6. Gostava de colocar uma questão e aviso também. Não sei se surgiu a dúvida no meio dos colegas contratados mas fui informada que só podemos concorrer ao concurso extraordinário se tivermos, pelo menos um ano completo (de 1 set a 31 de agost) nos últimos 3 anos. Não sei se também é o caso de alguns mas nas ultimas escolas onde fiquei colocada "mandaram-me" pra casa quando acabavam as aulas.. não tenho um ano completo e isso deixa-me.... chateada.

    ResponderEliminar
  7. Cristina, nao é bem assim como diz, ora leia bem o seguinte: "Podem ser opositores a este concurso os professores que reúnam cumulativamente os seguintes requisitos de admissão: 1) Exercício efetivo de funções docentes com qualificação profissional, em pelo menos 365 dias, nos três anos letivos imediatamente anteriores ao da data de abertura do presente concurso, em regime de contrato de trabalho em funções públicas a termo resolutivo......"

    ResponderEliminar
  8. Caro anónimo, quando fiz a leitura interpretei exactamente do mesmo modo... Foi na escola onde me validam a candidatura que me disseram o contrário!

    ResponderEliminar
  9. Para a Cristina:

    A aplicação da Dgae diz: "Exerceu PELO MENOS 365 dias nos últimos 3 anos..." pelo menos 365 dias é pela soma dos 3 anos... não há mais de 365 dias num ano! Acho que a estão a "enrolar"...

    Eu já submeti a minha candidatura, e nunca ouvi falar em semelhante interpretação...
    Neste caso, penso que não há qq dúvida!

    dina

    ResponderEliminar
  10. Olá Dina, quando me dirigi à escola pedi o tempo de serviço para o referido concurso: informaram-me logo que podia concorrer mas depois ia acabar por ser excluída porque não reunia as condições.
    Gostava que os colegas fizessem o mesmo: perguntem a todos e nas escolas o que foi interpretado. Falei pessoalmente com o diretor da escola e obtive a mesma resposta.
    Volto a repetir que não tive qualquer dúvida quando li o documento na DGAE... foi na escola que me disseram o contrário.Concordo totalmente com o que dizem.

    ResponderEliminar
  11. ADSE ?

    Os do PS são mauzões?
    Poupe-nos.

    ResponderEliminar
  12. O que diz a ANVPC sobre isto?

    ResponderEliminar
  13. Onde é que anda o Jonas?
    Quando expliquei que não concordava com a nota informativa anterior, e que não era essa a interpretação que tinha sido seguida nos anos anteriores, O Jonas respondeu-me assim:

    JONAS disse...
    Porra!!Ainda há quem pense que é 2012?!? Desde o início de Setembro que SABEMOS que conta até 31 agosto de 2011 e ainda aparece esta cambada por aqui (...)ou são ignorantes ou pior ainda...fazem de conta que não sabem e vão levando a vidinha!!!PORRRRA!!!!!!!!!!

    O Jonas quer comentar algo agora?

    Rita

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...