segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Acho bem...


Comentário: A história conta-se muito rapidamente... Os professores levam "porrada" de encarregados de educação e alunos a um ritmo (quase) diário.  Os meios de comunicação, os sindicatos, o governo, a opinião pública e a nossa classe profissional não querem saber disso, e costumam "chutar" para canto. Por regra, a culpa é do professor que "facilitou". Depois temos sempre as questões de bullying (ultimamente associados às redes sociais), que "vendem" mais e como resultado disso, acabam por "chamar mais à atenção".

Vendo este "panorama", uma empresa privada resolveu criar um curso de defesa pessoal dirigido a professores e onde estes, pagando 50 euros, irão aprender algumas técnicas de artes marciais. Se acho bem? Acho muitíssimo bem... Este tipo de cursos deve vender que nem "pão quente" nas escolas e, por experiência própria, sei bem que o conhecimento básico de algumas artes marciais (até bastará uma) poderá fazer maravilhas naqueles alunos mais violentos ou em familiares "descontentes".

Esta noção pode não ser consensual, mas menos consensual seria ter "licença de uso e porte de arma"... ;) 

10 comentários:

  1. pois... licença de porte de arma...?

    não... em absoluto!

    ResponderEliminar
  2. uma bofetada na altura certa cai que nem ginjas...

    ResponderEliminar
  3. Se cá na "terra" houvesse um workshop de defesa pessoal não falhava.

    ResponderEliminar
  4. E eu... Dava um jeitão! Algum que se armasse em engraçado aplicava-lhe um golpe que ficava estendido! Ehehehe! E iríamos ficar muito amigos depois disso!

    ResponderEliminar
  5. Também concordo com uma bofetada na altura certa, anónimo!

    ResponderEliminar
  6. nem tudo é um mar de rosas. Se alguem que sabe uma arte marcial aplicar um golpe a alguem isso levanta muitos problemas para os dois lados: quem apanhou ficou mal ( temos pena lol) mas quem dá (prof) na justiça é quase considerado um culpado pq mais uma vez ele é que deveria fazer tudo para que não acontec. e deveria imobilizar o ENC. Ed.
    resumindo a culpa vai ser sempre do docente.
    Eu concordo com essas formações. Já que somos obrigados a fazer formações então que sejam de defesa pessoal, já estou cheio de formações de computadores... só se for para atirar um computador a um aluno.
    No dia em que um pai "comer" de um professor gostaria de ainda ser vivo para ver isso...

    ResponderEliminar
  7. poderemos falar deste assunto a brincar?
    a verdade é que tais cursos são uma hipótese a considerar mas o problema deve ser encarado de uma forma mais profunda.
    o que revela uma sociedade em que as escolas( que serviriam para dar às novas gerações a possibilidade de ir mais além do que os seus antecessores) são na realidade palco de pancadaria?
    o que se pode dizer de um país onde professores são violentados física e verbalmente de modo rotineiro?
    o que se pode dizer de um país em que idosos morrem sozinhos?
    se não a falência moral e da ordem dos valores, anda lá muito perto...
    não estou disponível para colaborar, por acção ou por omissão, com um país assim.
    para quê tantas leis se o que vale é a lei da selva?

    ResponderEliminar
  8. O SMD efectuou um estudo sobre diversas situações às quais os docentes foram expostos, todavia seria de grande utilidade ter a vossa opinião sobre quais as melhores reacções para nunca chegar a ter que utilizar algum meio de controlo não agressivo perante um aluno. Sabendo que muitas vezes as agressões aos professores são feitas por aqueles que deveriam dar o exemplo aos filhos, e que são no exterior das escolas, já teremos de ter outras opções.
    Temos noção que uma criança com 15 anos, é criança para umas coisas, mas a capacidade fisica, quase já de um adulto, incentivada pelos seus colegas, será também uma situação difícil de resolver, visto que qualquer reacção por parte do docente, faz com que a maioria das pessoas acabe po culpabilizar o professor, tornando todas as circunstâncias são árduas de resolver.

    Informámos que ainda há vagas para esta formação.
    Mais informações em:

    info@smd-international.com

    Cumprimentos
    SMD

    Unidos Somos Invencíveis

    www.smd-international.com
    https://www.facebook.com/smdinternational

    ResponderEliminar
  9. eu percebo a amargura com uma sociedade que não é a utopia que todos nós queriamos, de paz, são convivio, respeito e cidadania cívica, mas tb percebo que a falência da sociedade faz-se sempre pela noção de uns de que a violência pode ser esquecida, anulada, eliminada, do ser humano. Infelizmente, esse raciocinio só torna mais fortes os que vivem a usar a dita violência como linguagem primeira.
    A actual sociedade, mesmo com todos esses problemas, é a fase mais evoluida do ser humano, porque em grande parte do mundo existem descriminações eliminadas ou maioritariamente criticadas, existem leis, civismo, etc. Há 100 anos atrás um negro nao se podia sentar num autocarro no mesmo lugar de um branco, em plenos EUA, e há 40 anos atrás um homem podia matar a sua mulher por adultério, em Portugal, que "só" passava 6 meses no desterro por isso.
    felizmente muito se evoluiu. Masnunca, em momento algum da humanidade, a violencia poderá ser eliminada, pela mesma razão de não se puder eliminar a bondade, o amor, e tantos outros aspectos intrinsecos ao complexo ser vivo que é o ser humano.
    Sabermo-nos defender não é, ao contrário do que se possa pensar, o colapso da sociedade moderna. Antes o contrário é verdade.
    O ser humano desprovido da capacidade, vontade e sequer noção de necessidade, de lutar pela sua sobrevivência, é o colapso da propria humanidade.
    Dito isto, a questão legal: É sabido que saber e aplicar são coisas diferentes, e é sabido que as aplicações só podem ser doseadas quando sabemos o suficiente sobre determinado assunto. Um professor saber lutar, defender-se, não implica necessariamente aplicar golpes, pode simplesmente significar que a sua propria postura muda e onde antes alguem via uma vitima facil, vê agora alguem que fruto da sua propria postura, convicção, e auto-confiança, apresenta bem mais capacidades, quem sabe para resolver algo mesmo antes de algo acontecer.
    Se não quisermos ver por este lado, sugiro que perguntem ao professor que acabou de levar uma tareia se ele preferia ter-se safado e eventualmente ser chateado pela policia, ou ter contribuido para a manutenção moral de uma sociedade que não o protege.
    É preciso entende que uma escola onde professores levam na cara de pais e alunos já é um palco de pancadaria. Só que unilateral.
    Estamos disponiveis (www.jkdportugal.com) para organizar cursos de defesa pessoal para docentes (como aliás já fizemos em tempos) em Lisboa e arredores, e aplaudimos e recomendamos a acção de formação da SMD, a todos os que estiverem no Norte.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...