segunda-feira, 26 de setembro de 2011

A teoria esquizofrénica

A partir de hoje irei utilizar a expressão "teoria esquizofrénica" para tudo o que se relacione com a culpabilização de todos os docentes contratados, no que concerne aos erros da máquina concursal da DGRHE.

Para mim, já ficou provado em diversos fóruns e blogues de professores que este ano foram introduzidas alterações na aplicação informática da Bolsa de Recrutamento e que levaram a que muitos colegas tivessem ficado prejudicados, como tal, e mesmo tendo lido vários argumentos utilizados pelos adeptos da "teoria esquizofrénica" não posso, em consciência, defender que tantos erros de colocação se devam à leitura errada de milhares de colegas.

Todos os anos ocorrem erros de colocação provocados pela máquina concursal... Todos os anos alguns colegas, devido às suas opções, ou não são colocados ou são colocados em horários menos bons... Isto são factos. Mas se olharmos para os números de colegas mal / não colocados, se analisarmos as listas, se olharmos para a ordem de colocação dos horários pelas escolas e os compararmos com os números dos colegas colocados, entre outros factos, poderemos verificar (e nem é necessário termos muito boa vontade) que ultimamente temos um número exageradamente elevado de erros, não provenientes de opções pessoais, mas eventualmente resultantes de um erro aparentemente provocado por alterações na aplicação informática.

Obviamente que estarei aberto a quem me demonstre o contrário, no entanto, estou convicto que a "teoria esquizofrénica" não tem qualquer fundamento. Se alguém me provar que estou errado, não terei qualquer problema em admitir o meu erro de julgamento.

Para terminar, uma definição de esquizofrenia retirada da Wikipédia: "A esquizofrenia é um transtorno psíquico severo que se caracteriza classicamente pelos seguintes sintomas: alterações do pensamento, alucinações (visuais, sinestésicas, e sobretudo auditivas), delírios e alterações no contato com a realidade."

7 comentários:

  1. Mas ainda lhe deixo mais um testemunho sobre a esquizofrenia da DGRHE.
    Em bolsa de recrutamento de dia 19 de setembro de 2011, o horário com número de ordem 2370, da escola Secundária José Afonso em Loures, aparece na aplicação informática como sendo de 18 horas, quando na realidade é de 10 horas. E nem o estabelecimento de ensino sabia desta discrepância. Quando liguei para a escola parasaber se o dito de horário era anual ou temporário, fui imediatamente corrigido e citando a pessoa da direcção: "este ano é de loucos e já esperava tudo mas esta é novidade". Para confirmar o que digo basta ligar 219827110 e pedir para falar para a direcção sobre o horário da BR2 do dia 19/9/2011.

    ResponderEliminar
  2. refirmo-me, no comentário anterior, a um horário do grupo 410.

    ResponderEliminar
  3. Já ouviram falar da Teoria do Caos? Efeito borboleta? " O bater de asas de uma simples borboleta poderia influenciar o curso natural das coisas e, assim, talvez provocar um tufão do outro lado do mundo".
    É o que está acontecer cada vez mais,mas sempre aconteceu. Já pensaram que basta haver um erro na colocação de um professor num grupo de recrutamento, para alterar todas as colocações dos professores que estão abaixo dele na lista? É matemático. Imaginem que um professor,que até esteja bem graduado devido a um erro do sistema não ficou colocado numa das suas preferências e no lugar dele ficou outro menos graduado.Isto vai alterar todas as colocações que se seguem, ou seja a partir desta situação, quase ninguém está na escola onde realmente deveria estar.
    Agora a somar a um exemplo simples como este, todas estas colocações "esquizofrénicas" o resultado disto só pode ser mesmo o CAOS

    ResponderEliminar
  4. Creio que ainda é mais simples o problema! A partir do momento que dizem ao povo que não foram considerados contratos anuais... logo todos os candidatos que apenas optaram por essa forma, são excluídos! e daí que estão a ser colocados os candidatos que decidiram colocar temporários apesar de estar no número 5000 na lista de graduação!

    ResponderEliminar
  5. Ora vejamos certas terorias.
    Um professor colocado numa escola no ano passado em que teria sido colocado por 4 Anos, não foi informado que no ano seguinte não teria horário nessa mesma escola. Por esquecimento do conselho administrativo que se "esqueceu" de avisar o professor (coisa normal e sem importância), diz ao professor: - " A culpa foi nossa (Escola) que nos esqucemos de avisar, agora terá de se sujeitar ao que der e vier.
    Como é que esta gentinha tem poderes de decidir o que quer que seja se nem moral têm quanto mais credibilidade para gerir uma escola?
    Andam a brincar com as vida privada dos professores e consequentemente com a família destes.
    Quando as pessoas nao beijam a mao ao sr Presidente da escola são excluidos e dizem que os concursos estão a seguir os tremites legais?
    envergonhem-se

    ResponderEliminar
  6. todas as reconducoes que nao respeitaram a lista graduada,devem ser averiguadas.
    os directores não se podem servir do que é publico,para colocarem quem lhes apetece...
    os contratados calam-se ,mas sentem a injustiça.
    falam em continuidade pedagógico,no sucesso ...tudo treta...

    ResponderEliminar
  7. ninguem tem que beijar a mão a ninguem ,tem que haver leis para cumprir e penalizar quem nao cumpriu.
    estando os profs colocados por n anos(concurso),a lista ordenada devia ter sido cumprido
    foi uma vergonha.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...