quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Critérios "manhosos" nas ofertas de escola - I

(Cliquem na imagem para ampliar)

17 comentários:

  1. Nota-se claramente que este horário já está destinado a alguém. Acho tremendamente injusto que funcione assim. Os sindicatos não vêem isto? O MEC não vê? Enfim... que país este! Irra!

    ResponderEliminar
  2. Para Ana Guedes: Daqui o meu apelo a todos os colegas para que me enviem as imagens destes critérios. Se publicarmos os suficientes é capaz de ser complicado fecharem os olhos.

    ResponderEliminar
  3. Boa noite!
    Esta oferta até nem me choca muito...já tenho visto bem piores!!!
    O Agrupamento Cardoso Lopes na Amadora, para além de colocar 8 critérios de selecção ainda pede que enviemos Curriculum Vitae...
    Lindoooooo

    ResponderEliminar
  4. Eu já vi uma ou outra OE "à medida" para X ou Y, mas nada de muito escandaloso.
    Mas eu até compreendo a preocupação de alguns agrupamentos com os seus contratados. Ao menos esses, vão conseguindo proteger.
    jk

    ResponderEliminar
  5. Desculpem não entendo uma coisa, como é que são colocados em oferta de escola horários completos até final do próximo ano lectivo se as listas ainda nem sequer sairam?

    ResponderEliminar
  6. Mas que não bate a bota com a perdigota, isso não bate. Tanta coisa e tal para "fechar" as TEIP aos contratados e ( lembrar do concurso especial de corrida para Quadros para as TEIP)...
    vai-se a ver e os que lá foram parar com OE acabam por ser beneficiados.
    E ainda falam em autonomias. É que nem pensar!
    jk

    ResponderEliminar
  7. Não seria mais eficaz enviar estes prints por email para o MEC e sindicatos?

    MV

    ResponderEliminar
  8. Tb acho alguma piada ao facto de os contratados terem andado tãaaaaaaaaaaao entretidos em fabricar evidências e happenings para o formidável MB e agora, com MB ou sem MB, perceberem que é tudo mto bonito ( foi tudo mto bonito) mas que a probabilidade desse MB lhes abrir um horário é para aí abaixo de 5%.
    disclaimer: sou contratada.

    jk

    ResponderEliminar
  9. O problema é que a maioria se calhar não aguentava dar aulas 1 mês numa TEIP daquelas "valentes"... Já lá estive e sei do que falo.
    Sim sou contratado.

    ResponderEliminar
  10. Boa noite.
    Alguém sabe se podemos rejeitar uma recondução e aceitar uma oferta de escola?
    Onde é que há legislação que eu possa ler?

    Obrigada a quem me puder ajudar

    ResponderEliminar
  11. Caros Docentes,
    Recomendo, que enviem estas situações por email para a IGE, Provedor de Justiça e Min. Edu.

    Assistente Técnico.

    ResponderEliminar
  12. Caro Assistente Técnico,
    estas situações já se passam há cerca de 3 anos.

    Tem cuidado MEC, cuidado Nuno, cuidado com a autonomia.

    ResponderEliminar
  13. «O problema é que a maioria se calhar não aguentava dar aulas 1 mês numa TEIP daquelas "valentes"... Já lá estive e sei do que falo.»
    Eu já estive em quatro agrupamentos TEIP daqueles valentes e acho que este comentário é um exagero. Ja dei PIEF e turmas complicadas já tive muitas. O que não se aceita é ver que daqui para a frente se todos os agrupamentos fizerem este tipo de contratação só se safa quem tem cunhite. Isso é que é triste

    ResponderEliminar
  14. Totalmente cheia de razão, colega Mamã Vanda. Sou QA numa com vergonha. Quanta cunhice (e só mesmo estes se safam!), não só ao nível dos professores...

    Temos que agir!!!

    ResponderEliminar
  15. boa noite

    "Caros colegas", coloco entre asperas o termo, porque muitos de vós não consideram os técnicos especializados, professores. Tenho sentido muitas vezes essa discriminação, ao longo dos 5 anos que dou aulas no ensino publico. Até mesmo os sindicatos se têm esquecido de nós.

    Não vou comentar as ofertas escola que oferecem hórarios para grupos de recrutamento abertos a outros concursos, pois o meu caso é mais especifico.....

    Á 5 anos lectivos que me candidato em oferta escola, apesar de estar na mesma escola desde o primeiro ano, e agradeço alguns critérios que tentam salvaguardar a minha presença na escola.

    Dou aulas a profissionais e cef´s e acho que é uma mais valia a continuidade pedagogica nestas turmas, tenho pena é que isso não possa ser feito de uma forma mais "legal" ou clara, sim porque a avaliação docente é uma mentira que não traduz a verdadeira capacidade dos profissionais que avalia ( para o bem e para o mal), e nesta sim as ditas cotas servem bem os compadrios existentes nas escolas.

    Por ultimo, e não querendo desconsiderar nenhum comentário ( alguns até poderão ser justos), quero lembrar aos colegas, que por fezes até podemos ser beneficiados por um ou outro critério, mas isso não apaga nem supera as várias injustiças a que estamos sujeitos, como por exemplo a limitação de um hórario de 19 horas máximo numa escola, e a necessidade de ter que partilhar horario entre duas escolas, para ter um horario completo como outro qualquer professor (com todas as despezas extras que daí resultam).

    ResponderEliminar
  16. A anterior "colega " está a tentar justificar a "cunha" quando defende a dita "continuidade" .Já concorro a ofertas de escola à 5 anos e sei bem o tipo de artimanhas que escolas como a da colega usam para beneficiar os "afilhados".
    O problema não são só os critérios manhosos, muitas escola não aplicam esses critérios nessa selecção aplicam os que lhes der mais jeito na hora
    Também sou docente contratado com habiltação própria ,por vezes sou colocado no meu grupo disciplinar e outras como técnico especializado e sei que existem muita gente sem escrúpulos .
    Muitos condidatos mentem na candidatura e as escolas não pedem comprovativos e se pedem fecham os olhos.
    Sei por exemplo dum colega que Indicou graduação de 14,5 quando tinha apenas 11, e ficou colocado à minha frente por existiam dois lugares.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...