terça-feira, 19 de julho de 2011

Mais 2 relatórios de auto-avaliação do desempenho docente

Para além dos dois relatórios de auto-avaliação preenchidos que disponibilizei (aqui) a 14 de Junho de 2011, encontrei mais dois publicados na internet (um deles, julgo que publicado pela própria autora). Como estes últimos foram disponibilizados por outros (aqui e acolá), não me parece que alguém me vá "chatear" (novamente) por publicitá-los no "Professores Lusos". Ambos os relatórios encontram-se disponíveis para download na plataforma Scribd (volto a salientar que não fui eu que os disponibilizei nessa plataforma), no entanto, como sei que o registo ainda implica alguma perda de tempo, optei por colocar links directos. Mesmo sabendo que na plataforma Scribd, os nomes dos autores e respectivas escolas/agrupamentos se encontram identificados, optei mesmo assim por remover todos os elementos identificativos que consegui encontrar.

Assim, para acederem de uma forma mais rápida aos relatórios de ADD anteriormente referidos, cliquem nas imagens abaixo. Estudem o que os colegas escreveram, cruzem com a legislação e depois é só investirem (bastante) tempo na redacção do vosso relatório de auto-avaliação.


20 comentários:

  1. Olá :-) ligar a net e não te visitar é missão impossível e UMA VEZ MAIS a tua generosidade não tem limites...tudo super actual, tudo que precisamos e outras que só mesmo tu para nos chamares á atenção (decretos,...). Não me canso por isso de te agradecer de coração: MUITOOOOOO OBRIGADA por tudo :-) e que DEUS seja generoso contigo tal como tu és com esta classe tantas vezes demasiado egoísta até contigo. Fica bem e tudo de bom para ti e os teus.

    ResponderEliminar
  2. Obrigada pela dedicação aos que visitam este blog.

    ResponderEliminar
  3. Agradeço a sua generosidade! Bem haja! O seu blog tem sido uma referência para muitos colegas... Isso não é "avaliável" mas demonstra uma grandeza humana ímpar. Parabéns, deve ser uma óptima pessoa!

    ResponderEliminar
  4. Muito Obrigado! A tua ajuda preciosa têm sido um instrumento de orientação para a toda a nossa classe!

    Muito Obrigado!

    ResponderEliminar
  5. Estes 2 relatórios é que estão de acordo com a legislação.....os outros nem por isso

    ResponderEliminar
  6. Muito obrigada por tudo o que tens colocado aqui. Mas as evidências têm que referênciar o PE e o PAA certo? E pouco se tens visto nos exemploes, assim como as evidências, têm que ter indicadores e descritores e devem incluir identificação da atividade, metodologia e estrategioas, o tal enquadramento no PE e PAA, resultados obtidos. Isto é muitaaaaaaa coisa e é o que me têm dado muitas dores de cabeça... E depois aida temos os anexos, mas isto é outra história

    ResponderEliminar
  7. Cara Paula
    Desculpe, mas não estará a exagerar? Não devemos ser mais papistas do que o papa. E, além disso, esta avaliação játem os dias contados... sinceramente lhes digo que não vou na onda dos relatórios barrocos...talvez fosse bom acalmarmos um pouco e apresentar um relatório razoável e só as evidências que não se podem verificar nos arquivos da escola serem apresentadas.

    ResponderEliminar
  8. Mais uma vez não posso deixar de agradecer ao Ricardo a sua árdua tarefa: muito obrigada sempre!

    E concordo em absoluto com a colega Luisa Bravo! Por favor, tenham dó!

    ML

    ResponderEliminar
  9. Mas o Ricardo é feito de porcelana? ninguém lhe pode tocar?? parte-se??Ou vocês querem ser mal informados constantemente.....

    ResponderEliminar
  10. O Ricardo é um exemplo a seguir. Em nada nos dignifica o nosso individualismo e as críticas que têm sido feitas. Obrigada Ricardo pela preocupação e o profissionalismo, mas acima de tudo por ser como é.

    ResponderEliminar
  11. Olá, Ricardo
    Eu sou a autora do primeiro relatório e agradeço-te a divulgação, para partilha com outros colegas. Se o partilhas é porque deve ter alguma qualidade. Eu disponibilizei-o no meu blogue - http://galegaencarnada1.blogspot.com/ -
    e por isso não tirei a identificação.
    Como não pedi aulas assistidas, atenção para o ponto 3, pois não fiz os dois itens, apenas obrigatórios para quem as tenha pedido.
    Obrigado,
    Leonor Albuquerque

    ResponderEliminar
  12. Para Educadora Salete: Quem me conhece, sabe o que me vai na alma. Embora à medida que os anos vão passando a generosidade vá diminuindo (as marcas da inveja dos outros vão fazendo mossa), ainda tento resistir à tentação do "umbigo". Agradeço as palavras e retribuo-as em dobro.

    Abraço.

    ResponderEliminar
  13. Para Luisa Bravo: Grandeza humana num metro e setenta de altura. Eh eh eh... Espero bem que consiga ajudar os colegas. Esse é o objectivo deste espaço.

    Agradeço a visita e as palavras.

    Quanto à óptima pessoa... Humm... Depende da pessoa que se encontra à minha frente. Como amigo dou a camisola, como inimigo... ;)

    ResponderEliminar
  14. Para alentejano: Claro que me podem tocar. Prefiro toques femininos, mas um bom abraço masculino não é dispensável.

    Um abraço para ti. :)

    ResponderEliminar
  15. Não é que a grande questão neste Blog é que só deve emitir opinião que fizer elogios ao Ricardo, tudo o resto é lixo.
    Não são permitidas aqui, nem qualquer tipo de crítica, nem tão pouco, opiniões contrárias às do autor do Blog. Lamento....

    ResponderEliminar
  16. Olá...
    Tenho andado por aqui e tenho encontrado muita ajuda no que é colocado. Achei que devia de agradecer porque se não continuassem a existir pessoas sem medo de partilhar a nossa profissão seria ainda mais dificil... infelizmente, nãotrabalho à muitos anos e noto uma mudança enorme nos colegas... Obrigada pela partilha e pela ajuda!

    ResponderEliminar
  17. gostaria de agradecer ao sr, Ricardo por este post. não sou professor mas este ano pela primeira vez pediram me para fazer um relatório de auto avaliação profissional e como nunca o fiz, estava cheio de dúvidas, e este seu poste veio me esclarecer a forma de elaboração de uma auto avaliação. grato pela sua paciência e ignore os mal agradecidos. que apesar de não criticarem, aqui aparecem para consultar.

    ResponderEliminar
  18. NUANCES DA GESTÃO, A ROBÓTICA COMO SOLUÇÃO

    O testemunho, na primeira pessoa, da esterilidade do solo em que se semeou uma parte significativa do ensino superior público.

    http://www.omirante.pt/index.asp?idEdicao=54&id=73715&idSeccao=544&Action=noticia#.U6GnUChXhfU

    Desde logo, pelo que este Sr. Professor, do ensino superior público, não refere…

    Vejamos pois, o que não refere.

    Não refere preparar as aulas, nem atender os alunos.

    Mais, não refere ter publicações de natureza científica. Com uma já longa carreira no ensino superior, não refere a publicação de nem 1 artigo científico…

    Também, não refere a sua participação em congressos científicos, nem em conferências da mesma natureza.

    Igualmente, não refere a orientação de teses, a participação em júris conferentes de grau académico, nem ser titular do grau académico de doutor.

    Por outro lado, é significante que refira que fez o mestrado há 22 anos porque tinha um horário lectivo de meia dúzia de horas por semana, e assim progrediu na carreira…

    Cerca de duas décadas volvidas, a descrição que faz da actividade docente é assaz cruel, horário lectivo por volta das 14 horas semanais, reuniões, elaboração e correção de testes e a investigação.

    Mas, não referindo ter publicado uma linha científica, ter participado numa conferência científica ou num congresso, o que investiga então este Sr. Professor? E, qual a relevância dessa sua investigação para o conhecimento científico, onde são absolutamente irrelevantes investigações desconhecidas…
    Entre o que refere, e o que não refere, estará a explicação porque trabalhava mais na actividade privada…

    Ainda que, eventualmente, então auferisse um salário mais elevado na actividade privada, por 10 horas de trabalho diário, por demostrar está que ganhasse mais na actividade privada.

    Será que a actividade privada remunerava um licenciado pela docência no ensino superior, a meio tempo, de forma tão generosa como certamente o ensino superior público o remunerou.

    Aliás, é notável - com o currículo académico que refere - que tenha uma carreira no ensino superior público, onde aufere remuneração equivalente à de professor universitário, sem sequer ter obtido o Doutoramento, grau académico habilitante do ingresso na carreira docente universitária.

    Acresce, perfilhar que o ensino superior (politécnico) não carece de professores doutorados, ou seja, dos mais habilitados academicamente. Ao que diz, ser uma “prevalência” do tempo de “António Guterres como primeiro-ministro”. À qual, defendendo a bondade das contratações de não doutorados, enquanto esteve no Conselho Directivo de uma Escola de Ensino Superior, não terá dado grande acolhimento. Tal o desconchavo, que confessa a reserva da disciplina de fiscalidade para inspetores de finanças…

    O que não deixando de ser extraordinário, segue a orientação do Governo, em funções, que já na recta final do seu mandato, continua a tratar o ensino superior público, como se o mesmo qualitativamente fosse todo igual…

    Embora, na campanha eleitoral o Sr. Dr. Passos Coelho tenha prometido cortar nas gorduras do Estado, alcançada a chefia do executivo prontamente esqueceu a tão necessária reforma do Estado, avançando para cortes indiscriminados, sem cuidar se corta músculo, osso, ou mesmo órgão vital.

    Assim, não racionalizando a rede de estabelecimentos de ensino superior público, cortou as verbas às universidades públicas de referência, como a Universidade de Lisboa, a do Porto ou de Coimbra.

    Mas, como compreender que a opção deste Governo tenha sido a de asfixiar as universidades públicas de referência, e de não racionalização da rede de estabelecimentos de ensino superior público…

    Nesta matéria, quem viu claro foi o Sr. Reitor da Universidade de Lisboa

    http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=675024


    ResponderEliminar
  19. obrigado pela ajuda já são anos relatórios que neste momento cai que nem ginjas esta ajuda, para acender uma luzinha.
    Educadora agradece e tudo de bom

    ResponderEliminar